A Black Friday ocorre toda última sexta-feira do mês de novembro, e é uma data para preparar o bolso.

Ainda que você não entenda muito bem o que exatamente está por trás desta data, certamente sabe que esse dia é conhecido mundialmente por seus descontos atraentes.

Talvez você já tenha aproveitado algumas ofertas, seja atualizando um site a cada minuto ou fazendo fila em frente a uma loja.

Segundo uma pesquisa da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), em 2021, cerca de 62,5% dos lojistas brasileiros participaram das promoções em seus pontos de venda durante a Black Friday.

Neste artigo você aprender mais sobre a data, entender como ela surgiu e porque é um dia de grandes descontos, além de conferir dicas incríveis para aproveitar sem gastar muito.

O que é a Black Friday?

Esse é um evento comercial, que é popularmente conhecido pelos descontos em produtos de diversas categorias, como plaina de mesa fresadora, tanto em estabelecimentos físicos quanto em lojas online.

A data surgiu no século XIX, nos Estados Unidos, e está diretamente ligada a um dos feriados mais importantes do país: o Dia de Ação de Graças, que ocorre sempre na última quinta-feira de novembro.

No ano de 2021, a Black Friday foi no dia 26 de novembro e em 2022, caiu no dia 25 de novembro, marcando o início do período de compras de fim de ano.

Como surgiu a Black Friday?

Existem algumas diferentes hipóteses a respeito da origem da Black Friday e sua associação com a oferta de produtos na sexta-feira depois do Dia de Ação de Graças.

A teoria mais conhecida é a seguinte: em 1869 dois investidores norte-americanos criaram um esquema ilegal para controlar o mercado de ouro nos Estados Unidos.

Eles tinham como objetivo fazer o preço do metal precioso disparar na Bolsa de Valores, de forma que eles conseguissem enriquecer.

Mas no fim o plano não deu certo pois o presidente Ulysses S. Grant interveio ordenando que o governo vendesse o ouro estocado nos cofres públicos.

O resultado disso foi que o preço do ouro despencou no dia 24 de setembro de 1869, uma sexta-feira, indo de US$160 para US$130, marcando o dia que ficou conhecido como Black Friday.

Certamente a essa altura, o gestor de uma empresa de TCRA deve estar se perguntando como essa data se tornou comercial.

Foi a partir da década de 1980 que o termo começou a ser utilizado para propagandas das ofertas e liquidações.

Seguindo a tradição atual, a Black Friday termina na segunda-feira, com a Cyber Monday (traduzida como segunda-feira cibernética), na qual lojas online preparam vários descontos para beneficiar o comércio eletrônico.

Black Friday no Brasil

Em nosso país, a Black Friday começou a ser promovida em 2010 e em 2018 bateu recorde de vendas de forma que somente as vendas online somaram mais de R$2,1 bilhões, sendo 23% superior ao de 2017, segundo a consultoria Ebit Nielsen.

Em seus primeiros anos no Brasil, a Black Friday era apelidada de Black Fraude devido a descontos que não eram reais ou eram muito baixos.

Mas isso mudou em 2019 e dados da Promobit mostram que no mês de novembro deste ano, o número de ofertas aumentou 124% e os descontos chegaram a até 77% do valor original do produto, abrangendo desde um saco de ráfia 50 kg até um smartphone.

No entanto, infelizmente alguns casos de Black Fraude ainda ocorrem. Em 2018 as propagandas enganosas foram a principal fonte de reclamação dos consumidores no Procon em relação a data.

O que comprar na Black Friday?

Provavelmente você faz parte do grupo de pessoas que pretende aproveitar os descontos da Black Friday e quer ter uma ideia se o produto que deseja realmente vale a pena comprar, olhe para os números das edições anteriores.

Boas ofertas podem se repetir novamente na próxima Black Friday. No ano de 2020 as categorias mais adquiridas de acordo com um estudo da Behup foram:

  • Celulares;

  • Eletrodomésticos;

  • Cosméticos;

  • Roupas;

  • E acessórios.

Já em 2019, de acordo com uma pesquisa da plataforma Promobit, os produtos mais em conta foram os e-books (até 77% de desconto), eletrodomésticos (até 51% de desconto) e artigos de informática (até 42% de desconto, em média).

Uma empresa especializada em engate rápido pneumático pode aproveitar essa data para oferecer bons descontos.

7 dicas úteis para você aproveitar a Black Friday

Nessa data as ofertas podem mexer com a sua cabeça, de forma que ao ver os produtos que sempre quis com preços mais baixos, você pode acabar fazendo compras por impulso.

Temos também o fato de que muitos golpistas aproveitam a Black Friday para enganar clientes. Perceba a importância de parar, respirar fundo e fazer compras conscientes.

1 - Entenda seu momento financeiro e planeje-se

É preciso verificar sua situação financeira antes de ir às compras. Ainda que tenham muitos descontos é bom evitar compras desnecessárias para não se enrolar com dívidas, em especial no cartão de crédito.

Se tiver um item que você precisa muito e acredita que esse é o melhor momento para comprar, como um sistema de ponto eletrônico, anote e foque apenas nele.

2 - Pese se é mais vantajoso comprar parcelado ou à vista

Dividir uma compra em parcelas é ótimo, mas não carregar dívidas por muito tempo pode ser ainda melhor. Para estimular os clientes, muitas lojas dão descontos especiais para pagamentos à vista ou por Pix, então se você já tem o dinheiro na conta, aproveite.

Mas fique atento às compras por Pix que devem ser feitas com muito cuidado, para não cair em golpes.

Mas se você vai pagar juros em uma conta negativada ou vai ter que pedir o valor emprestado, opte pela escolha mais segura e parcele as compras no cartão de crédito.

3 - Fique atento com as parcelas e o limite do cartão

Se você escolheu parcelar as compras é preciso lembrar que as parcelas podem pesar na organização financeira dos meses seguintes. 

Então fique atento ao limite disponível antes de aproveitar a Black Friday para comprar com uma distribuidora de metalon.

4 - Pesquise preços e fique atento com falsas promoções

Como pontuamos, infelizmente a Black Fraude ainda acontece e promoções falsas como “tudo pela metade do dobro” são encontradas e acabam enganando o público.

Para não cair em ciladas como essas, comece a pesquisar valores dos itens que você quer com antecedência.

Alguns sites podem ser úteis nesse momento, como o Buscapé para comparação de preços e o site do Procon, que mostra sites com histórico de fraudes.

5 - Cuidado com as ofertas super imperdíveis

É preciso ter cuidado ao se deparar com um produto que está muito abaixo do preço durante a Black Friday.

Ainda que possam parecer ofertas irresistíveis, essas reduções no valor podem ser suspeitas, afinal golpes de clonagem de cartão ou de falso boleto acontecem com uma promoção irresistível e um site falso.

Pesquise mais sobre elipse E3 ou o produto que você quer e está em promoção. Se você viu o anúncio nas redes sociais ou por e-mail, abra em uma nova aba, entre no site e procure por aquele item.

6 - Procure por promoções com cashback

Há alguns anos o mercado brasileiro usa o cashback como uma forma muito inteligente de atrair os consumidores.

De forma simples, ele funciona como uma devolução de parte do valor gasto na compra, podendo vir direto na sua conta para ser usado como quiser, ou como crédito na loja.

Se você encontrar o mesmo produto em promoção em duas lojas diferentes, escolha aquela que oferece a vantagem do cashback. O dinheiro que volta para você pode te ajudar a comprar outras coisas.

7 - A Black Friday não é a única chance de boas promoções

Se não deu para comprar o que queria na Black Friday, não tem problema. Na segunda-feira após a Black Friday tem a Cyber Monday, que traz promoções e descontos em produtos de tecnologia e nas lojas online.

Para comprar aquele moinho de grãos industrial que você tanto quer, lembre-se que após o Natal, as lojas costumam fazer promoções de queima de estoque.

Lembre-se da Black Week e Black Month

Como você já sabe, a Black Friday ocorre na última sexta-feira de novembro. No entanto, muitas lojas esticam os descontos ao longo da semana ou até durante todo o mês.

Para aproveitar a Black Friday comece a pesquisar os preços dos produtos que você quer o quanto antes.

É muito comum que os valores promocionais sejam apresentados como uma “escadinha”, de forma que começam com descontos mais baixos que vão aumentando conforme a data se aproxima.

Use essa movimentação para acompanhar os valores e tomar uma decisão, mas fique atento pois os produtos podem se esgotar antes da data em si.

Considerações finais

Para aproveitar a Black Friday, faça compras conscientes: lembre-se de avaliar bem os produtos e nunca descuidar do seu orçamento para evitar dívidas e apertos no final do mês.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.




Postagem Anterior Próxima Postagem
<\center>
Compartilhe nas redes sociais: Apoie ou retribua.

Todos os nossos artigos são exclusivos. A reprodução total ou parcial é proibida.

Apoie ou retribua.