24.11.21

FMI volta a advertir El Salvador depois de anuncio da Bitcoin City


O Fundo Monetário Internacional (FMI) voltou a atacar a nação da América Central, El Salvador, sobre sua posição e adoção do Bitcoin (BTC).

Assim, o FMI voltou a declarar ser contra o uso de bitcoin como moeda legal devido a vários riscos associados à criptomoeda e destacou que isso pode causar problemas para a nação.

Portanto, o aviso veio um dia depois que o presidente salvadorenho Nayib Bukele anunciou seu plano de construir uma “cidade bitcoin” alimentada por um vulcão e financiada por títulos bitcoin.

Assim El Salvador é o primeiro país do mundo a adotar o bitcoin como moeda corrente ao lado do dólar norte-americano que é usado há duas décadas. A lei de bitcoin do país entrou em vigor em setembro.

Além disso, El Salvador comprou 1.120 BTC , de acordo com o presidente salvadorenho Nayib Bukele.

Portanto, em sua declaração de conclusão do corpo técnico da missão Artigo IV de 2021” para El Salvador, o FMI detalhou que o pais deve deixar de adotar o Bitcoin.

“Dada a alta volatilidade do preço do bitcoin, seu uso como moeda corrente envolve riscos significativos para a proteção do consumidor, integridade financeira e estabilidade financeira. Seu uso também dá origem a passivos contingentes fiscais. Por causa desses riscos, o bitcoin não deve ser usado como moeda com curso legal”, disse.

El Salvador deve desistir do Bitcoin

Assim o FMI pediu que El Salvador desista de seus planos com o Bitcoin e revogue a “lei Bitcoin”.

“Os planos de emitir títulos soberanos e usar os recursos para comprar bitcoins e financiar planos de infraestrutura anunciados em 20 de novembro, ocorreram após a conclusão dos trabalhos técnicos da missão e não foram discutidos com as autoridades”, esclareceu o FMI.

No entanto o presidente de El Salvador, Nayib Bukele, fez pouco das recomendações do FMI e declarou e disse que a nação é soberana para tomar suas decisões.

“Somos soberanos para tomar nossas decições. Embora obviamente não concordemos em algumas coisas, como a adoção do bitcoin, a análise que o FMI faz do nosso país é interessante, mas não temos planos de mudar nada com relação as criptomoedas“, disse.


GeraLinks - Agregador de links