Qualificações estimulam a entrada ou retorno para o mercado de trabalho e o empreendedorismo

O Fundo Social de São Paulo qualificou neste ano 18.725 alunos em 27 cursos de curta duração nas áreas de Gastronomia, Moda, Beleza, Construção Civil, Informática, Administração e Empreendedorismo. O programa de capacitação do FUSSP tem o objetivo de combater o desemprego e estimular a geração de renda, por meio do empreendedorismo voltado à população em vulnerabilidade social.

Na capital e Grande São Paulo, os cursos ocorrem nas Praças da Cidadania de Paraisópolis, Guarulhos e Santo André e mais 10 unidades dos Centro de Integração da Cidadania (CICs), da Secretaria de Justiça, em áreas periféricas da cidade. O Fundo Social também ministra as aulas em parceira com o Centro Paula Souza em 28 entidades sociais e 370 municípios paulistas.

O ano de 2022 marcou o retorno das aulas de forma 100% presencial, após o período de restrições imposto pela pandemia da Covid-19, quando as escolas funcionaram parcialmente e de forma remota. Desde 2019, mais de 50 mil profissionais já foram qualificados.

Para 2023, o Fundo Social planejou a ampliação do número de vagas para os cursos de qualificação com a inauguração, ainda no primeiro semestre, das Praças das Cidadania de Diadema, Itapevi e Ribeirão Preto. A grade curricular também deve passar por mudanças com a inclusão de cursos em nível avançado em parceria com o SENAC e a criação do curso Formação Empreendedora, ministrado pelo SEBRAE.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Compartilhe nas redes sociais: Apoie ou retribua.

Todos os nossos artigos são exclusivos. A reprodução total ou parcial é proibida.

Apoie ou retribua.