Blog Diferente Para Ser Diferente
Blog Diferente Para Ser Diferente, Vem Com a Gente!


Mais do que beleza e preço atrativo, você deve considerar uma série de fatores antes de realizar a compra do eletrodoméstico 

A geladeira é um dos eletrodomésticos fundamentais de uma residência. Sem ela, você fica obrigado a consumir todo o conteúdo de diversas embalagens logo após a abertura, além de não poder condicionar uma série de itens que necessitam de um armazenamento em baixas temperaturas.  

Se você está pensando em comprar ou trocar o aparelho refrigerador, deve ficar atento a uma série de fatores que incidem sobre os gastos: o espaço disponível na cozinha, hábitos alimentares, integrantes da família, etc.

A utilidade do aparelho, bem como sua grande popularidade, não condizem com os altos preços exigidos pelas lojas e fornecedoras.

Ao montar uma cozinha, certamente a geladeira representará um dos maiores gastos.

Até mesmo para quem deseja apenas trocar o modelo por um mais recente e econômico, a ação não é tão simples.

Desse modo, preparamos este artigo para auxiliar quem está em busca de uma nova geladeira e que não deseja ter arrependimentos após a compra.

Atenções necessárias

De olho na sua cozinha

Antes de qualquer coisa, é preciso analisar o espaço disponível em sua cozinha para a instalação de um novo eletrodoméstico. Leve em consideração as medidas exatas — utilize fita métrica ou trena — do espaço.

Lembre-se de que as geladeiras necessitam de alguns centímetros de “respiro” entre as paredes, os móveis ou os outros eletrodomésticos, além de não poder atrapalhar o fluxo das pessoas pelo cômodo.

As portas também devem ser consideradas, juntamente aos seus movimentos de abrir e fechar. Atente-se para a direção de rotação da porta, que necessita de espaço livre.

Hábitos alimentares

Esse é um ponto que, apesar de não ser considerado por muitos, requer muita atenção.

Se você adora bancar o chef e passa horas cozinhando diversos alimentos frescos e naturais, é interessante optar por um aparelho no qual esses ingredientes fiquem em compartimentos acessíveis, geralmente mais ao alto, dispensando a necessidade de caçar verduras dentro de gavetas ou prateleiras.

Para casos como esses, há modelos em que o congelador localiza-se na parte inferior, sendo capaz de atender melhor suas demandas culinárias.

Entretanto, se você está mais acostumado aos congelados, é preferível optar pelo modelo tradicional, em que o refrigerador está na parte de baixo e o congelador na de cima.

Gastos e orçamento

Para orçamentos mais curtos, a melhor opção são os já mencionados modelos tradicionais, uma vez que eles costumam ser mais em conta. Pondere sobre os modelos, refletindo sobre a real necessidade de ter um refrigerador de duas portas, com aço escovado ou menu digital — dispensers de água e gelo também encarecem o produto, além de ser utensílios frágeis.

Além da compra, uma geladeira gera grandes gastos de energia, de modo geral, ela é responsável por cerca de 14% do consumo total da residência. Por isso, é fundamental ficar de olho nas etiquetas de indicação de consumo energético, optando por modelos A.

As alternativas tradicionais tendem a gastar de 10% a 25% menos que as opções com freezer embaixo.

Limpeza da casa

Modelos de aço inoxidável ou escovado costumam ser os mais bonitos. Entretanto, após abrir e fechar diversas vezes, marcas de mãos e digitais começam a ficar aparentes.

Assim, se você não possui o hábito de limpar sua geladeira regularmente, evite as alternativas com revestimento em aço.

As prateleiras também são fatores que merecem atenção. As de vidro são as melhores para evitar danos devido aos respingos, além de serem mais fáceis de limpar do que as divisões em forma de grade.

Não se apegue à beleza ou ao preço, mas sim às reais funcionalidades do aparelho, pensando sempre na sua comodidade e atividades diárias.

Sua família

Se em sua casa há crianças, uma boa opção é o modelo sidebyside, o qual geladeira e congelador são dispostos lado a lado, a alternativa contempla ainda idosos e pessoas com deficiências físicas. Essa alternativa ainda permite o planejamento das prateleiras em diferentes alturas, possibilitando deixar os itens e alimentos mais requisitados em posições acessíveis. Porém, para quem mora sozinho, o ideal são os modelos menores e mais simples, uma vez que eles armazenam menores quantidades de alimentos.

Seja Diferente, Junte-se ao Seja Hoje Diferente. 
#sejahojediferente #sejadiferente #correntedobem
Postagem Anterior Próxima Postagem
Lembre-se todas palavras ou frases na cor laranja são links especiais relacionados ao assunto do artigo ou da palavra, não deixe de clicar neles.

GeraLinks - Agregador de links | Agregador de conteúdo TrendsTops

Não esqueça: Você pode ser diferente e nos ajudar? Clique aqui