Abrir um negócio e ser um empreendedor de sucesso exigem diversas ações. Entenda aqui os primeiros 6 passos para garantir uma empresa promissora!


Abrir um negócio próprio exige um conjunto de habilidades e conhecimentos, como entender do mercado, ter um público-alvo e planejar cada etapa. Um empreendimento de sucesso necessita de estratégias de marketing, um fluxo de caixa controlado e muita criatividade.


Para concretizar esse sonho, elaboramos algumas dicas práticas que vão te ajudar nos primeiros passos do seu novo empreendimento. Confira a seguir 6 passos para tirar sua ideia do papel e abrir seu negócio de maneira planejada. 

  1. Escolha seu segmento de negócio

O primeiro passo, sem dúvidas, é escolher o ramo de atuação da sua empresa. Por exemplo, muitos empreendedores iniciam uma atividade já relacionada com sua área profissional.


Nesses casos, um cabeleireiro que decide abrir seu próprio salão ou uma cozinheira que abre um restaurante. Apesar disso, muitas pessoas abrem negócios diferentes de suas áreas, seguindo uma paixão e ainda existem aquelas que resolvem dar prosseguimento em empresas familiares.


Seja qual for o caso, você precisa escolher seu ramo e ter certeza que existe demanda para ele e, assim, conseguirá espaço para lucrar. De maneira geral, considera alguns pontos importantes em sua escolha:


  • Preferência e familiaridade na área;

  • Conhecimentos e habilidades já adquiridos;

  • Cenário atual e tendências para o futuro.


  1. Elabore um plano do seu empreendimento

Após decidir sua área de atuação, chegou a hora de elaborar seu plano de empreendimento. Embora este processo pareça difícil, ficará mais fácil à medida que você pesquisa. Assim, ao traçar cada etapa, saberá com clareza quais suas metas e o que deverá fazer para alcançá-las.


Vale ressaltar que seu plano precisa se relacionar com seu público-alvo. Deste modo, você conseguirá escolher o melhor ponto da cidade para iniciar, assim como as estratégias de marketing mais adequadas com seus clientes.


Para isso, conheça seu perfil de cliente ideal. Ou seja, procure saber qual a faixa etária do seu público, a localidade que se concentra, o ticket médio gasto e seus problemas. Desta forma, seu posicionamento no mercado ficará mais sólido e eficiente.

  1. Defina seu modelo de negócio

Aqui, você estará escolhendo de que maneira você irá ganhar dinheiro com seu empreendimento. Isto é, será como uma loja física e estoque próprio? Ou por meio de um e-commerce? Oferta de serviços ou somente no formato disk entrega? 


Existem muitas possibilidades para atuar com seu próprio empreendimento, você só precisa saber qual modelo será mais lucrativo para sua atividade. Para isso, existem ferramentas interessantes que podem te ajudar a decidir como o Business Canvas. 


Basicamente, o Canvas se trata de um quadro de negócios onde você resume todas as informações sobre sua empresa, como seus recursos financeiros, canais de vendas, relacionamento com clientes, entre outras questões. 

  1. Gestão administrativa

Muitos empreendedores iniciantes falham por conta da falta de conhecimento na área de gestão. Isso porque, como um empresário, não tem como fugir dessas questões burocráticas como registro de dados e o controle do fluxo de caixa, por exemplo.


Mesmo como microempreendedor, é necessário entender o básico deste tema. Afinal, você precisará analisar seu fluxo de caixa, montar um orçamento e negociar com um fornecedor. Com o tempo, muitas dessas questões já serão parte da sua rotina e ficarão mais fáceis de resolver.


Contudo, caso não possua habilidade em gestão administrativa, você pode contar com ajuda de um colaborador ou empresas especialistas na área. Ainda assim, aprimore seus conhecimentos no assunto.

  1. Formalize seu empreendimento

Após elaborar seu plano de negócios, definir seu público-alvo e entender como sua empresa irá gerar lucros, você precisa formalizá-la! Para isso, entenda que no Brasil existem vários tipos de CNPJ.


Em outras palavras, para funcionar como uma empresa, você precisa registrá-la como tal. E, para isso, é necessário ter um número de CNPJ conforme suas necessidades e condições. Nesse sentido, confira as principais opções:


  • Microempreendedor Individual (MEI): este tipo de empresa é a única que pode ser aberta pela internet e possui os menores impostos entre todas as categorias;

  • Empresário Individual (EI): empresas sem sócios, na categoria de Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte (EPP);

  • Sociedade Limitada Unipessoal (SLU):  criada como uma opção para a antiga Eireli, em que permite abrir uma empresa individual sem exigir capital social alto;

  • Sociedade Limitada (LTDA): alternativa mais comum para quem deseja abrir uma empresa com sócios e responsabilidades limitadas.


Para escolher a opção mais adequada, você precisa verificar sua expectativa de faturamento e seu quadro societário. Além disso, analise com atenção os regimes tributários disponíveis no país. 

  1. Busque conhecimento e capacitação

Não há sucesso sem preparo. Além de gostar e ter familiaridade com seu tipo de negócio, é importante ter conhecimento e capacitação na área de serviço e produtos que você pretende oferecer.


Não se engane que após a abertura da empresa você poderá descansar enquanto o dinheiro entra. Na prática, um empreendedor de sucesso está sempre em busca de aprimoramentos.


A certificação ISO 9001 é um ótimo exemplo de investimento em sua empresa. Após consolidar sua abertura, esse sistema de gestão visa garantir a otimização de processos empresariais, permitindo mais agilidade no desenvolvimento de produtos e aumentando a satisfação dos clientes.


Isso quer dizer que, quanto mais você estudar e buscar aprimoramentos para seus processos, mais perto do sucesso você estará. Só assim, você começa a moldar sua mente de empreendedor, aquela que identifica oportunidades, prevê erros e sai na frente da concorrência.

Checklist para abrir seu próprio negócio

Agora que você entendeu quais são os principais passos para abrir um negócio próprio, elaboramos uma checklist com os pontos mais relevantes para te ajudar a chegar mais perto de ser um empreendedor, confira:


  1. Escolha seu segmento empresarial, isto é, qual seu ramo de atividade;

  2. Verifique se possui demandas;

  3. Encontre boas oportunidades de mercado, ou seja, uma demanda ainda não atendida em sua cidade, como um produto ou serviço inovador, por exemplo;

  4. Estude seu público-alvo;

  5. Saiba quem é seu cliente ideal;

  6. Defina seu modelo de negócios e seu tipo de operar;

  7. Crie um plano do seu empreendimento com todos os detalhes: público-alvo, análise de mercado e concorrência, recursos iniciais, plano de marketing, gestão financeira e administrativa, entre outros;

  8. Formalize sua empresa para obter seu CNPJ;

  9. Divulgue seu empreendimento;

  10. Busque capacitação constante.


Com este artigo, você entendeu quais os primeiros passos para abrir seu próprio negócio e prosperar com sua decisão. Agora, com essas dicas, ficou mais fácil ter uma empresa de sucesso e trilhar um caminho promissor. 

Quem gosta comenta!

O você achou desta publicação? Qual sua opinião a respeito?
Gostaria de acrescentar algo? Use o campo abaixo e registre sua participação nesta publicação.
Sugerimos Usar a Opção Nome + URL = Escreva seu nome e no campo url coloque o link de seu blog, site, rede social ou deixe em branco.
Estamos aguardo sua participação.

Postagem Anterior Próxima Postagem
 *Todos os textos do Seja Hoje Diferente é uma produção independente e todo conteúdo produzido é de total responsabilidade de seus idealizadores e editores, apresentados em "Informações" e ou Links de origem.

*O artigo acima não reflete, necessariamente, a opinião do Seja Hoje Diferente publicado em carater divulgativo. 


GeraLinks - Agregador de links