18.1.22

Product placement: Saiba o que é e como usar na sua empresa


Independente se você nunca ouviu falar em product placement,o fato é que você certamente já viu na prática.

Essa é uma estratégia de comunicação e publicidade que se baseia na introdução natural, sejam de marcas ou de produtos específicos em conteúdos de entretenimento, tais como:

  • Séries;
  • Filmes;
  • Jogos;
  • Revistas.

É muito comum a identificação desses produtos em cenas, que geram identificação, além de um vínculo de confiança com o público.

Essa estratégia ganha cada vez mais força, em contrapartida ao que ocorre nos anúncios tradicionais, que perderam muito de sua relevância.

Neste artigo abordaremos o product placement, o que ele significa e, porque é um formato tão importante para as marcas. 

Aqui abordaremos os principais conceitos no que tange esse tema, além de pontuar as principais vantagens dessa estratégia no marketing.

A relação do público com os comerciais

Ao pensar nos anos dourados da televisão, remetemos a um tempo em que assistir a um programa era um importante evento.

No meio da programação haviam as propagandas, como de um serviço de calibração, das quais era impossível fugir, e então o espectador ficava diante de diversos anúncios.

O fato é que a tolerância a estes anúncios foi se tornando cada vez menor com o tempo, e a propaganda na televisão foi perdendo sua força.

Com o desenvolvimento das tecnologias, entre elas um grande destaque para os smartphones, o interesse e disponibilidade para consumir esse tipo de conteúdo foi se reduzindo.

Afinal, ao começar a propaganda basta ligar o aparelho e buscar algo que lhe interessa, de forma simples, instantânea e interativa.

Além disso, as plataformas de streaming e a grande vastidão de conteúdos disponibilizados em diversas plataformas na internet, mudou o comportamento de consumo da audiência.

Era necessário que a forma de fazer propaganda se adaptasse a esse novo comportamento, se adequando aos padrões dos consumidores.

Era preciso inovar nas soluções e o product placement veio como uma excelente resposta para essa necessidade, um reflexo direto de um eficiente desenho e melhoria de processos.

Da mesma forma, o comportamento de compra dos consumidores se alterou, não sendo mais feitas a partir das tradicionais propagandas.

É fundamental obter a identificação do público com o contexto, com a marca, o produto ou serviço em questão.

Nesse sentido, ao colocá-los em uma trama que já tenha essa identificação, seja com os personagens, situações ou temáticas, traz um grande favorecimento no que tange a receptividade do público.

O que é product placement?

Mas afinal, o que o product placement? Esse é o nome usado para definir a estratégia na qual os produtos e marcas são anunciados de forma natural em uma produção audiovisual qualquer.

Os atores interagem de forma natural com os produtos, que não são vendidos como nos anúncios tradicionais. Eles simplesmente fazem parte das cenas, assim como os demais elementos.

É como um software gestão de ativos de TI que aparece sendo utilizado em uma série ou em um filme.

Outra situação do product placement, feito de forma mais direta, é quando existe uma abordagem sobre o produto na fala, mas de forma altamente espontânea, dentro do script da cena.

Perceba como isso é diferente do merchandising, no qual é realizada uma ação direta para divulgar o produto. 

Neste caso, o grande objetivo é a exposição direta e clara de um determinado produto, seguindo a linha dos tradicionais anúncios.

Isso ocorre quando apresentadores pontuam, por exemplo, os benefícios de se buscar uma cota contemplada sugerindo as melhores opções de consórcio.

Entres as principais diferenças para as demais estratégias de marketing são questões como contexto e a ambientação do produto.

Conceitos principais no product placement

Nesta forma de publicidade indireta, alguns conceitos são importantes para sua compreensão.

Pontuamos a seguir o conceito de Script Placement, Screen Placement e de Plot Placement

Script Placement

O script placement refere-se ao formato verbal, ou seja, quando um produto ou marca é citado ao longo do conteúdo.

Esse formato, muito comum em séries e novelas, envolve a pausa na trama, permitindo que a mensagem de uma assessoria contábil seja transmitida.

Screen Placement

O screen placement refere-se ao formato visual, quando um determinado produto ou um logotipo é exibido de forma mais ostensiva. Isso é feito de forma independente a uma menção direta a ele.

Plot Placement

Já o plot placement compreende uma ação mais integrada, fazendo com que o produto ou o serviço ganhe papel de destaque na história, ou seja, seja parte da trama.

O plot placement é um conceito muito aplicado no branded content, projeto em que o anunciante cria para seu público uma opção de entretenimento.

Ao desenrolar da história, os features da marca de sua empresa de equipamentos para internet vão sendo trabalhados, de forma contextualizada.

Vantagens do product placement no marketing

Basta pensar em alguns exemplos de product placement, como no longa-metragem “Náufrago”, do diretor Robert Zemeckis.

Neste filme protagonizado por Tom Hanks existe o aparecimento da marca FedEx desde o início da história, além da bola de vôlei da marca Wilson, sendo praticamente um personagem coadjuvante.

Essa colocação de produtos e marcas em conteúdos audiovisuais vem se mostrando como uma exponencial fonte de atração dos espectadores.

No product placement um produto como um programa gestão comercial é colocado dentro do contexto natural da trama, mas de forma criteriosa para lhe dar uma visibilidade clara e valorizada.

Nesse formato de marketing de promoção, o produto não é o foco, mas se destaca e se encaixa perfeitamente no contexto.

Pontuamos a seguir as três principais vantagens do product placement no marketing de um produto, serviço ou marca.

  1. Criação de demanda

Apresentando o produto para seu público-alvo de forma sutil e incorporado a outra forma de mídia, desperta-se o interesse naturalmente.

Um grande exemplo é o filme “Homem-Aranha: No Aranhaverso”, no qual o personagem principal está usando um tênis Nike Air Jordan ao longo das aventuras.

Após seu lançamento se iniciou uma corrida de crianças e adolescentes na busca por este item de vestuário.

  1. Custo-benefício

O custo para se fazer product placement não é baixo, estando de acordo com a mídia escolhida.

No entanto, o retorno vindo dessa prática é alto também, o que faz com que tenha um excelente custo-benefício.

Como um bom exemplo temos a marca de chocolates Hershey’s que obteve um aumento de 65% em suas vendas após colocar o produto em uma cena do filme de Steven Spilberg, “E.T. O Extraterrestre”.

  1. Alimenta a relevância

Não é somente nos lucros que o product placement atua. Ele está diretamente ligado ao aumento do reconhecimento da marca.

Este índice pode aumentar em 20%, para uma marca que se insira naturalmente em programas de TV, filmes, séries e novelas.

Segundo a NextMedium, esse índice pode chegar em 43% quando se tratam de programas emocionalmente envolventes.

A associação positiva do público-alvo com a produção escolhida é o gera uma boa associação do produto ou da marca, como de uma empresa de conserto de fricção que aparece em uma novela de sucesso.

Considerações Finais

Para que um produto seja bem-sucedido no mercado é fundamental contar com a implementação de estratégias de marketing de alta eficiência.

Neste sentido, o product placement se destaca entre as formas inovadoras de anunciar um produto de forma palatável para consumidores que seguem um novo comportamento no que tange o consumo de anúncios.

Falamos aqui sobre essa modalidade que faz com que haja influência da marca sobre o interlocutor, mas de forma sutil.

Seu grande objetivo é gerar influência positiva sob a percepção de um produto para que o público seja influenciado, tornando-se um consumidor.

O product placement não é uma estratégia nova, aparecendo em grandes clássicos como o filme “O show de Truman”, com Jim Carey.

Neste longa que traz uma crítica a estratégia, são introduzidas mais de 60 marcas ao longo de suas cenas.

Existem diversos outros exemplos, como o brinquedo Senhor Cabeça de Batatas, nas produções da Pixar “Toy Story”, ou ainda na série da Netflix “La Casa de Papel” em que a cerveja Estrella Galicia aparece diversas vezes nos momentos de comemoração.

Perceba a importância da identificação do público com o conteúdo apresentado para que realmente a estratégia tenha seu potencial explorado.

Entre os grandes benefícios da implementação da colocação de produtos em outros conteúdos, se destacam a criação da demanda, o bom custo-benefício e a alimentação da relevância da marca.

Para uma estratégia de sucesso é elementar estar em sintonia com o perfil do público, alinhando o marketing aos desejos do próprio consumidor.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

GeraLinks - Agregador de links