Macroglossia é um mau funcionamento do músculo oral (a língua), fazendo com que ela aumente, o que interrompe as funções vitais da boca.

Apesar de incomum, esse problema afeta muitas pessoas ao redor do mundo, causando muitos problemas de saúde.

Muitas vezes, ele pode ser encontrado dentro de um consultório odontológico, em uma consulta realizada pelo plano dental (ou particular) onde um profissional perceberá que a língua do paciente está maior e tentará descobrir o porquê.

Quer entender o que é essa disfunção? Continue lendo para obter mais informações sobre esse tópico.

O que é macroglossia?

A macroglossia é considerada uma doença rara e recebeu o nome do termo médico. A doença afeta crianças e adultos jovens, prejudicando a qualidade de vida do indivíduo.

A macroglossia causa um aumento da língua que interfere na mastigação e na respiração e pode afetar a saúde bucal em geral.

Entre outros fatores, esse problema pode ser mais comum em pessoas com síndrome de Down.

Essa disfunção pode ser percebida durante as consultas regulares com o dentista, levando o profissional da odontologia a encaminhar o indivíduo ao médico para investigar a causa do problema.

Como a língua é muito grande, prejudica a função dos dentes e aumenta a mandíbula, o que pode causar dor. Neste caso, você precisará consultar um dentista de emergência 24 horas.

Caso tenha um plano de saúde bucal, será possível realizar essa consulta de forma gratuita em um dos consultórios credenciados.

Qual é a causa da macroglossia?

A causa da macroglossia pode estar relacionada a diversos fatores, como causas congênitas ou até mesmo hormonais.

Portanto, as principais razões para o problema incluem:

  • Acromegalia (secreção excessiva do hormônio do crescimento);

  • Síndrome de Beckwith-Wiedemann (um distúrbio cromossômico hereditário);

  • Síndrome de Down;

  • Doenças metabólicas;

  • Doenças endócrinas;

  • Câncer.

Para entender a causa específica da macroglossia, você deve visitar seu médico com frequência para que sejam realizados exames para obter a melhor forma de tratamento para o problema.

Além dessas síndromes, distúrbios metabólicos e endócrinos estão entre as principais causas do problema, sendo também comum o hipotireoidismo.

Às vezes, essas disfunções podem estar relacionadas a fatores genéticos que causam problemas na mandíbula. Muitas vezes, é necessário recorrer à cirurgia da mandíbula para reduzi-la.

Caso seja preciso a intervenção cirúrgica, é possível buscar o melhor plano odontológico para o seu bolso e necessidades. Assim, será possível realizar o seu tratamento de maneira mais eficiente e econômica.

Quais são os sinais e sintomas da macroglossia?

Alguns sintomas e sinais da macroglossia podem afetar a saúde de um indivíduo, sendo os principais:

  • A língua não encaixa na boca;

  • Problemas respiratórios;

  • Ronco;

  • A possibilidade de linguagens assimétricas;

  • Úlceras na boca;

  • Mau posicionamento dentário;

  • Separação dos dentes;

  • Boca seca;

  • Salivação excessiva.

Caso você sinta algum desses sintomas, não deixe de procurar ajuda profissional – pode ser através de um plano de saúde odontológico, e você pode precisar de uma cirurgia maxilofacial para melhorar a posição dos dentes e reduzir o tamanho da mandíbula.

Quais são os tipos de línguas gigantes?

Existem três tipos desta disfunção, a saber:


  • Macroglossia linfática;

  • Macroglossia muscular;

  • Macroglossia neurofibromatose. 

A linfa é a macroglossia mais comum devido a um distúrbio congênito da formação de vasos linfáticos na língua.

Como o nome sugere, o tipo muscular ocorre devido a problemas com os músculos da língua, mas é um tipo menos comum.

Finalmente, a neurofibromatose é um tipo que afeta apenas partes da língua, uma das quais pode ser maior que a outra.

Quais são os tratamentos para macroglossia?

Se você tem essa disfunção ou suspeita que tem, precisará ir a um profissional para avaliar o melhor tratamento após o seu diagnóstico.

O tratamento dependerá da extensão e do tipo de macroglossia, pois o problema é dividido em três categorias.

Nos casos em que o paciente não consegue manter a língua na boca, pode interferir na respiração, fala e mastigação.

Portanto, a melhor opção de tratamento é reduzir cirurgicamente a língua para que ela permaneça em seu tamanho normal.

Agora, se o problema for devido a um tumor na língua, os profissionais devem encaminhar o indivíduo para uma cirurgia para retirar todo o músculo para evitar maiores complicações.

Nos casos mais leves em que a qualidade de vida do paciente não é afetada, a intervenção cirúrgica não é necessária.

Para obter um diagnóstico preciso, é necessária uma avaliação profissional em uma clínica especializada por meio de um plano dental para mei e encaminhamento a um médico para tratamento adequado.

Caso note um ou mais sintomas, procure um profissional e reveja as melhores opções de tratamento para melhorar sua saúde, garantindo uma melhor qualidade de vida.


Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.
Postagem Anterior Próxima Postagem
Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!


Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!

Compartilhe nas redes sociais: Apoie ou retribua.

Todos os nossos artigos são exclusivos. A reprodução total ou parcial é proibida.

Apoie ou retribua.