13.5.21

Alimentação saudável: Conheça os alimentos que podem contribuir com a imunidade e qualidade dos procedimentos odontológicos

A alimentação saudável é um hábito que deve ser construído aos poucos, mas que nunca pode ser deixado de lado, e isso por variados motivos, sendo o principal a melhora da qualidade de vida e ampliação da imunidade.

Ter qualidade de vida significa viver mais feliz, com equilíbrio e tranquilidade, sem a preocupação de que algo no corpo está errado. Desse modo, um dos aspectos de uma vida mais qualitativa é o cuidado com a saúde bucal e geral.

Na prática, a saúde bucal consiste em todo o cuidado feito nos dentes e boca para uma melhor mastigação e um sorriso mais bonito.

Com os cuidados corretos e o auxílio de um profissional, por exemplo, pode-se agregar benefícios significativos na autoestima e na confiança, bem como no funcionamento geral do corpo.

Isso significa que para manter a boca e os dentes saudáveis, é preciso tanto a higienização cotidiana como a realização de procedimentos odontológicos, como a profilaxia e o uso do aparelho invisivel e clareamento, melhorando o sorriso e garantindo uma maior qualidade de vida.

Para além desses cuidados, a alimentação também se mostra fundamental para manter a saúde bucal e melhorar o funcionamento geral, permitindo que os tecidos se mantenham nutridos.

Inclusive, muitas vezes, para que os procedimentos funcionem e se adequem de melhor forma, é necessário que haja um cuidado com a alimentação. Além disso, manter uma boa alimentação, como dito acima, traz mais qualidade de vida.

Assim, tanto para garantir saúde e bem-estar, como uma melhor recuperação de procedimentos diversos - como a colocação de aparelho dental invisivel, que pode gerar aftas -, é necessário investir em uma dieta mais equilibrada.

No presente artigo entenderemos como ter uma alimentação saudável e como ela ajuda a melhorar a imunidade e a qualidade dos procedimentos odontológicos, bem como quais são os efeitos da alimentação para o funcionamento de todo o corpo.

Os efeitos da alimentação na saúde bucal

A alimentação está intrinsecamente ligada à qualidade de vida e reflete em cuidados e pleno funcionamento do corpo, boca e dos dentes.

Abaixo iremos abordar os efeitos da alimentação nesses tecidos e a relação com as doenças bucais.

1.   Cáries

As cáries são velhas conhecidas de dentistas e pacientes, sendo considerada um dos problemas que mais preocupam, pois cada vez mais as pessoas desenvolvem esse quadro por conta do aumento no consumo de produtos industrializados e com alto teor de açúcar.

Além de produtos com alto teor de açúcar, outros elementos podem ajudar no aumento da cárie, como a falta de higienização dos dentes e uma alimentação desbalanceada.

Deste modo, para evitar que as cáries se manifestem, é preciso recorrer a uma alimentação de qualidade, diminuindo o consumo de açúcar e de alimentos gordurosos.

Além disso, para reduzir o risco de cáries, é necessário realizar a higienização corretamente e frequentar o profissional para avaliar a saúde bucal, que poderá aplicar procedimentos de prevenção e tratamento.

Nesses casos, o procedimento de clareamento dental também pode ser necessário para recuperar a estrutura, pois a ação das bactérias e da cárie também podem amarelar ou escurecer os dentes.

Mais ainda, a qualidade desse procedimento também se relaciona a alimentação, podendo ser prolongada por meio de um cardápio de qualidade.

2.   Doenças periodontais

Uma má alimentação pode gerar infecções em diversos locais do corpo, principalmente na região da boca.

Essas infecções acontecem por conta de diversas razões, mas principalmente por uma baixa imunidade no corpo que é favorecida pela alimentação inadequada, ou mesmo a ação das bactérias presentes na cavidade que também são estimuladas pela alimentação.

As aftas, feridas e outras infecções podem ser favorecidas pela alimentação incorreta e gerar demais processos inflamatórios.

Além disso, a falta de nutrientes necessários podem atingir as gengivas, tornando-as mais frágeis e interferindo em sua função, que diz respeito aos tecidos de sustentação dos dentes.

Dietas com alimentação rica em produtos industrializados e com grandes índices de sódio podem causar esse tipo de problema no tecido gengival, também sendo prejudiciais ao corpo, já que tais infecções podem atingir a corrente sanguínea e causar problemas cardíacos, como a chamada endocardite bacteriana.

Agora que entendemos alguns dos problemas que podem ser gerados pela falta de uma alimentação equilibrada ou procedimentos durante o período de recuperação, entenderemos quais os alimentos que contribuem para uma melhor imunidade e qualidade dos procedimentos como lente de contato dental, bem como quais alimentos são preferíveis evitar.

Os alimentos que podem e os que não podem

A alimentação é uma aliada ou uma inimiga, como vimos nos tópicos anteriores. Por isso abordaremos sobre quais são esses alimentos que ajudam e endossam uma melhor qualidade de vida.

1.   Alimentos bons

Alguns alimentos que ajudam na imunidade e na melhora da adesão dos procedimentos odontológicos são o azeite e castanhas que são gorduras boas, criando barreiras de proteção em volta dos dentes, evitando o surgimento de cáries - por exemplo.

Também podemos destacar as frutas, que são chamadas de alimentos detergentes, como a pêra, a maçã e a laranja que elimina resíduos de alimentos na superfície dental.

Esses são apenas alguns exemplos de alimentos benéficos, sendo que as vitaminas e fibras complementam o cardápio de produtos indicados.

A vitamina C, por exemplo, também precisa ser destacada, visto que é uma grande aliada no fortalecimento do corpo e da imunidade, combatendo inflamações, bactérias e vírus que podem ter acesso ao organismo por meio da cavidade.

2.   Alimentos não recomendados

Alimentos que prejudicam a saúde do corpo, da boca e dos dentes e que precisam ser evitados ou consumidos em baixas quantidades são: o álcool, que provoca falta de saliva; o café, que amarela e escurece os dentes; e o refrigerante, que promove a cárie e as erosões dentárias.

Além disso, tais produtos influenciam na qualidade dos procedimentos, como o aparelho e o clareamento, que podem ser prejudicados e até afetar ainda mais a qualidade do dente quando aliados a esses alimentos - como nas manchas e resistência dental.

Assim, do mesmo modo que é preciso fazer cotação para saber quanto custa lente de contato dental para manter melhorar a cavidade, é necessário comer de forma equilibrada e saudável, bem como manter uma boa higienização para a manutenção dos dentes e do corpo em dia

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações, dicas e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.


GeraLinks - Agregador de links