9.2.22

Stop loss: Saiba o que é e entenda como diminuir as perdas financeiras


Em paráfrase, o significado de stop loss pode ser expresso como "parar perda". Assim, nos mercados financeiros, um stop loss é um mecanismo que realiza o fechamento automático de ordens quando um limite de perda é atingido.


Desse modo, conseguindo um autocontrole e facilitando para que não cause perdas maiores em investimentos, fazendo com que através destes meios, perdas consideráveis possam ser evitadas.


Então, cabe estabelecer um prejuízo máximo - ou seja, registrar um preço que a operadora de renda variável considere acessível. Dessa forma, se as condições forem atendidas, o recurso será ativado automaticamente.


Assim, gerando este meio de acesso através da operadora rentável, sendo que os recursos dessa forma se tornam muito mais amplos e alcançáveis, gerando de fato um retorno, que é algo viável para que os investimentos sejam justificados.

Entenda mais sobre a definição do stop loss

O stop loss é definido de forma personalizada por cada trader. Portanto, tudo começa com a determinação do limite máximo de perda com o qual você se sente confortável em uma determinada bolsa de valores.


Assim, estabelecendo metas e limites que possam ser atingidos, considerando os fatores e as diversas divergências e momentos em que cada situação ocorre, tendo um estudo do meio considerando cada risco, ou seja, uma espécie de consultoria fiscal.


Por exemplo, em uma operação longa, é possível determinar o valor máximo a perder se o estoque cair. Dessa forma, o stop loss pode ser configurado diretamente no home broker, que geralmente possui esse recurso integrado.


Dessa maneira, conseguindo com que através da própria ferramenta se tenha este controle, para que a operação seja feita da melhor forma e os riscos e gastos tenham um controle maior sobre as principais variantes da bolsa de valores.

Veja a importância e a função do Stop Loss

A principal função de um stop loss é evitar que a perda de fundos no mercado de ações ocorra indefinidamente sem quaisquer restrições. É importante reforçar que em alguns negócios, as perdas podem se acumular em níveis muito altos.


Dessa maneira, fazendo com que os investimentos assumam riscos inimagináveis, e que possam afetar diretamente a vida financeira de diversas pessoas, por isso o stop loss tem seu crescimento através destes controles e restrições estabelecidas.


Por exemplo, considere uma pessoa que está vendendo e pretenda fechar a posição. No entanto, a ação passou por um processo de valorização atípico conhecido como short squeeze. Como não há limite no preço da ação, o limite de perda é ilimitado.


Assim, o stop loss é usado precisamente para controlar o tamanho da perda. Embora não seja aconselhável perder dinheiro no mercado de ações, é preciso saber que existem riscos. Portanto, o mecanismo só permite que você perca o que você acha aceitável.


Desse modo, estabelecendo até onde essas perdas podem chegar, conseguindo as restringir diante de diversas situações que permeiam o mercado financeiro, lidando também com os riscos que fazem parte deste processo de investimento.


Lembre-se: não importa o que ou como você negocia, uma coisa é certa: você deve definir um stop loss antes de poder abrir uma posição. Começando da forma certa os investimentos e tendo este estudo do meio conhecendo as ferramentas de facilitação.


Como exemplo podemos citar uma pessoa que trabalha em um escritório de assessoria contábil e quer começar a aplicar na bolsa de valores, assim, todos estes recursos devem ser levados em conta, justamente para um bem maior dos seus investimentos e da sua vida financeira.


Dito isso, é importante ter em mente o limite máximo de perda que você aceita em uma determinada operação, estabelecendo desde o início pontos que devem ser levados em conta, bem como possíveis situações diante de cada momento.

Conheça os diferentes tipos de Stop Loss

Podemos dizer que o stop loss é uma garantia de que sua estratégia será executada, não importa como o mercado se mova. Assim é a sua principal garantia para as transações do dia a dia na bolsa de valores. 

Isso acontece, principalmente porque a configuração de perda mínima geralmente não falha, sendo algo praticamente certeiro em relação aos riscos que ocorrerão, trazendo maior estabilidade e segurança diante destas situações e fazendo com que os investimentos se tornem mais certos.

Além de ser uma proteção contra movimentos inesperados do mercado, os stop loss são um obstáculo que dificulta a mudança de estratégia. Fazendo com que as ações possam ser realizadas de forma mais prática.

Como exemplo, pense em um software gestão de ativos de TI, onde é possível ter o controle diante dos sistemas em que são apresentados no dia a dia do trabalho. Pois bem, o stop loss é parecido com este controle, só sendo habilitado em outros meios.

Assim, é importante conhecer o seu limite de ação, seja um stop loss ou um gatilho (valor de venda não recomendado). Lembre-se também: entrar em um negócio sem saber a hora exata de sair ou ficar é um grande erro.

Abaixo citamos alguns exemplos de situações e diferentes stop loss, para que através deste entendimento, se faça o investimento certo e se entenda o mercado financeiro em que está sendo inserido. São eles:

  • Stop Fixo;
  • Stop Loss Técnico;
  • Stop Loss Tempo;
  • Stop Loss com modalidade.

Para facilitar o entendimento, continue a leitura e entenda mais sobre cada um dos pontos elencados anteriormente.

1 - Stop Fixo

Esta é provavelmente a maneira mais fácil de definir quanto você está disposto a perder em uma negociação, definindo valores que possam ser alcançados e se planejando através disso, seja você uma empresa de sistema tms ou de qualquer outro ramo.

Assim, isso inclui determinar o valor máximo (financeiro, pips, centavos ou porcentagens) que você aceitará perder por negociação. Desse modo, é possível investir com certa tranquilidade de forma em que estes recursos já foram preestabelecidos

2 - Stop Loss Técnico

Este ponto tem como base um método de estabelecimento de limites de perdas mais alinhados com a dinâmica do mercado.

Portanto, em um mercado volátil, o stop loss pode ser mais longo e, em um mercado estacionário, o stop loss pode ser menor. Para isso, só conhecendo o mercado em que está sendo feito o investimento.

Assim, podendo filtrar diversas situações e balancear as possíveis perdas e momentos mais complicados que envolvem este meio, como uma espécie de sistema de monitoramento em nuvem, tendo uma visão de mercado e das mais diversas situações frequentemente.

3 - Stop Loss Tempo

Sabendo que cada estratégia é geralmente eficaz, é importante decidir quando sair da operação pelo simples fato de não dar o retorno esperado, entendendo da melhor forma os limites de cada investimento e sabendo a hora de sair se for necessário.

Isso pode ser estabelecido em minutos ou dias, dependendo inteiramente do que o trader está fazendo. Ou seja, de uma maneira que realmente se entenda o momento mais viável para as situações que ocorrem, tendo uma espécie de contabilidade e consultoria.

4 - Stop Loss com modalidade

Algumas pessoas seguem certo caminho e perdem mais dinheiro do que deveriam, apenas porque continuam aderindo aos erros, insistindo em caminhos em que não darão bons frutos, perdendo diversos recursos e tempo.

Para estes, é necessário estabelecer um limite para que o operador não fique preso aos seus erros, bem como para que enxergue além do meio em que está inserido, conseguindo com que se tenha uma visão de fora do que está acontecendo em determinadas situações.

Veja quais são os principais benefícios do Stop Loss

Como explicado, o stop loss é uma ferramenta para evitar as perdas e evitar que elas se tornem um problema maior. Realmente, criando uma espécie de barreira para que essas perdas tenham um limite estabelecido.

Portanto, ao realizar investimentos de longo prazo em bolsas de valores ou day trading, a definição de limites de perdas já deve existir na fase de planejamento.

Assim, pensando nos mais diversos meios em que está inserido como importação aérea, considerando fatores que possam ser levados em conta nos mais diversos meios e investimentos.

Com ele, você precisa definir um stop loss. Antes de investir, pode-se ajustar o valor que deseja reivindicar e recalcular o limite de lucros e perdas com base no valor definido. Ou seja, o stop loss é ajustado automaticamente com base em conselhos de especialistas.

Portanto, é necessário que se tenha um estudo prévio dos limites em cada investimento e das metas a serem alcançadas através de cada meio e forma que está sendo investido, bem como realizadas estas transações.

Dessa forma, você já sabe quanto pode ganhar com seu investimento e, o mais importante, quanto perderá se a situação esperada não ocorrer, ou seja, tendo uma espécie de desenho e Melhoria de Processos.

Assim, você pode aproveitar as melhores oportunidades do mercado e ainda se preparar estrategicamente para a mudança, conseguindo realmente entender o mercado em que está inserido e diversas situações e mudanças consideráveis.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

GeraLinks - Agregador de links