Dor de cabeça ou cefaleiasão sintomas comuns de muitas doenças. Ela surge desde resfriados leves até causas mais graves e necessita de tratamentos específicos. Ainda, há fatores emocionais, como o estresse e a ansiedade, que podem ser os principais gatilhos.

Dor de cabeça

Cefaleia (nome técnico) ou dor de cabeça, manifesta-se de muitas formas e intensidades. Pode atingir a parte frontal, dos lados, parte de trás ou toda cabeça,sendo capaz de ser mais intensa de um lado, ou latejante ou muito intensa de forma contínua. A classificação é longa e é baseada em seus diferentes tipos e causas. Conheça algumas:

Enxaqueca – habitualmente surge devido as alterações hormonais, a dor prevalece latejante em apenas um lado da cabeça, dura de duas a setenta e duas horas, muitas vezes causa vômitos, sensibilidade a som e luz;

Esforço – atividades físicas muito intensas, aumentam o fluxo sanguíneo para o crânio. A cabeça fica pulsando, porém, o incômodo tem curta duração;

Salvas – mal funcionamento do hipotálamo (situado no cérebro e responsável porreguladores do sono, do apetite, da temperatura corporal etc.), as dores têm intensidade forte, como se fossem disparos frequentes (salvas de tiros) em um lado da cabeça ou no olho;

Tensional – sensação leve a moderada de pressão no crânio ou dor na parte de trás da cabeça, afetando também o pescoço e os ombros. Pode acontecer devido à má postura, estresse ou ansiedade, por exemplo. 

Ansiedade 

Uma emoção natural, relativamente comum, quando se enfrenta qualquer tipo de adversidade, está presente tanto na vida pessoal quanto profissional. Contudo, sendo de maneira demasiada, se torna um distúrbio e chega a comprometer a qualidade de vida, devido às reações emocionais (tristeza, medo, perder a esperança, vergonha etc.) e físicas (coração acelerado, tremores, falta de ar, tensão, dor de cabeça e outros).   

Observando o quadro de classificação dos tipos de cefaleias, o que mais se associa é a do tipo tensional. Tem relação coma tensão muscular gerada pela ansiedade ou desconforto psíquico.E pode ser classificada em três tipos, dependendo da frequência em que aparece:

Cefaleia tensional pouco frequente – acomete entre uma e duas vezes por mês;

Cefaleia tensional muito frequente – acontece cerca de uma e duas vezes por semana;

Cefaleia tensional crônica – pode durar mais de 15 dias, dentro do mês.

Ansiedade e dor de cabeça

É de extrema importância tratar a cefaleia,do problema da raiz, ou seja, a ansiedade. Momentos isolados de dor de cabeça frequentemente são resolvidos com analgésicos, porém, diversas vezes só desparecem completamente quando a ansiedade é cessada, ou seja, solucionada. 

Muitos métodos contribuem para suavizar ou eliminar os sintomasda cefaleia ocasionada pela ansiedade, como exercícios de relaxamento, yoga, meditação, sessões de terapia, fisioterapia, atividades físicas, tomar um banho quente, aplicação de compressas frias na testa ou compressas quentes na região do pescoço, massagens e o controle do estresse. 

Ainda assim, é ideal a intervenção médica, um especialista competente que identifique a causa da dor de cabeça de forma correta e oriente o melhor tratamento para cada caso. Em casos mais complexos, o especialista pode indicar ao paciente a realização de uma cirurgia de enxaqueca.

Quanto mais cedo buscar assistência médica, maiores serão os benefícios para a saúde. Agende uma consulta e melhore a sua qualidade de vida!

Se você quer saber mais sobre enxaqueca, não deixe de conferir o e-book produzido pelo Dr. Paolo Rubez
Postagem Anterior Próxima Postagem

Compartilhe nas redes sociais e apoie ou retribua

Todos os nossos artigos são exclusivos é proibida a reprodução total ou parcial dos mesmos sem a indicação da fonte SHD: Sejahojediferente.com