Após o anúncio do governo de El Salvador de adotar o Bitcoin como moeda com curso legal, o Banco Central avançou na comunicação dos regulamentos antes de 7 de setembro.

El Salvador já deu os primeiros passos para adotar 100% Bitcoin como moeda com curso legal. Apesar das preocupações do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Federal Reserve dos Estados Unidos sobre o uso da criptomoeda, o país caribenho começou a instalar os primeiros caixas eletrônicos.

A administração de Nayib Bukele inicialmente instalou caixas eletrônicos para acessar a carteira digital Bitcoin, conforme explicado pelo presidente em sua conta no Twitter. Da mesma forma, as transações serão livres de comissões, segundo Bukele, que frisou que também haverá 50 agências financeiras em todo o país para sacar ou depositar dinheiro.

O presidente também explicou que a adoção do Bitcoin economizará 400 milhões de dólares em comissões para os cidadãos receberem remessas do exterior. “Nosso povo paga 400 milhões de dólares por ano em comissões por remessas. Só que essa economia será um grande benefício para nosso povo (ou pelo menos para quem quiser). Há também a vantagem de não ter que carregar dinheiro. Mais seguro. E mais prático ", escreveu Bukele em seu Twitter.

A nova lei que implementará a criptomoeda como moeda legal entrará em vigor em 7 de setembro. Os salvadorenhos poderão baixar a carteira digital Chivo e inserir seu número de identificação e receber US $ 30 (25,5 euros) em Bitcoin. Da mesma forma, o Governo desenvolveu um fundo de US $ 150.000 (128 milhões de euros) para apoiar as conversões de Bitcoin para dólares americanos.

O Banco Central de Reserva de El Salvador (BCR), emitiu o documento “Normas técnicas para facilitar a aplicação da Lei Bitcoin”. O texto, que ainda não foi submetido a consulta, descreve como será implementado para cumprir as normas internacionais de prevenção à lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.

De acordo com alguns acadêmicos e especialistas, o uso de bitcoin (BTC) como dinheiro pode levar El Salvador a violar regulamentos de órgãos de controle , por exemplo, a Força-Tarefa de Ação Financeira (FATF). Se isso acontecer, você poderá estar sujeito a várias penalidades. Para evitar esses inconvenientes, o documento BCR prevê várias medidas que devem ser cumpridas por empresas que prestam serviços de conversão entre Bitcoin e dólares, como fornecedores de carteiras que agregam essa função, serviços de custódia, empresas de câmbio e caixas eletrônicos.

Qual é a sua opinião sobre este artigo?

Caro leitor, sua opinião é essencial para nós! Compartilhe seus pensamentos nos comentários sobre esta publicação. Garantimos manter o Seja Hoje Diferente sempre atualizado e funcional. Se notar algum link quebrado ou problema com áudio e vídeo, por favor, avise-nos nos comentários. Agradecemos sua colaboração, seu apoio é a bússola que nos orienta na entrega de conteúdo relevante. Obrigado por fazer parte desta comunidade engajada!

Postagem Anterior Próxima Postagem
Shopee