28.7.21

Bitcoin dispara 35% em uma semana e ultrapassa US$ 40 mil

O preço do Bitcoin ultrapassou novamente a região dos US$ 40 mil, mostrando força compradora no mercado. O movimento de alta assim já dura oito dias e ignora até os rumores frustrados da última semana.

Vale notar que a nova movimentação do mercado começou a acontecer após a SpaceX anunciar ter Bitcoin em sua reserva de valor. Elon Musk, Tesla e SpaceX então são detentores da moeda digital, fato que levou muitos a observar a tecnologia.

No entanto, surgiram no mercado alguns rumores de que a Amazon estaria entrando no Bitcoin até o final de 2021. Com essa novidade a cotação da moeda pulou nas corretoras para uma alta que não era vista desde o mês de junho.

Preço do Bitcoin ultrapassa US$ 40 mil novamente
Foi ruim para muitos ver o preço do Bitcoin cair tanto no segundo trimestre, principalmente nos meses de maio e junho. Com esse movimento, até a Tesla teve que registrar uma perda em seu balanço contábil, de US$ 23 milhões.

De fato, muitas pessoas tiveram prejuízo com o movimento do Bitcoin, comprando a moeda na alta histórica, atualmente na faixa de US$ 64 mil.

Mas o mercado em queda pode estar chegando ao fim, com o rompimento dos US$ 40 mil animando investidores do mercado. Nesta quarta-feira (28), o preço do Bitcoin segue cotado em US$ 40.200,00, uma alta de 7% nas últimas 24 horas em relação ao Dólar.

O valor do Bitcoin em Real também opera em alta, de 6,26% nas últimas 24 horas, com a moeda custando R$ 208 mil cada. Vale o destaque que o Dólar recuou um pouco, valendo R$ 5,17, o que segurou uma maior valorização da criptomoeda no país.

A alta no mercado de Bitcoin dura então oito dias consecutivos, e se conseguir se manter até o fechamento diário, irá repetir um movimento que não é visto desde junho de 2019.


Rumor da Amazon não foi totalmente desmentido?

A Amazon pode ter sido a grande protagonista da semana no mercado de Bitcoin, quando muitos pensavam que ela estava para entrar forte no espaço.

Como é uma das três maiores empresas do mundo e tem o homem mais rico em seu comando, uma eventual participação da companhia neste setor seria muito positiva ao criptomercado.

Ao negar a compra de Bitcoin em 2021, ou mesmo negar a criação da sua própria moeda, dois fatos ainda pesam na postura da Amazon: ela abriu uma vaga para trabalho na área e confirmou estudos sobre este mercado.

Ou seja, os rumores de uma eventual participação ainda não foram completamente negados, e podem estar influenciando o preço do Bitcoin novamente.


Receba em Primeira Mão as Notícias do SHD


GeraLinks - Agregador de links