Blog Diferente Para Ser Diferente

Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).

Quais as etapas do desenvolvimento de software?

Na era da Transformação Digital, é muito comum que empresas procurem por soluções tecnológicas para oferecer ao seu público-alvo. No entanto, você está familiarizado com as etapas necessárias para o desenvolvimento de software



Saber identificar e definir a importância de cada passo, sempre alinhada ao nível do projeto desejado é essencial para realizar um investimento assertivo. Pensando nisso, hoje vamos conversar um pouco mais sobre cada uma das etapas do desenvolvimento de softwares. 

Análise de Sistema

Antes de mais nada, é importante um estudo sobre os processos a serem implementados. Afinal, a escolha de desenvolver um software pode contar com inúmeras etapas. Partindo disso, a origem do sistema que será analisado pode ser de uma descrição ou até mesmo de um sistema já existente. No caso do sistema existente, ele pode ser usado como referência para a criação de um novo projeto. O objetivo desta análise é justamente se aprofundar na origem.


Benchmarking 

Os softwares não se sustentam no vácuo. O que isso quer dizer? Bem, para que as etapas de desenvolvimento levem  à criação de uma solução competitiva, é necessário um olhar analítico para o mercado. Desta forma, o Benchmarking é uma das etapas de desenvolvimento de software que consistirá na comparação de desempenhos. 


Por meio de pesquisas, é possível observar quais as melhores práticas do mercado, e assim, gerar informações valiosas para que o software alcance sua competitividade. Ainda dentro desta temática é necessário compreender quais os problemas apresentados pelos softwares de outras empresas, desta forma, os problemas podem ser evitados antes mesmo de você iniciar o seu projeto.


Defina seu público alvo

É importantíssimo ter bem definido para quem o seu software é destinado. Além da definição de público-alvo, é recomendável a definição de uma persona, que nada mais é do que a criação de um perfil semi-ficcional que representa o público ideal do seu software. Desta forma, seu projeto estará mais alinhado com as necessidades de seus usuários. Assim, a criação de seu software está mais próximo, de fato, da solução dos problemas apresentados pelos seus clientes, o que acaba por gerar maior aderência do público ao seu projeto. 


Crie um Mapa de Empatia

Mas afinal, o que é um mapa de empatia? Depois que suas personas foram criadas, um mapa de empatia irá permitir que você imagine quais são os contextos dos perfis desenvolvidos. E como desenvolver este mapa? As perguntas que normalmente o norteiam são as seguintes:


1- Quais são as mídias que seu usuário acompanha?

2- O que seu usuário pensa? Quais são suas visões de mundo?

3- Qual a rotina do meu usuário?

4- Quais são os problemas que ele precisa resolver?

5- Quais são suas expectativas, desejos e necessidades?


Equipe de Desenvolvimento

Após os estudos de persona e a definição minuciosa do usuário, é hora de encontrar a melhor equipe de desenvolvimento para o seu software, opte por verdadeiros mestres, que dominem a tecnologia e o que há de melhor em design no mercado.


Prototipação

A equipe escolhida realizará, após o design da interface e o enfoque na experiência do usuário, um protótipo navegável, que de forma rápida e prática, permitirá que você visualize o produto já com os requisitos e funcionalidades que você colocou em seu escopo. Dependendo da sua escolha, se a equipe for de fato qualificada, o protótipo pode se aproximar fielmente do resultado final do seu projeto. 


Testando a Usabilidade

Para que o software atinja sua eficácia com os usuários, é necessário que estes compreendam claramente à que o software se destina. Por conta disso, nesta etapa do desenvolvimento, alguns métodos de pesquisas são aplicados. Desta forma, será possível saber se o projeto atingiu todos os objetivos traçados. As metodologias de pesquisa podem abranger desde pesquisas qualitativas até o monitoramento direto das interações dentro do software. 


Test Driven Development

Nesta etapa, as fases do desenvolvimento podem ser movidas a partir de seus testes, ela é utilizada para garantir que todos os inputs que o cliente realizar possam ser confirmados e corrigidos pelo sistema. Desta forma, os testes são implementados e os códigos otimizados de acordo com os resultados que forem obtidos. 


Deploy e Validação (QA)

A fase de deploy exige um rígido controle de qualidade. Com todos os componentes prontos devidamente integrados ao sistema ou importados de outro ambiente, realiza-se o lançamento desta aplicação. 


A QA (Quality Assurance) é a Garantia de Qualidade, ela então é implementada para prevenir problemas que possam ocorrer após o deploy. 

Monitoramento, Manutenção e Segurança

Após o desenvolvimento e lançamento do sistema, ainda restam algumas fases importantes para serem trabalhadas. Desta forma, é necessário que, de maneira regular, os desenvolvedores realizem o monitoramento da performance do sistema, otimizando seu desempenho.


Por último e não menos importante, existe a etapa de manutenção e segurança, que consiste em garantir que o usuário tenha a melhor e mais segura infraestrutura para otimizar a sua experiência dentro da aplicação. 

Escrito por Geovana de Paula, analista de marketing da empresa Mestres da Web.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!