Blog Diferente Para Ser Diferente

Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).

O acompanhamento médico é importante em todas as idades, mas para as crianças, principalmente os bebês, ele é indispensável.

Quanto mais cedo a saúde é acompanhada, mais fácil é garantir sua manutenção ao longo da vida. Mas, ainda assim, algumas crianças só são levadas ao médico quando apresentam sintomas de alguma doença.  

No entanto, a função do pediatra não é apenas para receitar um medicamento em casos de problemas de saúde. É esse profissional que vai orientar os pais sobre os primeiros cuidados com o bebê, hábitos de higiene e alimentação.

Além disso, até que se torne adulto, o bebê é avaliado no que diz respeito ao seu crescimento, desenvolvimento físico e mental e vacinas. Esse cuidado é feito dentro do consultório do pediatra, e não no pronto-socorro.

Trocar a consulta de rotina por uma visita ao hospital em casos mais urgentes pode tornar a criança mais suscetível à internações devido a complicações que poderiam ter sido evitadas.

Situações mais graves, como óbitos, também são maiores quando os pais não estão cientes de alguns problemas como asma, bronquite, refluxo, entre outras enfermidades.

Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar por que os bebês precisam de atenção especial, a importância do acompanhamento médico e quais os benefícios para a criança. Acompanhe a leitura!

Por que os bebês precisam de atenção especial

Ter um bebê é sinônimo de muita responsabilidade, pois este pequeno ser é mais frágil e está mais suscetível aos problemas de saúde que um adulto.

Contudo, crianças com menos de 2 anos têm um agravante: elas não sabem expressar o que sentem. O choro é o único meio de comunicação, e as visitas ao pediatra podem ajudar a identificar problemas antes que causem sofrimento ao bebê.

Ter um bom kit higiene bebê menino pode ser essencial, mas é o médico quem vai poder garantir que a criança está crescendo com saúde e se desenvolvendo.

O acompanhamento dos bebês é conhecido como puericultura, e seu objetivo é acompanhar o crescimento e esclarecer as dúvidas dos pais a respeito dos filhos.

Durante o primeiro ano de vida da criança, seu crescimento é muito acelerado, por isso esses cuidados são fundamentais e devem ser acompanhados de perto.

Tanto o pai quanto a mãe precisam estar presentes, uma vez que eles podem conhecer o médico e se sentir mais à vontade para compartilhar situações ligadas ao bebê. Dentre as dúvidas mais comuns nesta fase, estão:

  • Rotina de amamentação;

  • Visitas ao bebê;

  • Períodos de sono;

  • Contato com animais de estimação;

  • Introdução alimentar.

Essas perguntas são cuidados importantes, que assim como o enxoval de bebê completo, ajudam a criança a ter mais conforto e saúde em seus primeiros anos de vida.

Importância do acompanhamento médico

Durante as consultas, os médicos analisam uma série de fatores essenciais relacionados à saúde da criança. Um deles é o crescimento, e para avaliar sua normalidade, o bebê é despido, pesado e medido.

A circunferência da cabeça também é medida e todas essas informações são anotadas em um prontuário e comparadas em uma curva de crescimento.

A cada nova consulta o procedimento se repete, assim, o médico pode se certificar de que o bebê esteja crescendo normalmente.

O pediatra também avalia se a moleira está aberta e plana nos dois primeiros meses. A partir dos três meses ela se fecha na parte de trás e a parte da frente deve estar totalmente fechada antes dos dois anos de vida.

Ao levar o seu bebê ao médico com uma bolsa maternidade feminina, o médico ainda verifica os ouvidos da criança para examinar os tímpanos e o canal auditivo. É dessa forma que alguma infecção é identificada.

Além disso, os exames de ouvido são importantes para detectar problemas de audição. 

A boca é avaliada para detectar infecções de garganta e acompanhar a evolução da dentição. Já o coração e os pulmões são examinados para avaliar a respiração e o ritmo cardíaco.

O abdômen como um todo é avaliado para se certificar de que nenhum órgão esteja dilatado ou que exista a presença de massas incomuns.

Um oftalmologista pediátrico vai avaliar especificamente a vista dos bebês, para que problemas como cataratas ou qualquer outro relacionado sejam identificados.

O pediatra também examina os órgãos genitais, para detectar a presença de saliências ou infecções incomuns.

No caso dos meninos, o pediatra se certifica de que os testículos estão no saco escrotal. Os membros inferiores e superiores são examinados para saber se há algum problema nas articulações, detectar deslocamentos ou displasia no quadril.

O acompanhamento no início da vida do bebê é o que garante o tratamento de correção precoce a esses problemas. Além disso, quando a criança está engatinhando ou caminhando, o médico avalia se as pernas e os pés estão no lugar.

Da mesma maneira, é avaliado o desenvolvimento psicomotor e, para isso, o médico faz perguntas aos pais relacionadas ao desenvolvimento geral do bebê.

É dessa forma que ele observa se ele está sorrindo, rolando, sentando-se e caminhando no tempo certo, e se usa as mãos e os braços no momento ideal. Além disso, o profissional faz uma avaliação do tônus muscular de forma geral.

No primeiro mês de vida, a criança deve ser levada, pelo menos, três vezes ao pediatra, para saber se ela vai precisar de terapia manual ortopedica ou outros cuidados específicos.

A primeira consulta é com 5 dias de vida, a segunda no 15º dia e terceira, ao completar 1 mês. Dos 2 aos 6 meses, as consultas devem ser marcadas mensalmente, e no segundo semestre, podem ser agendadas a cada dois meses.

Até o final da adolescência o acompanhamento é menor, mas não deve ser descartado. Por isso, é importante que os pais escolham um médico de confiança para o seu filho, pois ele vai acompanhá-lo por muitos anos.

Benefícios para o desenvolvimento da criança

Levar o seu bebê ao médico periodicamente é essencial para a saúde dele. Além de garantir que ele se desenvolva corretamente, traz muitos benefícios.

O primeiro deles é permitir que um dia ele seja um adulto saudável. Até chegar à fase adulta, a criança passa por muitas transformações. Ela pode, por exemplo, se tornar um bebê obeso, então, será necessário um plano alimentar para emagrecer.

Essa dieta não deve ser feita por conta dos pais, mas sim, com um acompanhamento pediátrico para que seu filho emagreça com saúde e não se torne um adulto com sobrepeso.

Outro benefício é o acesso a uma alimentação balanceada e que garanta todas as vitaminas e proteínas que ele precisa. O médico vai orientar a introdução de outros alimentos, além do aleitamento materno.

Ele mostra aos pais quais alimentos são ou não são permitidos, como devem ser preparados, os horários adequados, dentre outras características essenciais.

Outro benefício é a detecção de problemas de saúde precocemente. Desde as doenças mais simples até as mais graves podem ser identificadas pelo pediatra antes que se agravem ainda mais.

Seu bebê estará sempre saudável ou terá acesso ao tratamento mais indicado. Sem a presença de um médico, muitas comorbidades podem evoluir para quadros mais graves, difíceis de tratar e que podem até mesmo colocar a vida da criança em risco.

Assim como os equipamentos precisam de manutenção em hospital, os seres humanos, em algum momento, precisam do auxílio de um médico. A consulta com o pediatra é a manutenção mais importante para a saúde do seu filho.

Mais uma vantagem ainda é identificar alguma síndrome que possa afetar o seu aprendizado futuramente. Identificá-las é muito importante para que a criança possa aprender em seu dia a dia para quando chegar o momento de frequentar a escola.

Consequentemente, o bebê se torna um indivíduo mais seguro, sociável e tranquilo. Mas somente o médico pode atestar sua saúde e indicar os procedimentos necessários, caso ele precise.

As consultas são insubstituíveis, mas, obviamente, situações emergenciais, como uma tosse, febre ou dor de ouvido não precisam esperar pela consulta.

Se você, por exemplo, observar que o seu filho parece não enxergar bem, procure um oftalmologista de sua confiança, como aqueles que indicam o grau das lentes de óculos masculino de sol, para saber como está a visão do seu bebê.

Conclusão

Os bebês saudáveis são aqueles que têm acesso ao acompanhamento de um pediatra, que pode ser tanto da rede pública quanto da rede particular.

Independentemente de qual seja a sua opção, nunca deixe de marcar essas visitas no primeiro ano de vida do bebê. Assim, ele vai crescer mais saudável e feliz, e enquanto pais, vocês estarão sempre despreocupados.

Tire todas as suas dúvidas e em casa, respeite as orientações do médico. É a melhor forma de assegurar que seu filho vai crescer e se desenvolver como qualquer criança normal.   

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!