Blog Diferente Para Ser Diferente
Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).

A endometriose é uma doença ginecológica benigna no qual as células endometriais — que revestem a camada interna do útero — são implantadas em outros órgãos, como ovários, peritônio, trompas de falópio, superfície do útero, bexiga e intestino ou então no saco vaginal (o espaço atrás do útero).

Esta condição é frequentemente diagnosticada em mulheres que estão no período fértil entre 15 e 45 anos —, sendo raramente encontrada em mulheres que já estão na menopausa. Quando não tratada, a endometriose pode causar grandes desconfortos e até mesmo causar infertilidade.



Imagem divulgativa Reprodução Internet


Causas da endometriose

Ainda pouco se conhece sobre as causas da endometriose, mas estudos apontam que as células endometriais — que acabam sendo descamadas durante a menstruação — se implantam na cavidade pélvica através do chamado fluxo menstrual retrógrado, condição em que o fluxo menstrual que flui pelas trompas acaba atingindo a cavidade pélvica e abdominal.

Outra teoria é de que algumas células endometriais possam se transferir através da corrente sanguínea ou então pelo sistema linfático.

De qualquer maneira, o tratamento da endometrioseé assertivo, sendo capaz de restaurar a qualidade de vida da mulher e, em casos, evitando ou possibilitando a gravidez mesmo com a condição.

Sintomas

O principal sintoma relacionado à endometriose são as dores pélvicas e menstruais. Entretanto, outros sintomas podem acometer a paciente, como:

·         Aumento na intensidade do fluxo menstrual;

·         Inchaço abdominal;

·         Dor durante a evacuação e relações sexuais;

·         Dor ao urinar e urina com sangue;

·         Diarreia ou constipação;

·         Formação de endometrioma, uma massa cheia de sangue.

É importante ressaltar que a intensidade dos sintomas não tem relação direta com a gravidade do caso.

Diagnóstico da doença

O diagnóstico da endometriose é feito através do exame de laparoscopia, em que um fino instrumento de fibra ótica (denominado laparoscópio) é utilizado para analisar o tecido endometrial.

O laparoscópio é inserido através de uma incisão localizada na cavidade abdominal (espaço entre os órgãos abdominais) que, geralmente, é feita um pouco acima ou embaixo do umbigo.

Durante a laparoscopia é injetado dióxido de carbono na cavidade abdominal para dilatá-la, possibilitando a observação dos órgãos com maior facilidade.Em alguns casos, pode haver a necessidade de uma biópsia de uma amostra de tecido para um diagnóstico preciso.

Tratamento para endometriose

O tratamento para a endometriose pode variar de acordo com as individualidades apresentadas em cada paciente.De maneira geral, o tratamento pode ser feito através de medicamentos ou então com a realização de uma cirurgia.

A administração de medicamentos consiste no alívio dos sintomas, como dor pélvica e cólica menstrual. Na ausência da dor, a cirurgia pode não ser necessária.

Os medicamentos também podem ajudar a inibir o crescimento da endometriose. Entretanto, os medicamentos não promovem a cura da condição, já que não possuem ação nos implantes de endometriose.

A cirurgia pode ser necessária em casos em que os medicamentos não fazem o efeito necessário, ou em casos em que outros sintomas se fazem presentes constantemente, principalmente se for diagnosticado a probabilidade de infertilidade.

Cada caso depende de uma avaliação médica, que irá encontrar o tratamento ideal para a endometriose de acordo com cada particularidade apresentada.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!