Blog Diferente Para Ser Diferente
Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).

Diferentes tipos de ração, petiscos caseiros e até chifre de boi podem ser dados aos cães.

Entre outros aspectos, quem tem cachorro em casa preocupa-se com a saúde e a alimentação dele. Afinal, é desejo dos donos que o animal tenha uma dieta adequada e não sofra com doenças, como obesidade. Desse modo, alimentar o cão corretamente é sinônimo de prezar pela saúde do pet.

Com várias opções no mercado, é até difícil escolher o que comprar para ele. Existem produtos que você pode não saber que são vendidos, enquanto outros, como frutas, você tem em casa, mas não sabe se podem ser dados aos cachorros.

Se você procura implementar uma alimentação diferente para o seu animal, lembre-se de que a primeira recomendação é procurar a orientação profissional. O médico-veterinário é quem melhor irá instruí-lo sobre qual é a dieta mais apropriada para o seu cachorro. Por isso, não faça alterações por conta própria.

Rações secas e úmidas

As rações secas e úmidas são as mais comuns de serem encontradas no mercado, mas você sabe quais são as diferenças entre os dois tipos? A primeira é caracterizada por ser mais barata e duradoura, podendo ficar no pote durante o dia todo sem estragar.

A ração seca também tem a finalidade de auxiliar a limpeza dos dentes dos cachorros. Dessa forma, ela ajuda a evitar o acúmulo de tártaro na boca do animal. A sua principal desvantagem é que, no caso dos cães idosos, eles podem ter mais dificuldade para digeri-la, por ela ser mais dura.

Já as rações úmidas são mais palatáveis para os cachorros, além de terem mais líquido, o que pode ajudar a evitar problemas renais. Contudo, elas não podem ficar expostas por muito tempo, necessitando ser ingeridas rapidamente. Outro problema é que elas facilitam o acúmulo de tártaro.

Comida vegana

O veganismo trata-se de um modo de vida, no qual a pessoa elimina qualquer forma de exploração animal. Assim, ela não só deixa de consumir alimentos provenientes de animais, como carnes e leite, mas também produtos oriundos, como roupas ou outros frutos dessa exploração.

Quem é adepto da dieta vegana pode ter o desejo de aplicar esse conceito ao cachorro também. Nesse caso, o regime seria livre de carne e composto, essencialmente, por proteínas de origem vegetal. A pessoa pode encontrar no mercado rações feitas com ingredientes naturais, ricas em minerais, vitaminas, aminoácidos e proteínas sintetizadas.

Contudo, esse é um tópico que ainda não tem consenso entre os especialistas. Enquanto o ser humano é onívoro, ou seja, pode sobreviver sem carne, a natureza do cachorro é carnívora. O metabolismo dele funciona de outra maneira, e adotar uma dieta vegana sem a devida orientação pode fazer mais mal do que bem.

Nesse caso, é imprescindível que você procure a opinião de veterinários para receber a orientação adequada. Eles podem fornecer as instruções corretas para montar uma dieta que não seja carente em nutrientes e que atenda a todas as exigências metabólicas do seu cachorro.

Petiscos caseiros

Você pode comprar os petiscos vendidos em petshops, conferindo os ingredientes utilizados na fabricação do alimento, mas há alternativas caseiras. Alguns dos alimentos naturais que já existem na sua cozinha podem ser dados para os cachorros.

Alguns deles são: maçãs, peras e cenouras. Essas frutas e vegetais são saborosos bem crocantes e ricos em fibra. A cenoura ainda tem a vantagem de ajudar a combater o mau hálito do cão.

Outras opções incluem melancia, mamão, abóbora e caqui, mas é necessário tomar algumas precauções. Sempre tire as cascas e todas as sementes, pois elas podem ser prejudiciais à saúde do cão, e não as ofereça dê em excesso.

Chifre de boi

Esse não é, necessariamente, um alimento para o cachorro, mas existem chifres de bois, que podem entreter e divertir o cão. Feitos de queratina da vaca, esses chifres são um produto 100% natural, que os cães podem ficar roendo e mastigando. Quanto mais eles mastigam, mais macios e maleáveis os itens ficam.

Eles são um bom brinquedo, que ajudam a exercitar a mandíbula, estimulando um ato natural dos cachorros, o de roer, mas sem comprometer objetos da sua casa. Eles também são úteis quando o filhote está trocando os dentes. Você pode incrementar a brincadeira colocando frutas e petiscos no interior do chifre.

É recomendável apenas que você sempre supervisione a interação de seu cachorro com o chifre. Isso porque há o risco dele engolir um pedaço grande e engasgar-se. Fique de olho no tamanho do brinquedo e adquira um que seja compatível com o porte do seu cão.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!