Blog Diferente Para Ser Diferente
Somos diferentes, não há um ser humano sequer igual; nosso objetivo é ser diferente unindo os diferentes neste site diferente para quem é diferente, vem com a gente!

A internet está cheia de dicas sobre como fortalecer uma marca e como ganhar dinheiro por meio dela. Mas uma das mais importantes é, sem dúvida, a respeito do marketing digital para os pequenos negócios.
Ao contrário do que se pensa, o marketing digital não é voltado apenas para grandes empresas ou marcas que já tenham se consolidado no mercado. 
Inclusive, um dos principais traços dele é mesmo o da democratização da publicidade.
Quando consideramos o perfil das novas gerações de consumidores, e o fato de que o brasileiro está entre os povos que mais passam tempo navegando na internet, isso torna-se ainda mais importante.
Segundo pesquisa da Hootsuite, no Brasil, as pessoas ficam online uma média de 10 horas por dia. 
As propagandas também estão em todo lugar, buscadores, blogs, redes sociais e portais de notícia; oferecendo desde caderno personalizado até soluções industriais.
Se você quer compreender como fazer parte desse universo, siga adiante na leitura.

O que é o marketing digital?

Uma das maiores revoluções do universo corporativo se deu nas últimas décadas, com o surgimento do marketing online, que ocorre dentro da internet, em relação ao antigo marketing offline, que ocorre fora dela.
Sem dúvida, a antiga mídia de televisão, rádio e impressos sempre vai funcionar. 
Mas hoje, basta pesquisar num motor de busca “empresa de pintura de fachada”, e ver a quantidade de resultados, para entender a importância da esfera digital.
Ou seja, as marcas precisam trabalhar as duas modalidades, ou correm o risco de ficar para trás em relação à concorrência. E o que é pior, de não estar onde seu público está. 
Isso é o marketing digital: a melhor maneira de impactar a pessoa certa na hora certa.
Para isso, o primeiro grande investimento está justamente em entender o mercado, conhecer bem a persona da sua marca (para saber como ela pode falar ao público), e a própria persona do público (para saber como impactá-lo e engajá-lo de modo assertivo).
O mais bacana é que os investimentos iniciais para um pequeno negócio não precisam ser altos valores financeiros. 
São necessários apenas pesquisas, posicionamento de marca e algumas iniciativas econômicas e eficientes, como ficará claro adiante.

O segredo do marketing de conteúdo

Como consequência do próprio esforço dito acima, de entender o seu mercado e aprofundar a cultura da sua marca, já é possível começar a desenvolver o que hoje se chama “marketing de conteúdo”.
O incrível dessa modalidade é que ela está no topo de prioridades das maiores marcas do mundo, as ditas top of mind, ao mesmo tempo em pode ser praticada por qualquer um.
Trata-se do marketing de prospecção passiva, por meio do qual você gera conteúdos de qualidade e gratuitos como modo de atrair pessoas do seu público-alvo.
O formato clássico dessa proposta são os blogs. Assim, ao desenvolver matérias sobre etiquetas adesivas personalizadas, você vai começar a atrair leitores interessados não apenas em ler, mas também em consumir soluções nessa área.
Os materiais desenvolvidos podem ser:
  • E-books com dicas práticas;
  • Matérias de blogs;
  • Infográficos sobre o setor;
  • Podcasts com especialistas da área;
  • Publicações nas redes sociais;
  • Vlogs e vídeos explicativos;
  • Entre outros.
Quando o internauta estiver no momento de compra, a sua marca, que forneceu material original e gratuito, certamente será uma das primeiras a ocorrer na cabeça dele, ainda que seu negócio seja pequeno.
Como subentendido na lista, um modo de atingir ainda mais leitores é postando o material em redes sociais, desde plataformas que priorizam textos, até as de imagem e vídeo.

Anúncios: buscadores e redes sociais

Do que vimos até aqui, é possível deduzir que o máximo que o marketing de conteúdo pode exigir do empresário é tempo e, eventualmente, os serviços de um redator, revisor ou designer.
Existe outro tipo de investimento. Mesmo ele pode ser pequeno, médio ou grande, conforme a disponibilidade e as estratégias do pequeno negócio. 
Aliás, justamente por poder dosar os valores, conforme o orçamento, é que ele se torna tão interessante.
Trata-se do Ads (sigla para Advertising), que são os anúncios dos buscadores e das redes sociais. 
Assim, quando o internauta buscar algo como empresa de entrega de encomendas, seu conteúdo vai aparecer como patrocinado e terá mais visibilidade.
Essas ferramentas têm um nível de customização que vai muito além do orçamento: permitem personalizar os horários em que seu anúncio aparece, para que tipo de público, em que região do país ou da cidade, etc.
Se você iniciar os investimentos em marketing digital nesta ordem, ampliando os seus horizontes de maneira gradual, perceberá que sua clientela vai crescer de modo orgânico, totalmente sustentável e escalável.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.
Postagem Anterior Próxima Postagem