Blog Diferente Para Ser Diferente
Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).

Fortes e Unidos Somos Melhores!
Seja Hoje Diferente:


Divulgação Reprodução

Os fones podem nos isolar dos barulhos da cidade, no entanto, também podem prejudicar nossa saúde. Saiba como driblar os problemas e o que os causa

Para quem curte uma experiência mais intimista durante o cotidiano, atividades como andar pelas ruas, jogar videogame e dormir mudam completamente com o uso de fones de ouvido. 

Entretanto, utilizar o acessório sem qualquer restrição ou filtro pode provocar danos a longo prazo. Saiba quais são os principais problemas causados por seu uso e as melhores formas de evitá-los:

Problemas

O principal problema causado pelo uso inadequado de fones de ouvido é a perda auditiva induzida por ruído (PAIR). Seu efeito não é imediato, mas, sim, gradativo.

Outro problema é a sujeira que fica acumulada neles. É melhor admitir, você não limpa seu fone de ouvido com frequência, não é mesmo? Tal medida é raramente realizada pela grande maioria dos ouvintes de música. Mas é altamente recomendada, já que se estima que existam até 10 mil fungos e bactérias neles.

Caso não tenha o costume de limpá-los, adquira o hábito o mais rápido possível. Especialistas descobriram que há o risco de infecções, como sinusites e otites. Ambas são causadas pela bactéria Staphylococcus aureus, causadora de infecções de pele e das vias aéreas superiores.

Não se assuste, não é preciso simplesmente abolir o hábito de ouvir músicas por meio do acessório, mas, sim, adquirir novos hábitos que reduzam seus danos e permitam uma maior longevidade aos seus bons ouvidos.

Recomenda-se a limpeza dos fones com o álcool isopropílico, próprio para eletrônicos, em geral. 

Outro hábito não recomendável é compartilhar em excesso o objeto, pois as bactérias e os fungos podem ser transmitidos de pessoa para pessoa.

Medidas simples para manter a boa audição

Evite sons altos em casa. Caso esteja acostumado a ver televisão ou ouvir música em volumes altos, diminua-os para se acostumar a ouvir melhor em volumes de menor frequência.

Caso esteja em eventos ou festas, evite ficar perto das caixas de som. Como seu volume é muito alto, estar próximo a elas por longos períodos certamente prejudicará sua audição a longo prazo.

Tenha períodos no dia de silêncio e calma. Se não está acostumado à companhia do silêncio, é melhor reconsiderar tê-lo como amigo. Ficar sem ouvir algo barulhento por algumas horas do dia pode ajudar o seu ouvido a descansar, assim como faz parte dos órgãos do seu corpo enquanto você dorme.

Assoe o nariz de maneira suave ao menos duas vezes por dia. Tal ação evita a entrada de sujeiras que podem causar dor no ouvido, pressão, zumbido e perda auditiva.

Caso haja histórico de doenças auditivas em sua família, procure um médico. Frequentemente, fatores genéticos estão ligados à origem dos problemas auditivos.

Barulhos intensos perto de sua casa ou trabalho são indesejados e entram em seu ouvido sem pedir licença. Não tenha receio em começar a usar protetores auriculares para se proteger desses sons.

Aos motoristas de plantão: você adora dirigir por aí ouvindo o som no máximo e de janelas fechadas para não atrapalhar a música? Pare com esse hábito. As ondas sonoras não têm como “escapar” do veículo e acabam prejudicando sua audição ainda mais. Sons acima de 85 decibéis por longos períodos de tempo são nocivos.

Motoqueiros, vocês não estão imunes dos males sonoros. O motor das motos pode chegar a incríveis 95 decibéis, por isso, evite longas viagens ou acelerar em excesso a sua companheira de jornada. 

Cuidado com a limpeza dos ouvidos, caso seja excessiva, pode prejudicá-lo, já que a cera ajuda na proteção.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!