Amadurecimento, construção da autonomia e como lidar com as frustrações são reflexões de "Um dia", novo livro infantil da VR Editora

Um dia é a antítese da infância em poucas páginas. Por um lado, o protagonista tem consciência de que precisa interiorizar os limites impostos pelos pais, mas, do outro, manifesta o desejo genuíno por autonomia. Sem precisar dizer o nome do garotinho astuto, o autor Guillaume Guéraud transpassa o papel de um simples contador de história e atinge o âmago do pequeno ser em desenvolvimento: a vontade de ser grande.

As passagens bem-humoradas do texto e as ilustrações do também francês Sébastien Mourrain, que conectam a linguagem visual da escrita, começam sempre com “Eu não me importo...”. À primeira vista pode parecer desleixo, como se desse de ombros às regras, mas confere fluidez e amarração de cada “questão” levantada pelo personagem e pelas crianças – que também se veem nas reivindicações do menino.

Cada página apresenta uma frustração simples e objetiva: o cachorro que terá no futuro, chamado Bochecha e será motivo de arrependimento dos pais por não o terem tido antes, as idas ao cinema sozinho e a superação dos medos em filmes de terror. E outras coisas simples como comer doces a vontade, fazer a barba, número do calçado, as paixões, viagens e aspirações profissionais.

A moral da história, assim como é esperado em toda literatura infantil, é uma reflexão emocionante - muito mais para os pais e responsáveis do que para o pequeno leitor - e surge na última página: “Vou ser tão grande que terei que me abaixar para beijá-los. Vou ter rugas na testa como o meu pai e no canto dos olhos como a minha mãe. E vou me lembrar de quando eu era pequeno”. 

Ficha técnica:
Título: Um dia
Editora: VR Editora
Autor: Guillaume Guéraud
Ilustração: Sébastien Mourrain
Tradução: Mariana Palezi e Fabrício Valério
Páginas: 32
ISBN: 978-85-507-0375-6
Formato: 22x31
Acabamento: Capa dura 
Preço: R$ 59,90
Onde encontrar: VR Editora

Sobre o autor: Guillaume Guéraud nasceu em Bordeaux, na França, e viveu até os 24 anos em Floirac. Hoje vive entre Nimes e Montpellier. Estudou jornalismo e trabalhou em vários jornais regionais.

Sobre o ilustrador: Após o bacharelado em economia, Sébastien Mourrain começou a estudar desenho na Émile Cohl School. Atualmente trabalha no estúdio coletivo de artistas "Le Bocal".

Sitewww.vreditora.com.br

Postagem Anterior Próxima Postagem

Compartilhe nas redes sociais e apoie ou retribua

Todos os nossos artigos são exclusivos é proibida a reprodução total ou parcial dos mesmos sem a indicação da fonte SHD: Sejahojediferente.com