O cartão de crédito costuma ser o melhor amigo de muitos brasileiros, mas em alguns casos, ele pode ser o maior inimigo, mas isso não quer dizer que o vilão seja o cartão, pois na maioria das vezes, o vilão da história é o próprio dono.


Fim de ano é sempre algo único, é o momento em que a maioria das pessoas não trabalha, não estuda e só se preocupa em descansar, mas até para isso é necessário gastar dinheiro, e no fim do ano ele é gasto em ocasiões e coisas como: 


  • Presentes;

  • Viagens;

  • Roupas;

  • Passeios;

  • Férias;

  • Festas;

  • Decoração;

  • Comida;

  • Bebida;

  • Eventos;

  • Entre outros. 


Na maioria dos casos, as pessoas tendem a realizar tais compras no cartão de crédito, pois sabe que o valor daquela compra será cumulada e paga na fatura do próximo mês, ou seja, nada sai da conta dela no momento daquela compra. 


Em outros momentos do ano, o cartão de crédito costuma ser ótimo para algumas compras, como um serviço de contabilidade balanço patrimonial parcelado ou até mesmo de um novo computador para você trabalhar e estudar. 


Entretanto, o fim do ano traz consigo uma aura que inspira as pessoas a gastarem, e é em meio ao passa passa de cartão de crédito que muitos acabam cometendo o erro de estourar o seu limite. 


Tal evento é mais comum do que podemos imaginar, ainda mais no fim do ano, mas é algo que precisa de atenção, pois pode trazer graves problemas para o titular, por isso, hoje iremos falar mais sobre esse assunto tão importante e que precisa ser bem entendido. 

Entenda o que é o limite do cartão e para o que ele serve 

Para começo de conversa, a primeira coisa que precisamos entender bem o que é o limite de um cartão de crédito e para o que ele serve, afinal de contas, se existe é porque precisa de um propósito muito bem definido. 


Pois bem, como o próprio nome já diz, o limite do cartão de crédito nada mais é do que um teto máximo de gasto que você pode ter com essa opção de pagamento, seja na compra de um serviço de consultoria empresarial ou de um produto como um novo celular. 


Quando a pessoa decide fazer um novo cartão de crédito, ela recebe um limite do banco, e conforme ela vai usando o cartão, o banco aumenta gradativamente e aos poucos esse limite, pois entende que a pessoa gosta de usar o cartão de crédito. 


Em alguns casos, o uso do cartão de crédito pode trazer muitos benefícios para o cliente, pois hoje, existem cartões de créditos que acumulam pontos que podem ser revertidos em descontos no futuro, o que é ótimo para o cliente e para o banco também. 


O fato é que, tudo na vida precisa de limites, e não seria diferente quando falamos de um cartão de crédito, pois sem o limite, uma pessoa que não consegue se controlar na hora de comprar, pode acabar fazendo grandes dívidas que lhe trarão grandes problemas. 


Por isso, estar de olho no seu limite e controlar tudo o que você gasta no cartão de crédito é de suma importância, assim como faz uma empresa de folha de pagamento que controla quais funcionários já foram pagos para evitar problemas. 


O limite do cartão de crédito é uma linha de chegada que não pode ser ultrapassada pelo cliente, ele serve para te ajudar, te mostrar até onde você pode ir e, com isso, evitar que você gere graves problemas para sua vida lá na frente.  

A importância do limite do cartão para o banco e para o cliente

Agora que você já sabe o que é o limite do cartão de crédito e para o que ele serve, é necessário que também entenda sobre a importância do limite tanto para o banco quanto para o cliente. 


Para o banco, o limite é importante pois evita que o cliente faça dívidas maiores do que a que pode pagar, e caso o cliente não pague a fatura em questão, o banco acaba tendo que fazer esse pagamento, o que gera problemas para ele.


Uma coisa é o cliente que compra uma peneira granulométrica e outra é o cliente que compra uma viagem que custa o triplo do valor de uma peneira, por mais improvável que seja, são casos mais comuns do que se pode imaginar e que gera grandes problemas. 


Já para o cliente, o limite do cartão de crédito é muito importante justamente por mostrar a ele até onde pode ir, ou seja, qual o máximo que ele pode gastar com base em seis ganhos mensais, pois assim, evitam-se dívidas que não se pode pagar. 


Isso porque, por mais que o banco arque com o pagamento de uma fatura alta em atraso, o cliente terá que pagá-la para o banco, e os juros em cima deste atraso estão longe de serem poucos e muito menos baratos na maioria dos bancos. 


Sendo assim, o limite do cartão de crédito nada mais é do que um sinal de cuidado para com o banco e a saúde financeira do cliente, evitando que ambos acabem entrando em problemas que exigirão muito tempo e energia para serem solucionados. 

Saiba o que ocorre quando o limite do cartão é ultrapassado

Mesmo tendo em vista o limite do cartão de crédito, existem aqueles que acabam ultrapassando, seja por falta de atenção ou porque não podem perder a oportunidade de comprar a furadeira cirúrgica que tanto deseja e que encontrou por um preço acessível. 


Pois bem, no caso do limite ultrapassado, existem bancos que não permitem a aprovação da compra quando veem que ela já estourou o limite do cartão, sendo assim, o cliente nem consegue finalizar a compra em questão. 


Isso costuma ser o que mais acontece, entretanto, existem casos de bancos que acabam permitindo as compras mesmo após a ultrapassagem do limite, nesses casos, o cliente acaba tendo que pagar uma taxa por isso, que varia de banco para banco. 


Tal taxa não costuma ser barata, por isso, é sempre recomendado que você fique de olho no seu limite, principalmente no fim do ano, evite ao máximo comprar algo que ultrapasse ele, caso contrário, poderá começar o novo ano com uma dívida indesejada. 

Dicas para organizar suas finanças no fim de ano 

Comprar é algo bom, seja um mini porta pallet que você deseja ou até mesmo um novo carro, mas toda compra, por menor que seja e, principalmente, quando for no cartão de crédito, precisa ser muito bem planejada e pensada. 


Como no fim do ano, as pessoas tendem a comprar mais do que devem, selecionamos algumas dicas bem simples, mas muito úteis para te ajudar a organizar bem as suas finanças e evitar que ultrapasse o limite do seu cartão. Confira: 

Planeje suas compras com antecedência 

A primeira delas é planejar suas compras meses antes do fim do ano, faça uma lista de tudo o que precisa e deseja comprar, pois assim, evita que compre aquilo que não necessita e acabe gastando seu limite com algo que não seja, de fato, o que você queria ou precisava. 


O recomendado é que você comece a planejar suas compras com cerca de 6 a 3 meses antes do fim do ano e, caso veja que precisa gastar mais do que o seu limite aprova, entre em contato com o seu banco para alinhar um possível aumento, caso tenha condições. 

Defina um teto máximo de gastos 

Outra dica é definir um teto máximo de gastos no fim do ano, isso porque você pode querer contratar um serviço de alpinismo industrial e fazer uma viagem de natal e, para isso, é importante garantir que tais gastos não sejam maiores do que o que você pode pagar. 


Tal teto pode até ser o seu próprio limite, mas recomenda-se que seja um pouco menor, pois caso algum imprevisto aconteça, você ainda possui um pouco do limite para ser gasto sem que ele seja ultrapassado.

Aproveite a black friday 

Antes das festas de fim de ano, acontece a famosa black friday, o dia em que a maioria das lojas entra em oferta e oferecem descontos tentadores, essa pode ser a oportunidade ideal para você comprar o que precisa ou deseja por um preço bem mais acessível. 


Tanto as lojas físicas quanto as lojas onlines entram em black friday, normalmente em alguma sexta-feira do mês de novembro, vale a pena estar por dentro das datas para fazer compras mais conscientes e econômicas. 

Saiba quais são as suas prioridades 

No fim do ano, uma pessoa deseja comprar um piso laminado em Osasco, uma cadeira gamer, um celular e diversas outras coisas. Aqui, é preciso listar as suas prioridades, nem sempre será possível comprar tudo no cartão de crédito, saiba quais você precisa mais. 


Em alguns casos você terá que comprar algo no débito ou abrir mão daquilo naquele fim de ano e deixar para depois, é normal e acontece, o mais importante é obter o que você mais precisa e com a tranquilidade de saber que pode pagar por isso. 

Considerações finais 

Dessa maneira, você conseguirá finalizar o seu ano e começar um novo com a tranquilidade e a paz de saber que gastou aquilo que estava ao seu alcance e que não precisará se preocupar com dores de cabeça junto ao seu banco. 


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Compartilhe nas redes sociais e apoie ou retribua

Todos os nossos artigos são exclusivos é proibida a reprodução total ou parcial dos mesmos sem a indicação da fonte SHD: Sejahojediferente.com