2.7.22

O que fazer para melhorar a alimentação do seu pet? Veja dicas


Ao comprar ou adotar um cachorro, é importante que as pessoas tenham em mente que ele será mais um membro da família, ou seja, é um ser que também irá depender de cuidados básicos, como, por exemplo, banho, alimentação, atenção, dentre muitos outros. 


Além disso, os pets costumam ser mais sensíveis, sendo assim, o cuidado com a alimentação é um dos primeiros que devem ser levados em consideração para que seu animalzinho não desenvolva nenhum problema intestinal. Pensando nisso, separamos aqui neste artigo algumas dicas de como melhorar a alimentação do seu pet. Para ficar por dentro, continue a leitura. 

Dicas para melhorar a alimentação

Antes de mais nada, o mais indicado é que você consulte um veterinário, já que ele é um profissional que poderá te falar com clareza quais são as rações e os suplementos mais indicados para seu animalzinho. Apesar disso, algumas dicas podem ser mencionadas para que você consiga melhorar de forma significativa a alimentação do seu pet, veja:

Invista em alimentação natural

A primeira dica para que você consiga melhorar a alimentação de seu pet é investindo em uma alimentação natural. Além de ser uma comida mais atraente para seu animalzinho, ela atende todas as necessidades nutricionais. 


No entanto, diferente do que muitas pessoas pensam, a alimentação natural não é a mesma coisa que a alimentação caseira, ou seja, você não vai dar alimentos que você mesmo consome. Nesse caso, você deve investir em alimentos ricos em nutrientes e vitaminas, como, por exemplo: carne, vísceras, ovo, legumes, a depender da indicação do veterinário. 

Alimente seu pet em diferentes horários

Os animais, assim como nós, precisam ser alimentados em diferentes intervalos de tempo. No entanto, entenda que: alimentá-lo em horários diferentes e permitir que ele belisque ao longo do dia, são coisas diferentes.


Isso porque, a alimentação em diferentes horários diz respeito a alimentos ainda saudáveis, como os de uma refeição principal, no entanto, no horário e na quantidade indicada pelo veterinário, por exemplo. Entretanto, isso não quer dizer que você deixará de dar petiscos ao seu animal, porém, entenda o horário certo e a quantidade certa.

Esteja atento aos comportamentos durante a refeição

Estar atento ao comportamento durante as refeições também é uma dica interessante para melhorar a alimentação do seu pet, afinal, caso algum comportamento esteja estranho, você poderá corrigi-lo. Nesse caso, é interessante, também, que você faça anotações sobre o comportamento, para depois passar ao veterinário.


Além do comportamento, é interessante prestar atenção na personalidade do animal. Isso porque, alguns pets gostam de companhia durante as refeições, o que significa que se ninguém estiver por perto, ele não irá se alimentar.

Não coloque comida em excesso

Mais uma dica para melhorar a alimentação do pet é não colocar comida em excesso, isso porque, muitas vezes, o animal vai entender que ele precisa comer tudo que está no pote. Nesse caso, a melhor dica é que, antes de tudo, você consulte um veterinário, o qual poderá montar uma dieta balanceada para seu animal, com a quantidade exata de alimentos que ele precisa ingerir. 

Não deixe o pet ter acesso a sua comida

Não deixar o pet ter acesso a sua comida também é uma dica para que a refeição melhore. Nesse caso, evite ficar dando pedaços da sua comida, até porque, além de fazer com que seu pet consuma alimentos desnecessários, você fará com que ele fique mais propenso a desenvolver algum tipo de intolerância a determinados alimentos. 


Sendo assim, procure sempre investir em alimentos adequados, conforme recomendação de um veterinário, seguindo as necessidades nutricionais do seu pet. Além disso, existem diferentes lojas especializadas em rações e em suplementos, minerais e um dos suplementos mais importantes é o Ômega 3 na dieta canina eles são de extrema importância para todos os animais. 

Outros cuidados com os animais de estimação

Além dos cuidados no momento da alimentação, diversos outros cuidados devem ser levados em consideração, inclusive os cuidados após a refeição, já que é um momento onde o animal estará mais sensível, e antes de mais nada, precisará de tempo para que a digestão seja feita.


Pensando nisso, o indicado é que, após a refeição, o cachorro não pratique nenhum tipo de atividade. De forma mais resumida, isso quer dizer que, após a refeição, você precisa deixar o cachorro se sentir à vontade, evitando fazer caminhadas, por exemplo.

Cuidados relacionados à higiene

O cuidado em relação à higiene é outra questão que acaba sendo deixada de lado por diversos pais de pet. Nesse caso, vale destacar que, além das necessidades de banho e tosa, o animal também depende de higiene bucal, ou seja, precisa sempre estar em dia com a escovação dos dentes.


Apesar de ser uma tarefa considerada difícil, ela deve ser executada, e caso prefira, você pode solicitar que o petshop faça essa higienização no momento do banho. Assim, você irá evitar que seu animal desenvolva algum tipo de doença bucal, como, por exemplo, tártaro. 


Por fim, para manter a saúde do seu animal e fazer com que o momento da refeição seja prazeroso, considere algumas das dicas mencionadas acima.


GeraLinks - Agregador de links