O uso dos celulares, assim como de qualquer outro produto, não traz apenas

benefícios para a vida das pessoas. Em alguns casos, o abuso do celular pode gerar transtornos e sérias dificuldades pessoais e sociais.

 

Isso faz com que uma tecnologia facilitadora acabe se tornando algo maléfico para as

pessoas, o que acaba acarretando diversos problemas que podem ter reflexos durante toda a vida.

 

Entre os problemas recorrentes que o uso do celular em excesso causa, podemos destacar:


  • Problemas psicológicos;
  • Complicações oculares;
  • Distúrbios do sono;
  • Alterações estéticas;
  • Problemas de postura.

Em alguns casos como tendinite e outras lesões corporais, pode ser que a pessoa tenha até mesmo que realizar fisioterapia no ombro para tentar reverter o problema.

 

O uso do celular para acessar a internet cresceu no Brasil, pois os aparelhos são o principal

meio de acesso à rede no país. 


O aparelho se tornou presente em praticamente todos os momentos, fazendo com que as pessoas se tornassem totalmente dependentes das suas funcionalidades e aplicativos.

 

Através dele é possível realizar várias tarefas, como a tradução de sites, uso das redes sociais, jogar online e diversas outras funções que o aparelho carrega consigo, gerando a dependência e necessidade do seu uso.

 

Segundo as informações coletadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2018, três em cada quatro brasileiros tinham acesso à internet e, entre eles, o celular era o equipamento mais usado. 


Esse é um número considerável, pois levando em conta as informações coletadas, é possível identificar os sinais de dependência causados pelo aparelho celular.

 

Por isso, é necessário que se tenha atenção quando surgirem os reflexos que esta dependência ao aparelho está trazendo para a vida das pessoas, fazendo com que diversos

problemas possam surgir.

 

Entre 2017 e 2018, o percentual de pessoas de 10 anos ou mais que acessaram a internet

pelo celular passou de 97% para 98,1%. O aparelho é usado tanto na área rural,

por 97,9% daqueles que acessam a internet, quanto nas cidades, por 98,1% das pessoas.


Os celulares são utilizados, inclusive, para realizar pesquisas de produtos ou serviços, como a calibração de equipamentos médicos, produtos de beleza e até mesmo serviços de entrega de comida.


Além disso, o uso excessivo do telefone celular também já foi relacionado a problemas com álcool, notas baixas, ansiedade e depressão.

 

Gerando uma série de malefícios através do uso excessivo do aparelho eletrônico, gerando

uma dependência totalmente prejudicial que acarreta problemas que tornam as

pessoas reféns do que estão passando. 

Uso excessivo dos celulares 

A maioria das pessoas não percebe a quantidade de equipamentos que usa, ou quando se dá conta, já está nos estágios finais do vício. 


Embora possa parecer inofensivo, objetos que fazem parte da vida brasileira podem causar algumas complicações de imediato ou a longo prazo, o que pode ocasionar uma série de problemas, gerando complicações e vícios que só são notados após uma série de fatores já terem acontecido. 

A seguir, confira os 5 problemas mais recorrentes causados pelo uso excessivo do celular.

Problemas psicológicos

Algumas pessoas param de viver a realidade e se apegam ao mundo virtual para fugir dos problemas e estresses do dia a dia. Eles passam a ser reféns de tudo relacionado ao mundo digital e suas interações dentro dele, como curtidas e comentários.

 

Essa fuga do sentimento e da solidão pode levar à dependência, depressão e ansiedade,

fazendo com que esses problemas ganhem cada vez mais espaço, principalmente

pela busca constante pela aceitação. 

Insônia

Ficar exposto às luzes e aos sons do seu telefone alguns minutos antes de dormir ou enquanto você dorme podem colocar seu corpo em estado de alerta. 


Essa interação não permite que o usuário se desligue completamente, ficando com os sentidos em alerta, o que acaba  interferindo em uma boa noite de sono e descanso.

 

Uma noite de sono ruim também pode interferir nas atividades durante o  dia, devido a

falta de descanso e das horas de sono necessárias, fazendo com que se tenha esta indisposição durante vários momentos do dia.

 

Esse tipo de situação pode acabar ocasionando problemas de segurança biológica, fazendo com que esta indisposição acabe gerando doenças, enfraquecendo o sistema imunológico da pessoa.

Estética

Além dos problemas psicológicos, o uso prolongado do celular também pode trazer algumas alterações físicas, isso porque manter o pescoço inclinado para frente e para baixo pode

alterar os contornos do rosto e causar perda de elasticidade.

 

Esse tipo de alteração aumenta a probabilidade de desenvolver rugas e queixo duplo, alteração que muitas vezes só são percebidas depois de já estarem em um estado avançado.

 

Diante disso, o processo para melhora dessa condição pode se estender, requerendo uma atenção maior e o acompanhamento de profissionais para reverter a situação.

Problemas Oculares

Os telefones celulares podem causar problemas de visão devido às letras pequenas e

ao uso do aparelho no escuro, que muitas vezes resulta na necessidade de óculos.


Outro problema que pode ocorrer é devido ao acesso de luz e foco do aparelho que fica muito perto do rosto, o que pode levar à secura e inflamação dos olhos.

 

Esse tipo de situação acaba deixando os olhos cansados, gerando cada vez mais riscos diante de todo o cenário apresentado, além de aumentar o desconforto e problemas frequentes relacionados à visão.


Para evitar o agravamento desse quadro, busque diminuir o tempo de tela e se atentar aos sinais que seu corpo dá. Se precisar, utilize um aparelho para medir pressao manual e monitore os sinais para evitar uma situação de risco. 

Problemas de postura 

Quando usamos nossos telefones, temos o hábito de inclinar o pescoço para a frente e não prestar atenção à nossa postura, o que gera  desconforto e uma postura ruim, hábitos que geram reflexos negativos para o futuro.

 

Ficar muito tempo parado com uma postura errada pode levar a dores no pescoço, nos ombros e até mesmo a dores de cabeça. 


Em casos mais graves, esse tipo de postura pode levar a problemas mais sérios, como uma

condição chamada neuralgia, caracterizada por causar dores nos nervos.

 

Por isso, estudo uma possibilidade de desenho e melhoria de processos para que esses problemas possam ser resolvidos, além de procurar um profissional qualificado para realizar o acompanhamento e tratamento da maneira correta diante deste malefício.

Como diminuir o uso excessivo do celular 

Estabelecer limites, identificar gatilhos e motivações é um dos segredos dos especialistas

para tirar os olhos da tela, fazendo com que o foco não seja totalmente no aparelho eletrônico, desviando um pouco da atenção para outros objetivos e metas.


É preciso estabelecer uma rotina com atividades e tarefas, dividindo o seu tempo e fazendo com que o uso de telas seja o menos possível.

 

Ignorar qualquer uma dessas possíveis consequências negativas ou alertas sobre os riscos de pessoas próximas a você sobre o uso excessivo do telefone também é indicativo de um

problema.

 

Abaixo será mostrado algumas dicas para que se tenha controle durante o uso dos celulares, não gerando essa dependência e vício no aparelho.

 

Motivação 

Você provavelmente não quer reduzir o uso do telefone porque ele oferece melhores

distrações do que outras atividades. 


Então planeje uma forma para que se faça o que é necessário diante das situações, trazendo as atividades do dia de uma forma mais atrativa.  

Anote o tempo 

Também é importante saber quanto tempo você passa no telefone. Controle isso gravando manualmente ou usando o cronômetro do próprio dispositivo. Estabelecendo limites e metas a serem alcançadas através destas anotações, é possível ter um controle diante disso.

Estabelecer Limites 

Pense principalmente nas fraquezas e nos pontos positivos que os celulares podem proporcionar, após ter ideia de todos os pontos e realmente entender o seu uso, filtre e estabeleça limites, conseguindo realmente utilizar para o benefício.

 

Utilize seu tempo de tela também para fazer trabalhos escolares, pesquisas e cursos, acumulando conhecimentos diversos que são benéficos para o desenvolvimento e conhecimento, como pesquisas sobre cama hospitalar manual ou outros produtos. 

Desativar as notificações

Os sons que as notificações das redes sociais despertam atrai toda atenção e curiosidade para que o uso do celular aconteça, um dos principais meios para a diminuição disso é desativar as notificações para que realmente se corte esta curiosidade pela raiz.

Horários para o uso do celular

Estabeleça os horários para que o uso do celular de forma despretensiosa aconteça, tendo um controle maior e fazendo com que realmente não se torne refém do aparelho eletrônico.

Estabelecendo estes horários para todas as finalidades em que utiliza o aparelho, como para pesquisas sobre suplemento mineral, uso das redes sociais e de vídeos para diversão.

Portanto, tenha atenção, estabeleça limites e horários para que o uso aconteça, e não vire refém do seu aparelho celular, somente o usando para benefícios, melhores experiências e bons momentos com as coisas que mais gosta. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.
Postagem Anterior Próxima Postagem
Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!


Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!

Compartilhe nas redes sociais: Apoie ou retribua.

Todos os nossos artigos são exclusivos. A reprodução total ou parcial é proibida.

Apoie ou retribua.