12.12.20

Jogando Raystorm Taito Arcade - Emulador Multjogos

Saudações Amados do Seja Hoje Diferente!

Tudo bem com você? 

Espero que sim e que Seja Cada Dia Melhor afinal que Seja Hoje Diferente em tudo de Bom para nossas Vidas!

Amados olha só que maravilha, nesta sexta feira, 11 de dezembro de 2020 - Eu, Alessandro Turci, tirei uma hora para nostalgiar com o jogo Raystorm na qual fazia um bom tempo que não jogava.

Após vários "Continue" graças a opção de crédito no emulador (Vida Infinitas) consegui concluir o jogo e pelo tempo da ação constatei que embora tenha abusado dos "Continue" até que não estou tão ruim como imaginei.

Quero lembrar a todos os amigos  e visitantes do Seja Hoje Diferente, que não sou um "Gamer" raramente jogo video game devido ao tempo que é curto e, quando estou a jogar são sempre clássicos antigos variados de 8 Bits a 64 Bits e, quem sabe em breve mostra mais um pouco dos jogos que gosto aqui no Blog Seja Hoje Diferente com apoio de vídeos hospedados no Canal Família SHD.

Confira abaixo o sufoco que passei:


RayStorm é um atirador de rolagem desenvolvido pela Taito Corporation. Originalmente lançado no Japão como um jogo de arcade em 1996, ele foi posteriormente transportado para o console de jogos PlayStation da Sony em 1997, para o Sega Saturn (sob o nome de Layer Section II) no mesmo ano e para computadores pessoais baseados em Windows em 2001 Na América do Norte, foi lançado para PlayStation pela Working Designs em junho de 1997. A versão para PlayStation também foi lançada na Europa pela SCE Europe. Foi relançado em 2010 com gráficos aprimorados, como RayStorm HD, para o Xbox 360.

O jogo se passa centenas de anos no futuro. Os jogadores devem pilotar sua espaçonave "R-Gray" por oito estágios de rolagem vertical e derrubar naves e veículos inimigos para evitar que as forças da Federação Secilia, um grupo rebelde de colônias, destruam a Terra. As versões de arcade permitem que cada jogador escolha uma das duas naves; as portas domésticas incluem navios e recursos adicionais.

RayStorm é um dos três jogos "Ray", todos com jogabilidade semelhante, lançados pela Taito. RayForce foi lançado antes de RayStorm, e a prequela de RayForce, RayCrisis, foi lançada após as outras. O enredo de RayStorm, que é minimamente revelado no próprio jogo, mas descrito posteriormente no manual de instruções do jogo e no "Modo Extra" nos lançamentos caseiros, não está conectado ao enredo "Con-Humano" dos outros dois jogos

RayStorm consiste em oito estágios ocorrendo entre 4 de agosto e 7 de agosto de 2219 DC; os três primeiros estágios acontecem na Terra, os três últimos no planeta ficcional Secilia, e dois entre eles nas órbitas da Terra e Secilia, respectivamente. Enquanto os jogadores do RayForce devem ir em direção à Terra para destruí-la, os jogadores do RayStorm começam e se afastam do planeta. O enredo do jogo é minimamente exposto durante o jogo, com apenas datas e nomes de lugares dados no início de cada uma das primeiras sete fases. Um "Modo Extra" incluído nas versões caseiras do jogo exibe mapas antes dos primeiros sete estágios e um rastreamento final após a conclusão do jogo, que ilustram ainda mais o enredo; o mapa do quinto estágio, por exemplo, mostra que uma "catapulta gravitacional" na Lua é usada para viajar da órbita da Terra à órbita de Secilia.

O manual do jogo para o lançamento do RayStorm na América do Norte descreve o enredo ainda mais, descrevendo um futuro onde as viagens espaciais existiram desde 2119. Os humanos exploraram o espaço e, em 100 anos, a Terra estabeleceu uma Federação Estelar de vinte colônias estendendo-se até Orion, com cada colônia mantida sob a lei marcial. As colônias então se amotinaram contra a Federação: eles assumiram o controle da grande colônia Secilia, formaram a Federação Secilia e derrotaram as forças da Terra após muitas batalhas. Após a rendição da Terra, todos os seus habitantes foram transferidos para as colônias. A Federação Secilia suprimiu a oposição colonial e enviou uma força para destruir completamente o planeta. No entanto, a essa altura, o R-Gray, uma nave feita com peças recuperadas de 13 naves Secilia diferentes, é concluída e implantada para realizar "OPERATION RAYSTORM", uma tentativa desesperada de defender a Terra da Federação. O RayStorm é um jogo de tiro . O jogador vê sua nave de uma perspectiva distante enquanto atira em inimigos nos estágios de rolagem vertical do jogo. No início do jogo, o jogador deve escolher um dos dois navios; um terceiro navio secreto está disponível em versões portadas.

O jogador usa uma arma a laser semelhante à vulcan como sua ofensa primária e uma arma de míssil que pode travar em vários alvos e ganhar um multiplicador de combo, acumulando em um total de pontos. Além disso, cada navio possui duas manobras especiais. O Ataque Especial é iniciado quando o jogador preenche uma barra ao máximo, envolvendo-se em vários bloqueios. Quando cheio, o jogador pode desencadear um ataque massivo em toda a tela com um breve período de invencibilidade depois. O segundo, o Hyper Laser Assault, executa um ataque especial exclusivo para cada nave e é executado definindo todos os ataques lock-on disponíveis em um único alvo e disparando.

Antes de sair, que tal da uma olhada no artigo da primeira live da minha filha Mylena Turci no facebook com jogos do Sonic, confira clicando aqui.

Receba em Primeira Mão as Notícias do SHD


GeraLinks - Agregador de links