Blog Diferente Para Ser Diferente
Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).

Item pede cuidados específicos que são essenciais para garantir sua máxima eficácia.

Ainda não sabemos quando a pandemia vai passar. Enquanto isso, a recomendação das autoridades de saúde é que todos usem máscaras sempre que precisarem sair de casa.

Segundo os especialistas, esse item de proteção diária funciona como uma barreira física, nos protegendo dos vírus, que ficam em gotículas suspensas no ar e nos contaminam quando entramos em contato direto com pessoas que possam estar infectadas. Se o outro também está de máscara, a barreira é dupla e bastante eficaz.

Desde o início da pandemia, a orientação é deixar as máscaras hospitalares descartáveis para os profissionais de saúde, para que eles não fiquem desabastecidos.

Para o restante da população, a orientação é usar máscaras caseiras, que podem ser reutilizadas. Se usadas do jeito certo, elas são seguras e mais sustentáveis, pois não precisamos jogá-las no lixo diariamente.

No entanto, será que você está utilizando suas máscaras corretamente? Para ter certeza, preste atenção nas orientações abaixo.

     Sempre verifique se o tecido está em boas condições;

     Cubra totalmente o nariz e a boca;

     Não toque no tecido. Use o elástico ou as fitas de amarrar para tirá-la e colocá-la;

     Não compartilhe a sua máscara, nem mesmo com as pessoas que moram com você. Ela é um item de uso individual;

     Troque a máscara a cada três horas, no máximo. Ela pode ficar molhada com a sua saliva, principalmente, se você estiver falando, e perder a eficácia,

     Não deixe a máscara pendurada no pescoço ou no queixo, o que pode facilitar o contato do tecido com o vírus.

Além de seguir essas recomendações, é essencial tomar alguns cuidados na hora higienizar e armazenar as máscaras. Quer saber quais cautelas são essas? Acompanhe as dicas a seguir.

Higienize sempre

Mesmo que você só tenha saído por alguns minutos, esse item precisa ser higienizado todas as vezes. Afinal, não é o tempo que define se o tecido entrou ou não em contato com o vírus. A intenção é, justamente, prevenir-se.

Coloque de molho

Pode parecer trabalhoso fazer isto todas as vezes, mas o jeito certo de lavar a máscara é colocando-a de molho em uma solução de água e sabão por cerca de 30 minutos. Não use água quente, já que ela pode danificar o tecido. A medida para essa mistura deve ser de, aproximadamente, duas colheres de sopa de água sanitária para cada litro de água.

Enxágue bem

Após o molho, é só esfregar e enxaguar bem, de preferência, em água corrente. Esse passo é importante para eliminar todas as toxinas da água sanitária. A máscara também pode ser lavada na máquina, junto às roupas usadas para sair de casa. Nesse caso, preste atenção ao molho e escolha a opção de duplo enxágue.

Evite torcer o tecido

Se possível, evite torcer a máscara, para não danificar o tecido. Depois, coloque-a para secar normalmente, de preferência, ao Sol ou em um local arejado.

Passe com ferro quente

Depois de seca, o ideal é passar a máscara com ferro quente. Este passo é importante porque o calor mata bactérias e fungos que, eventualmente, não tenham sido eliminados nos processos anteriores.

Guarde em um saco ou envelope

Não é frescura: armazenar a máscara em uma embalagem individual é um cuidado importante para garantir que ela não entre em contato com o vírus antes mesmo de ser usada.

Para isso, você pode usar um saquinho de plástico, devidamente higienizado. No entanto, se possível, opte por um envelope de papel, porque o vírus sobrevive menos tempo neste tipo de superfície.

Estas mesmas embalagens podem ser utilizadas para guardar a máscara na bolsa, caso precise trocá-la durante o tempo de permanência na rua. Contudo, nesse caso, elas precisam ser substituídas todos os dias.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!