Blog Diferente Para Ser Diferente
Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).



Cuidados devem ser intensificados no inverno e períodos de ar seco

Não é segredo que, além de ser uma necessidade, a limpeza completa dos ambientes evita as chances de disseminação de doenças, principalmente, nos locais mais fechados. 

No inverno, em que portas e janelas ficam mais fechadas para evitar a entrada do frio, a atenção tem de ser redobrada, pois, o acúmulo de bactérias e vírus que causam males respiratórios acaba sendo maior. Isso ainda é agravado pela aglomeração de pessoas, que acabam transmitindo esses agentes entre si com mais facilidade. 

Além de manter uma alimentação saudável, lavar bem as mãos e dar preferência aos ambientes ventilados, saber como higienizar cômodos pode ajudar a diminuir as chances de pegar um resfriado ou algo mais grave. Confira algumas dicas a seguir.

Escritórios e ambientes de trabalho

Um dos ambientes com maior circulação de pessoas é exatamente o do trabalho. Salas com ar-condicionado, elevadores, carpetes e mesas compartilhadas são alguns dos fatores ideais para a proliferação de doenças respiratórias. 

Em geral, esses espaços acabam recebendo limpeza diária — a maioria deles, mais de uma vez por dia — mas é bom ficar de olho e garantir a higienização por si mesmo. 

Mesas
Como acabam sendo compartilhadas por diferentes pessoas, o ideal é que sejam limpas com álcool em gel ou algum tipo de desinfetante após o uso. O mesmo vale para apoios de braço das cadeiras. 

Carpetes
Ambientes favoritos de ácaros, que entram nas vias respiratórias, causando irritações e alergias, como a rinite, os carpetes devem ser aspirados constantemente e, se possível, lavados com produtos específicos. 

Ar-condicionado
Embora circule o ar de alguma forma, é necessário que os filtros sejam limpos com frequência, assim como a manutenção regular, garantindo o tratamento adequado do ar dentro dos ambientes fechados. 

Ambiente interno

Cada pessoa tem a sua rotina de limpeza: uns mais rígidos, outros menos. Além da vassoura e do pano úmido, é necessário ficar atento aos objetos que são uma verdadeira colônia de férias para bactérias, vírus e agentes causadores de alergias respiratórias.

Cama e sofá
Dois dos lugares da casa que mais entram em contato com o nosso corpo, as camas e os sofás podem ser um risco se não forem higienizados corretamente. A melhor opção é evitar a umidade nos tecidos, trocar a roupa de cama a cada três ou sete dias, alterar a capa de almofadas e aspirar as partes internas dos sofás. 

Ambiente externo

Normalmente, os ambientes externos, como quintais e varandas, acabam recebendo mais ventilação e luz solar, oferecendo menos riscos à saúde. Porém, é válido ressaltar que lavar o chão e colocar um pano úmido para limpar os pés antes de entrar em casa pode ser uma prevenção a mais. 

Transporte público

Obviamente, ônibus, trens e metrôs recebem higienização constante, exatamente por concentrarem uma circulação excessiva de pessoas. Você não vai sair varrendo o piso do veículo, mas pode carregar um vidrinho de álcool em gel e passar no assento antes de se acomodar. 

A dica também vale para os corrimões e as alças de segurança, em que passam milhares de mãos todos os dias. 

Objetos de uso constante 

Além de cuidar dos ambientes, é recomendado pensar na higienização dos objetos dentro desses locais, que, na maioria das vezes, não recebem uma limpeza mais completa. 

Utensílios
Copos, pratos e talheres devem ser lavados após o uso e, de preferência, usados individualmente.

Eletrônicos
Em contato direto com nossas mãos o tempo todo, celulares, teclados, controles remotos, fones de ouvido, cartões, chaves e embalagens devem ser limpos constantemente. Hoje em dia, é bem fácil achar produtos baratos em spray, que cabem na bolsa e podem ficar ao alcance das mãos. 

Roupas
Lave roupas guardadas há muito tempo antes de usá-las. Após a utilização, evite devolvê-las sujas ao armário. Tecidos mais grossos podem ficar respirando no varal, do lado de fora, e as solas dos sapatos podem ser limpas com um pano umedecido com água e desinfetante. 

Além de manter o seu ambiente limpo, é importante que as pessoas ao redor colaborem com as medidas de higiene, podendo ir além do uso de máscaras, higienizadores de mãos em diferentes pontos do local, e claro, evitando contato direto quando infectadas.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Este blog tem o apoio da B.Lux Tomadas e Interruptores:
Leia abaixo mais um artigo especial para Você!
Seja Um Apoiador do SHD - Nos Ajude a Ajudar
Seja Um Apoiador do Blog SHD Brasil