Blog Diferente Para Ser Diferente
Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).

Os hábitos alimentares que cultivamos hoje são os responsáveis pela nossa saúde e qualidade de vida de amanhã. Por mais que agora não sentimos seus maus reflexos, uma alimentação ruim vai mostrar seus resultados no longo prazo.
Nosso corpo é como uma máquina que precisa de uma boa manutenção para funcionar, e esse cuidado não envolve apenas exercícios físicos ou cuidados com a aparência, mas um processo que começa de dentro para fora.
Por isso, neste artigo, vamos falar sobre como é fundamental adquirir bons hábitos alimentares e apresentar algumas dicas para melhorá-los. Acompanhe!

Importância de bons hábitos alimentares

Sabemos que é muito difícil mudar os hábitos alimentares que temos há muito tempo e que cultivamos automaticamente, como substituir um lanche saudável à tarde por biscoitos ou qualquer outra opção rápida.
Só que, apesar de prática, com o passar do tempo, essa alimentação começa a pesar no organismo de diferentes formas.
Uma alimentação saudável, como as que são indicadas por um consultório médico particular, são importantes porque previnem o surgimento de doenças crônicas e melhoram a qualidade de vida.
Quando não ingerimos todos os nutrientes que precisamos, nosso organismo enfraquece e abre espaço para o surgimento de problemas e doenças graves, tais como:
Obesidade;
Câncer;
Problemas cardíacos;
Diabetes.
Uma dieta balanceada vai fornecer energia para que possamos realizar as atividades do dia a dia, bem como para que tenhamos força e disposição. 
Além disso, ela será capaz de reforçar o funcionamento de órgãos vitais para o bom funcionamento do corpo humano.
Dentre os alimentos que mais comprometem o organismo estão os ricos em gordura, podemos citar:
Carnes vermelhas;
Frituras;
Maionese;
Leite integral e seus derivados;
Bacon e presunto;
Salsichas, linguiças e mortadela;
Entre outros.
Todos esses tipos de comida devem ser excluídos ou consumidos com muita moderação, em um processo de reeducação alimentar, conforme explicaremos a seguir.

Dicas para melhorar a alimentação

Apesar de parecer difícil, com medidas simples é possível acompanhar as orientações de um nutricionista esportivo, tais como:

1.    Adaptar o paladar a menos açúcar e sal

Para isso, é recomendado reduzir progressivamente a quantidade desses componentes nos alimentos. 
O sal em excesso causa a hipertensão, uma doença que aumenta os riscos de problemas cardiovasculares.
Já o açúcar em excesso pode ser encontrado em alimentos industrializados, como os refrigerantes, colaborando para o surgimento de doenças como a diabetes. 
Uma boa dica é usar mel ou stévia no lugar do açúcar refinado.

2.    Diminuir o consumo de alimentos industrializados

O ideal é não tê-los em casa, como sorvetes, salgadinhos, queijos amarelos, leite integral e biscoitos, pois eles aumentam o risco de problemas cardiovasculares e até derrames.
Portanto, para diminuir progressivamente seu consumo, evite comprá-los e substituí-los por alimentos mais naturais. Uma dica é fazer chips de batata doce e até lasanha de berinjela.

3.    Consumir mais frutas

As frutas são ricas em vitaminas e minerais para o nosso organismo, são ótimas substitutas dos doces, têm baixa caloria e podem ser consumidas de várias maneiras. 

4.    Beber bastante água

Alguns procedimentos estéticos como limpeza de pele profunda são importantes, mas eles precisam da ajuda de hábitos cultivados no dia a dia. 
Um deles é o consumo de, pelos menos, 2 litros de água por dia, afinal, ela é importante para manter a temperatura corporal, prevenir a formação de cálculos renais (pedras nos rins) e evitar a constipação intestinal.
Além disso, é essencial para aumentar a sensação de saciedade e até mesmo para hidratar a pele.

5.    Fazer 5 refeições por dia

Essa quantidade de refeições diárias ajuda a diminuir a quantidade de alimentos que comemos cada vez que nos alimentamos, além de manter o metabolismo ativo e gastar mais calorias.
As mais importantes são o café da manhã, o lanche da manhã, o almoço, o lanche da tarde e o jantar. 
O ideal para os lanches são as frutas, e nas refeições principais é fundamental o consumo de verduras e legumes, e carnes magras como frango ou peixe.
É recomendável não pular as refeições, por isso, use o despertador do celular para se organizar quanto aos horários de se alimentar.

Conclusão

Todas essas dicas podem ser ainda mais fáceis se você procurar a ajuda de um nutricionista ou endocrinologista emagrecer.
Esses profissionais são importantes durante esse processo de reeducação alimentar, porque eles podem elaborar uma dieta de acordo com a sua idade, peso e histórico de saúde, melhorando a qualidade de vida e atingindo os objetivos de um jeito mais fácil.
Mesmo que você não precise emagrecer e esteja se sentindo saudável, cuidar da saúde adquirindo bons hábitos alimentares é um processo que deve ser adotado para uma boa qualidade de vida.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!