Blog Diferente Para Ser Diferente
Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).


A terapia on-line pode ser muito benéfica para algumas pessoas, mas outras não sentirão melhora.

A terapia sempre foi necessária para tratar problemas emocionais e psicológicos. Com a pandemia do coronavírus, essa realidade tem feito parte da vida da maioria das pessoas no mundo todo. Afinal, estar dentro de casa por dias, ler e ouvir notícias preocupantes diariamente, além da incerteza quanto aos próximos meses, pode fazer qualquer um precisar de ajuda.

Para isso, não é necessário sair de casa. Assim como a maioria dos profissionais está trabalhando remotamente, alguns psicólogos e psiquiatras também aderiram ao home office. No entanto, é preciso descobrir os prós e os contras da consulta virtual e para saber se ela funciona para você.

Prós da terapia virtual

A terapia virtual tem lados positivos e negativos. Dependendo de sua condição, ela pode ser benéfica ou não resolver muito. Nesse caso, é válido reconhecer suas características para saber se você conseguiria se sentir bem conversando com um terapeuta à distância.

Em comparação à terapia presencial, o atendimento virtual pode ser uma boa ideia para os tímidos, já que não há contato direto com o especialista. Além disso, alguns terapeutas anunciam preços menores do que os oferecidos presencialmente. Portanto, também é uma ótima ideia para quem quer economizar.

A comunicação on-line é muito confortável para muitas pessoas, especialmente, os mais jovens ou aqueles que usam a tecnologia com frequência. Mais pacientes estão usando a internet para se comunicar, e pode ser confortável, ou mais fácil, conversar à distância, sobretudo, ao revelar informações pessoais ou privadas. 

Aliás, pessoas que moram distantes precisam se locomover por um bom tempo para chegar ao consultório. Sem contar os pacientes com mobilidade reduzida que possuem ainda mais dificuldade de locomoção. Nesses casos, a terapia virtual é uma ótima oportunidade.

Contras da terapia virtual

Alguns sites anunciam que oferecem terapia, mas essas alegações podem ser enganosas ou falsas. Por exemplo, as pessoas por trás dos aplicativos podem não estar licenciadas ou qualificadas para fornecer atendimentos adequados. Por esse motivo, é importante pesquisar sobre a formação do terapeuta. 

Além disso, é fundamental observar se o site é seguro para não correr o risco de ter uma consulta vazada na web, por exemplo. Nesse caso, fique atento aos mínimos detalhes.

Devido à distância, é difícil responder o paciente rapidamente quando ocorre uma crise. Se um cliente está tendo pensamentos suicidas ou sofreu uma tragédia pessoal, pode ser difícil, ou até impossível, para o terapeuta prestar assistência direta.

Aliás, os terapeutas virtuais não conseguem ver expressões faciais, sinais vocais ou linguagem corporal. Esses indicativos costumam ser bastante reveladores e dão ao profissional uma imagem mais clara dos sentimentos, pensamentos, humor e comportamento do paciente.

Tipos de terapia

Existem diversos tipos de terapia, incluindo aqueles que são mais eficazes entre familiares, grupos de pessoas ou individuais. É possível saber qual é a melhor opção conversando com seu médico ou ouvindo amigos que fazem diferentes tipos de tratamento.

Entre eles, é possível fazer a terapia cognitivo-comportamental. Esta tem dois aspectos principais: a parte cognitiva, que trabalha para desenvolver crenças úteis sobre sua vida, e o lado comportamental, que ajuda você a aprender a tomar ações mais saudáveis. 

Por isso, a terapia cognitivo-comportamental, geralmente, funciona bem para depressão, ansiedade e transtorno bipolar. Contudo, também pode ser usada para outras várias condições.

Já a terapia familiar ajuda os membros de uma família a se comunicarem, lidar com conflitos e resolver melhor os problemas. Formas desse tipo são frequentemente usadas para tratar distúrbios alimentares e transtorno bipolar.

No caso da terapia psicodinâmica, ela tem a função de ajudar as pessoas a compreenderem melhor suas emoções e motivações inconscientes, que podem afetar pensamentos e ações.

Além dos diferentes tipos de terapia, cada profissional possui diversos treinamentos e especializações. Por exemplo, um psiquiatra é formado em Psicologia, mas também possui diploma em Medicina e pode prescrever medicamentos. Outros terapeutas podem ser treinados para lidar com problemas de uso de substâncias, por exemplo.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!