Blog Diferente Para Ser Diferente
Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).


Maior rapidez e praticidade são algumas vantagens oferecidas pelos cafés em cápsulas

No século XIX, o Brasil consagrou-se como um dos maiores produtores mundiais de café. Com as duas Revoluções Industriais que tomavam a Europa Ocidental há quase um século, tomar uma caneca de café tornou-se item obrigatório na alimentação dos trabalhadores fabris a fim de aguentar longas jornadas de trabalho — que poderiam chegar a ter 16 horas de duração.

Até os dias de hoje, o Brasil é mundialmente conhecido pela grande produção e exportação de café, disputando o posto de país com o produto mais gostoso do mundo com a Colômbia. Do século XIX até agora, as técnicas de produção e preparação desta bebida passaram por transformações. 

A industrialização produziu máquinas, em tese, capazes de preparar cafés igualmente deliciosos, com maior praticidade e rapidez que os que se aventuravam a coar a bebida em filtros de tecido, como as avós. 

Se você é daqueles que não conseguem sair de casa sem antes ingerir a bebida, confira as diferenças entre o café coado e aquele de cápsula para decidir qual deles vai te ajudar a começar bem o dia.

Praticidade e outras vantagens da cápsula

Os cafés de cápsula são preparados com muito mais rapidez do que aqueles coados em filtros de papel ou de tecido. Dentro da cápsula, o café já se encontra moído, torrado e envolvido por um filtro. Esse filtro garantirá que a agulha da máquina de café fure a embalagem sem trazer partículas de pó para a bebida.

Tampouco a agulha será “contaminada” com o gosto do café escolhido, o que traz a vantagem de não misturar diferentes sabores da bebida. Logo após ligar a máquina, deve-se colocar a cápsula dentro do aparelho e, então, escolher se a água a ser utilizada será quente ou fria. Por fim, deve-se optar pela quantidade de água a ser usada.

Em poucos minutos, o café estará pronto. Uma vantagem do café em cápsula é a diversidade de sabores existentes — desde cappuccino até expresso e aqueles com gosto mais achocolatado.

Custos e impacto ambiental

Embora seja mais rápido e prático de fazer, o café de cápsula ainda possui um valor pouco acessível, em comparação ao coado. Cada cápsula custa, pelo menos, R$ 2,50, além dos custos para comprar a máquina.

Outro fator a ser considerado é o impacto ambiental provocado pelo café em cápsulas. Calcula-se que, em um ano, sejam geradas sete mil toneladas de lixo no mundo. O descarte correto desse material e sua posterior transformação em potinhos de sementes ainda não é suficiente para reduzir o impacto ambiental de modo significativo.

Há pessoas investindo para que se produza cápsulas descartáveis. Contudo, isso tem a desvantagem de reduzir a praticidade desse café e aumentar o tempo total para produzi-lo.

Benefícios do café

A bebida é famosa por sua capacidade de nos fazer despertar e auxiliar a fixar nossa atenção. Entretanto, outra função conhecida mais por quem desenvolve hortas orgânicas é a sua importância enquanto adubo.

O café também tem essa função devido à sua quantidade abundante de nitrogênio — elemento utilizado pelas plantas e por inúmeros outros seres vivos para a produção e uso de carboidratos. É essencial para reações enzimáticas nos vegetais e integram vitaminas e moléculas de clorofila — importantes para a realização da fotossíntese.

Especialistas sugerem usá-lo com parcimônia, misturando-o em uma composteira, a fim de evitar a criação de uma camada superficial de café sobre a planta, o que impede a circulação de ar sobre a terra e uma boa absorção de água, além de bloquear a germinação de sementes.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!