Blog Diferente Para Ser Diferente
Blog Diferente Para Ser Diferente, Vem Com a Gente!

Infecções urinárias em crianças
Imagem Divulgação Reprodução Internet

Saudações Amados do Seja Hoje Diferente.

As infecções urinárias em crianças são bastante comuns. Este tipo de infecção se produz quando algumas bactérias conseguem entrar na bexiga e nos rins. Assim, é necessário consultar o médico para iniciar um tratamento o quanto antes.

Neste artigo, vamos explicar o que são as infecções urinárias e qual é o seu tratamento.

As infecções do trato urinário
As infecções do trato urinário (ITU) se definem como a presença ou proliferação de micro-organismos nos órgãos da micção, com a presença de seus sintomas. A infecção assintomática se denomina bacteriúria assintomática.

Devemos distinguir vários tipos de infecções do trato urinário de acordo com a sua localização:

Pielonefrite aguda (envolve o parênquima renal).
Infecção urinária das vias baixas (cistite).
Por outro lado, as bactérias mais comuns capazes de provocar infecções urinárias em crianças são:

Proteus
Klebsiella
Enterobactérias
Estreptococos
Estafilococos
Escherichia coli

Em recém-nascidos também podem apresentar-se por Listeria monocytogenes e Enterococcus, entre as mais frequentes.

Como mencionamos anteriormente, as ITU são frequentes durante a infância e, devido a que podem ser recorrentes e desenvolver complicações a longo prazo, é indispensável consultar o pediatra para iniciar um tratamento o antes possível.

Sintomas das infecções urinárias em crianças

Vejamos os sintomas mais comuns:

  • Dor ou ardor ao urinar
  • Febre
  • Dor na região da bexiga
  • Urina com cheiro forte, turva e inclusive pode conter sangue
  • Irritabilidade e vômitos
  • Mal-estar geral e calafrios

Necessidade constante de urinar, mesmo quando o volume é muito pequeno.

Entretanto, no caso das pielonefrites agudas os sintomas geralmente são mais intensos. Nestes casos, aparecem quadros severos de febre, além de cansaço, fadiga, perda de apetite e vômitos.

Por outro lado, existem alguns fatores de risco associados às infecções urinárias em crianças. Entre os mais habituais podemos destacar:

Problemas no aparelho urinário (obstruções das vias urinárias, por exemplo).

Malformações renais.
Refluxo vesicoureteral, um transtorno que provoca que a urina retorne aos rins e aos ureteres.

Hábitos inadequados de higiene.

Como se diagnostica?
O médico procederá a um exame físico e, posteriormente, indicará a realização de um exame ou cultura de urina. Em geral, o cultivo permitirá ao especialista determinar o tipo de infecção e, portanto, determinar o melhor tratamento.

Por outro lado, a maneira de coletar a urina para exame vai depender da idade da criança. Em crianças com mais idade, basta pedir-lhes que façam xixi em um recipiente esterilizado. Entretanto em crianças menores, que ainda usam fraldas, o normal é utilizar um cateter para obter a amostra.


Como se tratam as infecções urinárias em crianças?

Depois do diagnóstico, o mais eficaz é avaliar qual será o melhor tratamento para a criança, que será mediante antibióticos. Aliás, depois da administração dos mesmos, é possível que o médico solicite um novo exame de urina para confirmar que a infecção desapareceu. Desta maneira, é possível evitar que o problema se expanda a outras partes do corpo ou se torne recorrente.

Entretanto, nos casos mais graves de infecções do trato urinário, é possível que a criança necessite hospitalização, especialmente se for menor de 6 meses, se a infecção afetou os rins ou se a criança não está desidratada.

Recomendações aos pais
Em primeiro lugar, quando aparecerem os primeiros sintomas, devemos levar a criança ao médico para um diagnóstico da infecção.

Logicamente, depois de ter sido diagnosticada, deveremos seguir as orientações do especialista e administrar-lhe os antibióticos na quantidade, frequência e duração indicadas.
Ao mesmo tempo, deveremos manter um seguimento da frequência de micção da criança. 

No caso em que possam expressar-se, devemos perguntar se sentem dor ou ardor.

Por outro lado, devemos animar a criança a beber bastante água. Ou seja, devemos cuidar para que esteja hidratada, através de água e evitando refrescos, refrigerantes, chás ou infusões.

Com relação à prevenção, nas crianças que ainda usam fraldas, devemos trocá-las com frequência a fim de manter a higiene do trato urinário.

Em crianças com mais idade que já vão sozinhas ao banheiro, devemos inculcar-lhes normas e hábitos de higiene adequados. Por exemplo, devemos ensinar às meninas a limpar os genitais sempre de frente para trás, porque as bactérias do ânus poderiam entrar ao trato urinário.

Além disso, devemos escolher roupa interior de algodão e evitar os materiais sintéticos que retêm o calor aumentando assim, a proliferação das bactérias.

As infecções urinárias nas crianças geralmente são leves e podem ser tratadas facilmente com a administração de antibióticos. Ante qualquer dúvida, a consulta ao pediatra é sempre a melhor opção, assim como também ensinar às crianças bons hábitos de higiene. 

E, veja também: Remédio Caseiro para infecção.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!
Postagem Anterior Próxima Postagem
Lembre-se todas palavras ou frases na cor laranja são links especiais relacionados ao assunto do artigo ou da palavra, não deixe de clicar neles.

GeraLinks - Agregador de links | Agregador de conteúdo TrendsTops

Não esqueça: Você pode ser diferente e nos ajudar? Clique aqui