Blog Diferente Para Ser Diferente
Blog Diferente Para Ser Diferente, Vem Com a Gente!


Saudações Amados do Seja Hoje Diferente.

O escritor gaúcho Mario Quintana disse, certa vez, que “viajar é trocar a roupa da alma”. Ou seja, é um processo tão intenso e profundo, que nós dificilmente voltamos de uma viagem da mesma forma como fomos. E não importa se o destino é perto ou se a trip é por pouco tempo, as experiências são, realmente, poderosas. 

Quem tem esse hábito sabe que não há nada mais prazeroso do que fazer as malas, apertar os cintos e partir rumo a um mundo novo, de pessoas, culturas e lugares completamente diferentes. 

Mas os viajantes não devem esquecer que, apesar de prazerosas, as viagens também geram emissão dos gases causadores do efeito estufa o que, a longo prazo, desencadeia diversos problemas no meio ambiente. 

É claro que ir do Rio de Janeiro ao Japão, ou de Brasília para Londres não é tarefa fácil e os aviões entram na lista como primeira e, em muitas vezes, única opção. E mesmo em distâncias menores, como de São Paulo à Bahia, ou Porto Alegre a Cuiabá as pessoas preferem os aviões. Mas qual o impacto da aviação no meio ambiente? E quais são as opções de transportes menos poluentes?

Como se mede a poluição dos transportes
É importante observar que a poluição dos transportes pode ser medida de várias formas, não apenas com relação à emissão dos gases poluentes. Carros, motos, caminhões, ônibus e aviões também geram poluição sonora e visual.

Os condutores, frequentemente, acionam a buzina dos veículos o que torna a paisagem sonora muito mais barulhenta e estressante. O mesmo acontece com o conforto visual que fica muito mais complicado de ser atingido com o vai e vém constante dos automóveis.

Emissão de gases poluentes
No entanto, quando falamos de poluição dos transportes, quase sempre a associamos à emissão dos gases causadores do efeito estufa, como o dióxido de carbono (CO2), o metano (CH4) e o óxido nitroso (N2O). Eles são considerados poluentes globais, pois ao serem emitidos se espalham por toda a atmosfera, gerando um impacto mais amplo.

A medição dos Gases de Efeito Estufa (GEE) é feita por uma ferramenta chamada “pegada de carbono” que foi desenvolvida pelos pesquisadores William Ress e Mathis Wackernagel.

Sabe-se que o setor de transportes é responsável por cerca de 20% das emissões de CO2 .

Quais transportes poluem mais?
Algumas das opções mais comuns para as viagens são os carros, os aviões, os ônibus e os cruzeiros. Mas você sabe dizer quais modais emitem mais gases efeito estufa?

Cruzeiros, os campeões de poluição 
Se você gosta de viajar a alto mar com cruzeiros, aqueles navios gigantes com infraestrutura de hotel, temos uma má notícia: este é o modal mais poluidor dentre os principais transportes utilizados pelos turistas. 

Segundo a Federação Europeia de Transporte e Ambiente, as maiores embarcações europeias poluem mais do que todos os automóveis da Europa. E o Velho Continente possui 260 milhões de automóveis. 

Os principais gases emitidos pelos cruzeiros são os óxidos de enxofre e os de azoto que são altamente poluentes. 

Aviões, a medalha de prata
Agora, se você gosta de viajar pelo modal inventado por Santos Dumont, então a notícia também não é muito boa porque o setor da aviação emite, sozinho, quase 2% de todos os gases efeito estufa do planeta. E, acredite, isso é muita coisa. 

Além disso, o transporte aéreo também gera muito resíduo sólido, isto é, lixo o que impacta sobremaneira o meio ambiente, principalmente porque grande parte não é sequer reciclada de forma apropriada. 

Fechando o pódio, os carros
Os carros são extremamente funcionais, mas a verdade é que eles também são super poluentes, principalmente quando são movidos a gasolina ou a diesel, combustíveis que emitem muitos gases efeito estufa. Nestes casos, as emissões de CO2 passam de 200 g de carbono por quilômetro rodado. 

No Brasil, segundo o Instituto de Energia e Meio Ambiente (Iema), entre 1994 e 2014 o país aumentou em quase 200% a emissão de gases efeito estufa por causa das motos e dos carros. 

Ônibus, o “menos poluente”
Os ônibus, geralmente, são movidos a diesel, um combustível bastante poluente. No entanto, entre os modais acima elencados, este é o transporte menos poluidor, sendo uma opção interessante, principalmente para as viagens longas. 

Se o ônibus tem ocupação total, a emissão de carbono fica em torno de 9g por passageiro, por Km rodado. Se o veículo estiver com ocupação média, a emissão sobe para 65g por km rodado. Ou seja, quanto mais ocupado, mais sustentável é o veículo. 


Agora que você sabe quais os transportes poluem mais nas viagens, que tal organizar um roteiro menos poluente?

Aquele abraço.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!
Postagem Anterior Próxima Postagem
Lembre-se todas palavras ou frases na cor laranja são links especiais relacionados ao assunto do artigo ou da palavra, não deixe de clicar neles.

GeraLinks - Agregador de links | Agregador de conteúdo TrendsTops

Não esqueça: Você pode ser diferente e nos ajudar? Clique aqui