Blog Diferente Para Ser Diferente
Blog Diferente Para Ser Diferente, Vem Com a Gente!


Saudações Amados do Seja Hoje Diferente.

No fim da vida, todos queremos de um “um lar para chamar de meu”, não é mesmo? Veja como financiar um imóvel neste momento.

Com o passar dos anos, a expectativa de vida aumentou consideravelmente no Brasil. Isso significa que, hoje, o brasileiro vive até uma média de 75 anos. E observando esse fato, o governo implantou nos anos anteriores programas que tinham o intuito de prezar pela assistência ao público idoso.

Você sabia que, agora, os idosos têm condições especiais para realizar o financiamento imobiliário? 

Se você faz parte desse público e veio procurar ajuda na internet, confira, a seguir, o guia completo sobre esse financiamento e todas as informações necessárias!

As principais normas e condições de financiamento imobiliário para idosos
Está em vigor, desde o ano de 2010, a resolução CNSP de nº 205, elaborada pela Superintendência de Seguros Privados. De acordo com ela, nenhum empreendimento pode fazer a recusa da cobertura de seguro a consumidores com idade, acrescida ao período do financiamento, de até os 80 anos e 180 dias. 

Outra condição em relação à norma, é em relação ao seguro, que tem o mesmo prazo de vigor do empréstimo.

Antes, sem que houvesse uma lei específica sobre a faixa etária máxima, grande parte dos agentes de setor financeiro mantiveram 75 anos como uma limitação. A partir dessa regulamentação, houve, então, a uniformização que passou a estar disponível ao setor imobiliário do país os 80 anos e 180 dias, no mínimo, para financiar um imóvel.

Contudo, mesmo com o aumento do limite da faixa etária, mantém-se a lógica do mercado em relação ao cálculo de taxas deste seguro. Isso significa que, quanto maior a idade do comprador, maior será a taxa de juros. Trata-se de uma das únicas dificuldades enfrentadas por este público específico.

Como funciona?
Aqueles que, entre os 60 anos, só conseguiriam realizar o financiamento imobiliário pelo tempo de 15 anos, ou seja, 180 parcelas, passaram a ganhar alguns anos a mais. Neste caso, atualmente, pode-se alcançar até as 240 parcelas, ou 20 anos. 

Contudo, ao considerar que este limite para financiar imóvel, de modo geral, é de 35 anos, em grande parte das instituições, o período para o público idoso permanece reduzido.

Logo, assim que uma pessoa com 45 anos pode realizar um financiamento em 420 meses, o indivíduo da terceira idade com 65 anos disporá de até 180 meses, apenas, para a quitação da dívida. Por isso, o valor acaba sendo superior aos demais, em relação aos juros.

Qual é o melhor imóvel para o idoso?
O ideal é que o público da terceira idade procure por apartamentos que tenham um tamanho menor. Isto porque as vantagens são inúmeras, principalmente em relação a pouca dificuldade para limpar e se locomover pelos cômodos.

Isso também evita possíveis quedas. Trata-se de um tipo de medida de segurança para o público em questão. Além disso, a recomendação é que o imóvel apresente piso antiderrapante, ainda mais nas regiões que podem molhar facilmente – banheiros, principalmente.

É uma ideia simples e capaz de evitar acidentes gravíssimos com o pessoal da terceira idade. É importante também prestar atenção nas portas do imóvel. Elas precisam ser largas, mais do que as convencionais, permitindo um trânsito tranquilo, principalmente se o residente fizer uso de muletas ou cadeira de rodas.

Lembre-se também de que o imóvel precisar estar próximo de hospitais, mercados, farmácias e estabelecimentos específicos que facilitem o seu dia-a-dia, quanto às suas necessidades eventuais. 

Itens de segurança
Outro ponto relevante é fazer uso das barras em áreas estratégicas, como os banheiros, os corredores e lugares próximos à cama, por exemplo. Caso o ambiente ainda não apresente esses itens de segurança, leve em consideração o espaço para instalá-los. 

Isto porque as barras atuam também como um suporte no momento da movimentação durante o dia. Lembre-se que a quantidade de acidentes possíveis, em casa, é gigante. Portanto, facilite sempre a locomoção. Tenha um ponto de suporte, sempre, para evitar problemas com quedas.

Como fazer este financiamento?
Uma das dicas que podemos oferecer ao idoso que está procurando auxílio para esta opção imobiliária, é fazer o refinanciamento de outros imóveis, por exemplo. Essa alternativa pode gerar uma boa entrada para que o financiamento não se prolongue tanto e a quitação ocorra o quanto antes.

Dessa forma, a terceira idade pode conferir financiamentos que cabem no seu bolso, simulando, pela internet, o crédito necessário para a sua opção.

Aquele abraço.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!
Postagem Anterior Próxima Postagem
Lembre-se todas palavras ou frases na cor laranja são links especiais relacionados ao assunto do artigo ou da palavra, não deixe de clicar neles.

GeraLinks - Agregador de links | Agregador de conteúdo TrendsTops

Não esqueça: Você pode ser diferente e nos ajudar? Clique aqui