Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta chocolate. Ordenar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta chocolate. Ordenar por data Mostrar todas as postagens

26.3.19

Como fazer Ovos de Páscoa de Chocolate


A Páscoa não seria a Páscoa sem um ovo de chocolate, mas por que não romper com a tradição e fazer a sua própria este ano?

Esqueça-se de pedir um ovo de marca produzido em massa, tudo que você precisa é de um chocolate de qualidade e um molde, que você pode comprar on-line ou em alguns supermercados maiores. 

Use o melhor chocolate de qualidade que você pode pagar (pelo menos 80% de sólidos de cacau) para realmente fazer toda a diferença. A quantidade que você vai precisar dependerá do tamanho do seu molde, que deve vir com instruções para guiá-lo.

COMO FAZER UM OVO DE PÁSCOA DE CHOCOLATE

1. Quebre seu chocolate em pedaços ásperos, depois pique finamente em pedaços pequenos - quanto mais fino melhor! 
chocolateegg1

2. Encha uma panela pequena com água e leve para ferver em fogo baixo. Descanse uma tigela refratária no topo, adicione o chocolate picado na tigela e deixe derreter, mexendo ocasionalmente. 
chocolateegg2

3. Usando luvas de forno, remova a tigela do fogo e deixe esfriar a 35ºC. Verifique a temperatura com um termômetro de cozinha. 
chocolateegg3

4. Colher o chocolate em seu molde, uma colher de sopa de cada vez, inclinando o molde para que o chocolate cubra a superfície. 


Não se preocupe se você fizer uma bagunça! 


Dica qualquer excesso de chocolate de volta para a tigela. 


chocolateegg4

5. Deixe o chocolate esfriar um pouco e, em seguida, usando uma faca de manteiga, raspe ao redor da borda do molde para obter uma borda limpa. 
chocolateegg5

6. Coloque um pouco de papel à prova de gordura e coloque o molde com a parte plana para baixo por 15 minutos, ou até que o chocolate esteja completamente assentado. 
chocolateegg6

7. Enquanto isso, repita as etapas 4 a 6 com o segundo molde.

8. Quando o chocolate estiver pronto, repita o processo algumas vezes até que você tenha construído uma camada de chocolate com aproximadamente ½cm de espessura. 
chocolateegg8

9. Coloque os dois moldes na geladeira por mais 10 minutos para permitir que o chocolate se ajuste completamente.

10. Para remover seus ovos de seus moldes, aperte a caixa suavemente, trabalhando ao redor da borda (o calor de suas mãos ajudará). 
chocolateegg10

11. Escove o chocolate derretido restante ao redor da borda de cada uma das metades do ovo de chocolate, em seguida, pressione-os suavemente juntos para que fiquem no lugar. Deixe por alguns minutos até o chocolate ficar pronto. 
chocolateegg11

Um presente caseiro como este é um presente super fofo para amigos e familiares. Se você está se sentindo criativo, por que não jazz com gelo, fita ou chocolate derretido?

Se os ovos de chocolate não são sua coisa, abraça ovos regulares em vez disso ! Além de estarem repletos de proteína, eles podem ser divertidos. Pinte-as com as crianças ou junte-as com aspargos para os deliciosos soldados com um toque especial .


Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

15.4.19

Chocolate traz felicidade? Descubra essa e outras curiosidades

Imagem Divulgação

Chocolate traz felicidade? Descubra essa e outras curiosidades

Buscando fatos científicos para justificar seu vício chocólatra? Boas notícias: esse texto foi feito especialmente para você!

Quantas vezes você já ouviu que chocolate faz mal para a saúde, que engorda, dá espinha, sendo um vilão na sua vida? E, mesmo assim, você continuou se deliciando, apesar de ter de conviver com uma culpa gigantesca, certo?

Pois saiba que o doce mais amado do mundo tem muito mais benefícios do que se diz por aí! Trouxemos alguns mitos e verdades para entender tudo sobre ele, que é a nossa maior paixão. Vamos conhecer alguns fatos sobre o chocolate?
É verdade que diabéticos não podem consumir chocolate?
Bom, temos um primeiro mito derrubado! Portadores de diabetes podem comer doces e chocolates sim, e essa informação vem da Sociedade Brasileira de Diabetes. De acordo com o site da organização, se for para consumir em porções menores e seguindo uma dieta rigorosa junto aos médicos, está liberado.

Claro que a regra vale apenas para os do tipo amargo, ou seja, não é para considerar o chocolate ao leite, ou o branco, nessa! Os chocolates amargos são mais saudáveis mesmo, pois não contêm os açúcares e gorduras que os demais apresentam em sua composição.

Chocolate provoca espinhas?
Então, essa é mais polêmica. Para começo de conversa, temos um fato: não existe nenhuma pesquisa que conseguiu comprovar, de fato, a relação desse doce com a incidência de espinhas. Ou seja, em teoria, é um mito!

Porém, antes que você comece a comemorar com uma barra enorme, entenda que os estudos não foram conclusivos! E isso quer dizer que, assim como não conseguiram comprovar, também não há evidências para refutar e, assim, chegarmos a uma conclusão.  

Não se sabe de onde veio esse papo, mas vamos considerar que talvez seja o caso de manter aquela pulguinha atrás da orelha? Não custa nada, né?

É verdade que chocolate faz bem para o coração?
Olha que legal: a sua sobremesa favorita faz seu coração bater mais forte! De acordo com uma pesquisa da Universidade de Sussex, ao comer chocolate, seus batimentos cardíacos podem sair de 60 para até 140 batidas por minuto.

Ah! Quer saber mais? Esse estudo também fez um comparativo entre o consumo de chocolate e beijos apaixonados, por meio do monitoramento das frequências cardíacas e as atividades cerebrais de casais em dois momentos: beijando-se e comendo o alimento. O resultado foi que os estímulos foram muito maiores com o chocolate do que com o momento do beijo!

Dito isso, já sabe: está sem contatinhos? Tudo bem, uma barrinha deixa seu coração mais aquecido!

Chocolate engorda?
Veja bem! Não é exatamente verdade, mas também não é lá um mito. Se você exagerar e comer em grandes quantidades ou em grande frequência, pode ser que você ganhe alguns quilinhos sim, viu? Até porque, se parar para pensar, nada em excesso faz bem.

No caso do chocolate, o problema são as gorduras e açúcares, elementos extremamente calóricos, por isso não é bom para a saúde comer demais. Por outro lado, um estudo do  National Institutes of Health mostrou que pessoas que ingeriam o doce todos os dias, mas em pequenas porções, tinham um IMC menor do que quem comia com menos frequência! Sabendo dosar, vai até te fazer bem!

Chocolate diet ou tradicional: qual é melhor?
Cuidado com a cilada, hein? Quando o chocolate é diet, isso significa que ele foi feito sem açúcar. É uma opção para diabéticos, por exemplo. Entretanto, isso não quer dizer que o produto seja menos calórico, ou que ajude a emagrecer!

Aí que mora a armadilha! O tipo diet pode ter muito mais gorduras e calorias para compensar a falta de açúcar e manter o sabor. O que significa que, no fim das contas, ele pode ser tão ou mais calórico que um chocolate tradicional ao leite. Na dúvida, dar aquela checada básica nas informações nutricionais!

É verdade que chocolate melhora o humor?
Só em provar um pedacinho, já esboçamos um sorriso de satisfação, mas não só porque nosso paladar fica feliz. O cacau, que é parte essencial da produção do alimento, contém componentes que ajudam a produzir endorfina e serotonina no nosso organismo.

Isso significa que, de fato, o nosso doce favorito traz a sensação de felicidade e também ajuda no nosso bem estar. Conclusão: sabendo apreciar com moderação, o chocolate traz a felicidade sim!

Sabe de mais alguma história sobre o chocolate que você não sabe se é verdade ou mentira? Compartilhe com a gente!

Fonte: Dufry

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

17.3.20

Gin e chocolate? Confira combinações de drink para esta páscoa

Juntos Somos + Fortes e Unidos Somos Melhores!
Seja Hoje Diferente:


Divulgação Reprodução

O Gin vem se tornando uma das bebidas mais queridas entre as pessoas pelos quatro cantos do mundo. E o chocolate, nem se fala. Com certeza é um dos doces mais amados por todos, principalmente com a chegada da Páscoa.

Mas será que as combinações entre o aroma seco e refinado do Gin, e os vários tipos de chocolate, realmente combinam? Muitos apostam que sim, e dizem é uma união perfeita de sabores! 

Foi pensando nisso que criamos um conteúdo todo voltado para a junção desses dois famosos ingredientes. Você poderá testar algumas receitas especiais na sua casa no dia de Páscoa!

Mas, antes, você realmente conhece as características do Gin?

Confira!

O que você precisa saber sobre o Gin?

Criado originalmente na Holanda, em meados do século XVII, mas popularizado na Inglaterra, o Gin voltou com toda força para os bares e festas. Virou uma verdadeira tendência entre os amantes dos drinks.

Assim como o uísque, o Gin é uma bebida alcoólica destilada. É feito à base do fruto zimbro - imprescindível para a produção do produto - e de cereais neutros.

A bebida possui um aroma especial. Aliás, todas as suas características específicas, como o aroma, sabor, textura e cor, acontecem por causa do processo de pós-destilação. 

Assim o Gin sai do alambique com um alto teor alcoólico, considerado, neste estado, impróprio para o consumo.

Para que o nível do álcool seja reduzido, é necessário acrescentar água destilada à fórmula na etapa final. Tal processo deixa a bebida pronta para apreciação das pessoas.

Além disso, muitos países são produtores da bebida, inclusive o Brasil, que desenvolveu algumas experiências com a cana-de-açúcar para o fornecimento do álcool base.

Outra curiosidade é que a fabricação Gin, assim como a Vodca, não possui nenhuma etapa realizada com utensílios feitos com madeira.

Contudo, aqui no Brasil, já existem algumas produções que utilizam tonéis de madeira na finalização do processo. Interessante, não é mesmo?

Gin e chocolate: Descubra a sua receita preferida para curtir a Páscoa!

Quando pensamos na harmonização de bebidas alcoólicas com comidas, algumas combinações são clássicas, como vinho tinto com massas, vinho branco com frutos do mar, whisky com carnes vermelhas, cervejas com queijos, e tantas outras junções. 

O mesmo acontece com drinks. São muitos os clássicos: Gin com água tônica, Mojito, Piña Colada, a nossa famosa Caipirinha etc. 

Mas sabemos que o mundo dos drinks e da gastronomia vai muito além das associações clássicas. Para quem aprecia de verdade a mistura de sabores, uma nova fusão nunca é demais. E isso vale para o feriado de Páscoa também!

Nesta época do ano, quem nunca pensou em unir as bebidas alcoólicas com o delicioso sabor do chocolate? 

Vamos fazer isso com o Gin também? Acompanhe a seguir!

Gin, chocolate e laranja: uma mistura tropical e leve 
A junção da cremosidade do chocolate, do sabor do Gin, com a leveza da laranja é realmente uma delícia!

E, acredite, tem como ficar ainda melhor: quando o chocolate contém castanhas do Pará!

Você precisará dos seguintes ingredientes:

45 ml de Gin;

45 ml suco de cranberry;

45 ml suco de laranja fresco, espremido na hora;

45 ml cerveja de gengibre;

10ml xarope de açúcar;

Chocolate com castanhas do Pará.

Modo de preparo:

Adicione o gin, o suco de cranberry, o suco de laranja e a calda de açúcar em uma coqueteleira e um pouco de gelo. Depois, complete com a cerveja de gengibre. Mexa delicadamente.

Para finalizar, separe uma barra de chocolate que contenha pedaços de castanhas do Pará e pronto! Alterne goles da bebida com os pedaços do doce. Uma experiência leve e única!

Limão: perfeito para se juntar ao Gin e ao chocolate meio amargo
Está aí uma combinação de dar água na boca dos amantes tanto do Gin quanto do chocolate.

Além do sabor intenso do chocolate meio amargo, o suco de limão dá todo o toque cítrico, e o Gin completa a combinação com seu gosto marcante.

Para incrementar ainda mais, aposte no gengibre e no coentro. Quer saber como? Veja:

Serão necessários os seguintes ingredientes:

45 ml de gin;

30 ml de suco de limão;

30ml de suco de laranja;

15ml de xarope de açúcar e gengibre;

Gengibre e coentro para decorar;

Chocolate meio amargo.

Modo de preparo:

Adicione todos os ingredientes e o gelo em uma coqueteleira. Agite bastante.

Coe em um copo e use uma fatia de gengibre fresco e coentro para a decoração da bebida. 

Para completar, separe lascas de chocolate meio amargo para desfrutar de toda essa combinação. O Gin, o chocolate e o limão formam um trio perfeito, você não acha?

Gin de cacau. Será que é gostoso?
A união do Gin com a água tónica já é um verdadeiro clássico. Mas imagine se nesta junção o Gin tiver o sabor de cacau… Seria incrível, não?

Vamos aos Ingredientes:

50 ml de Gin sabor cacau;

Água tônica;

Framboesas frescas e pedaços de casca de laranja para decorar.

Modo de preparo:

Adicione o gelo no copo e acrescente o Gin de cacau. Depois, acrescente as framboesas e a água tônica. Misture delicadamente. Use as cascas de laranja para finalizar a decoração do recipiente. 

O resultado é um drink saboroso, com um ar frutado e uma decoração linda! 

Assim, fica evidente que a combinação do Gin com o chocolate é realmente maravilhosa!

O sabor, o aroma e o frescor da bebida se encaixa perfeitamente com chocolates de vários tipos. Seja complementando o drink ou como componente do mesmo, o chocolate proporciona um sabor intenso, tão conhecido e amado por tantas pessoas. 

Dessa forma, descobrimos que o clássico sabor gin tônica pode ir muito mais além do tradicional. Laranja, limão, framboesas, e tantos outros ingredientes compõem uma verdadeira experiência para os amantes tanto do Gin quanto do chocolate. 

Aproveite a próxima Páscoa, reúna a família e amigos, e descubra qual a combinação desses dois ingredientes mais fará sucesso! Com a devida moderação no consumo de bebidas alcoólicas, todos podem viver momentos incríveis e degustar os mais variados sabores. 

E, claro, tenha uma Feliz Páscoa!

9.4.20

Saiba como surgiu a tradição dos ovos de Páscoa



Originária de povos pagãos antigos, a troca de ovos celebrava o início da primavera e atravessou inúmeras sociedades e momentos históricos

Considerada a principal celebração do calendário litúrgico cristão, a Páscoa é a mais antiga festa religiosa. Antes de Cristo, a Páscoa era a data que reunia rituais de adoração para Osfera, a deusa da primavera na mitologia anglo-saxã.

Osfera era uma mulher que segurava um ovo em suas mãos enquanto observava um coelho saltitante. Esses três elementos — ovo, mulher e coelho — eram os principais símbolos da fertilidade para esses povos pagãos. 

Além do almoço no domingo, uma das maiores tradições dessa data, hoje, é a troca de ovos de Páscoa — originária de povos antigos situados do Mediterrâneo e no Leste Europeu, muito antes do nascimento de Cristo.

Chegada da primavera

Antes de rememorar a ressurreição de Cristo três dias após a sua crucificação, a troca de ovos era feita por pastores nômades no Hemisfério Norte,  para comemorar a chegada da primavera. 

Reis e príncipes confeccionavam ovos de ouro e prata, cobertos por pedras preciosas. Sem recursos para acessar esses metais, o povo costumava pintar flores ou elementos da natureza à mão em ovos de galinha. 

Muitos também os enfeitavam com alguma planta ou elemento natural, como erva ou raiz. Esse hábito atravessou a Antiguidade e se manteve vivo entre as comunidades pagãs que viveram na Europa ao longo da Idade Média.

Símbolos de fertilidade

Pelo seu poder de gerar uma nova vida e, assim, dar continuação à espécie humana, a mulher é o maior símbolo de fertilidade presente em diferentes sociedades e períodos históricos.

Já o ovo era uma representação da forma do Universo e da criação para romanos, egípcios, gauleses e chineses. É ele que abriga a existência que vai implodir sendo, assim, um repositório de vida.

O coelho é outro símbolo da fertilidade, devido à sua elevada capacidade reprodutiva, que já começa nas fêmeas aos cinco meses de vida. Cada gestação dura, em média, um mês e é capaz de produzir até oito láparos, como são chamados os filhotes da espécie.

Incorporação pelas festividades cristãs

A incorporação desses símbolos para a liturgia cristã ocorreu, oficialmente, durante o Concílio de Nicéia, em 325 d.C. Primeira reunião ecumênica (universal), que agrupou bispos de todas as regiões onde havia cristãos, a cerimônia foi uma resposta da Igreja Católica à busca por novos fiéis.

Para isso, a instituição passou a adaptar antigas tradições e símbolos religiosos de comunidades pagãs em alguns eventos do ideário cristão. Depois desse concílio, iniciou-se a inclusão de ovos em pinturas, refletindo Jesus Cristo e sua mãe, Maria.

Surgimento dos ovos de chocolate

A troca de ovos cravejados por pedras preciosas se manteve entre elites europeias durante a Idade Média. Contudo, o chocolate era desconhecido para o continente, sendo somente durante a colonização de povos maias e astecas que os espanhóis conheceram o cacau.

Mesmo com a disseminação do produto na Europa, a ideia de produzir ovos de chocolate durante a Páscoa surgiu somente no século XVII, entre chefs franceses. No início, os pâtissiers, chefs de confeitaria, recheavam os ovos de galinha com chocolate, dando início à produção amplamente difundida nas indústrias do mundo hoje. 

Em diferentes regiões da França e de outros países do mundo, existe a tradição de as crianças buscarem ovos de chocolate escondidos por adultos em ninhos no interior da casa ou em jardins.

Ovo de Páscoa no Brasil

Se a França é internacionalmente famosa pela qualidade de suas confeitarias, chegando a transformar ovos e peças de chocolate em verdadeiras obras de arte, o Brasil é quem deixou sua marca ao criar ovos de chocolate recheados com inúmeros sabores, desde brigadeiro e doce de leite até mousse de maracujá ou morango e chocolate branco.

Em 2019, a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) registrou um aumento de 1,29% das vendas na semana anterior à Páscoa, em comparação às do ano de 2018. Os ovos de chocolate industrializados corresponderam a 61% das vendas, seguido por caixas de bombom (50%), ovos caseiros (38%) e barras de chocolate industrializadas (33%).

26.10.18

Brinquedos Kinder Ovo

Imagem divulgação: Encontrada na internet

Saudações Amados:

Não importa a sua idade: em algum momento, você se pegou ansioso para abrir seu Kinder Ovo e descobrir o brinquedo que havia dentro. As surpresas podem ir de giz de cera a pequenas coleções de edição limitada e pintadas à mão. O chocolate sempre trabalhou com a lógica da expectativa, criando uma legião de colecionadores que consomem diariamente mais de 5 milhões de ovinhos em todo o mundo.

Mesmo quem não gosta de chocolate já comprou um Kinder Ovo. Tudo pela chance de ganhar a tão ambicionada surpresa anunciada nos comerciais de TV: um brinquedo do Asterix, Star Wars, Smurfs ou Simpsons, ou qualquer miniatura que obriga a uma montagem simples de pequenas peças. Esses brinquedos se tornaram itens de colecionadores de todas as idades e lugares do mundo. Sites e blogs são lotados de aficionados que querem algum item de edição limitada – tanto pelo tema quanto pelo país em que esta é lançada.

Em 1967 durante um período de crise, o herdeiro da empresa Ferrero resolveu criar no mercado uma linha de chocolate voltada ao mercado infantil chamada Kinder – "criança", em alemão. O chocolate foi lançado pela subsidiária alemã e logo fez sucesso entre os italianos. Mas era ainda uma barrinha com recheio de leite.



Vídeo Arquivo do Alê: Mylena e Brenda

Em 1974, a empresa pensou lançar um produto que estivesse ligado ao ovo de Páscoa e literalmente mantivesse a magia da data todos os dias do ano. E assim o Kinder se transformou em ovo. O diferencial foi a inserção de uma surpresa embalada em uma cápsula amarela dentro do chocolate. A ideia básica era realizar três desejos de uma só vez: chocolate, brinquedo e surpresa. Assim, o Kinder Ovo – ou Kinder Surprise, em alguns países – se espalhou pelo mundo.

Mas ovos surpresas não são uma novidade do nosso tempo. Símbolo da fecundidade, presentear com ovos sempre foi uma pratica comum na Páscoa. Durante o século XVIII eles se tornaram de chocolate, mas entre os anos de 1885 a 1917 uma outra série de ovos seduzia as pessoas. Os ovos Fabergé, criados por Peter Carl Fabergé para a família imperial russa, eram verdadeiras obras de arte, confeccionados em metais nobres, esmalte e pedras preciosas. Hoje, são disputados por colecionadores de todo o mundo, que pagam milhões por essas peças de número limitadíssimo.

A ideia surgiu quando o czar Alexandre III encomendou uma joia para presentear a esposa, Maria Fyodorovna, na Páscoa. O presente era apenas um ovo de ouro, mas quando aberto apresentava uma galinha de ouro que guardava uma réplica do diamante da coroa imperial russa e um pingente de rubi. Encantada, a czarina todo ano encomendava um ovo com presente para dar a seu marido.

Quanto ao menos luxuoso Kinder Ovo, já lançou mais de 15.000 surpresas diferentes pelo mundo Os brinquedos são elaborados por designers; muitas vezes, freelancers famosos são contratados para projetos especiais e as peças são produzidas por diversas empresas, o que permite ter brinquedos diferenciados. Existem edições especiais temáticas de acordos com certos feriados mundiais. Na Itália, por exemplo, durante o Natal e Páscoa são lançadas surpresas temáticas altamente colecionáveis e populares no país.

Logo em 1975, as figuras de metal passaram a ser um dos brinquedos – por sinal, um dos mais decepcionantes para muitos colecionadores que passavam minutos verificando o peso do ovo, com o objetivo de não ganhar algum soldado romano de metal. Por outro lado, em 1980 foi lançada uma das surpresas mais colecionáveis e sonho de consumo de várias pessoas, os Smurfs. Lançada na Alemanha, essa foi a primeira linha pintada à mão. Hoje, ela é vendida em sites de leilão globais.

Hoje os Kinder Ovo são objetos de culto, valendo muito dinheiro, trocados avidamente pela internet e levando a algumas histórias engraçadas e até duvidosas. O desejo pelo Kinder Ovo o transformou em artigo de contrabando nos EUA, onde a venda do produto é ilegal devido a uma lei que não permite a comercialização de brinquedos juntamente com alimentos.

Outras histórias incluem o dono de uma loja que permite que seu amigo passe todos os Kinder Ovo por uma máquina de Raio-X para encontrar o melhor brinquedo ou comprar o sétimo ovo da embalagem, pois é onde ficam as grandes surpresas. Ou, ainda, a técnica de sacudir o chocolate para não comprar uma das surpresas montáveis que nenhum colecionador sério deseja entre seus itens.

Na Alemanha, calcula-se que existam mais de 300 mil colecionadores a frequentar feiras especializadas e sites de internet. Os brinquedos produzidos lá são considerados os melhores pelos fãs do Kinder Ovo, pois possuem maior qualidade e variedade.

Alguns colecionadores chegam a pagar verdadeiras fortunas - algumas peças já chegaram ao valor de U$ 2.400. Outros possuem coleções com mais de dois mil brinquedos. Muitos sites também oferecem software para catalogação e para ajudar a diferenciar um brinquedo verdadeiro de uma falsificação – coisas rotineiras em um mercado que movimenta pequenas fortunas diariamente. Buscando incentivar e assegurar o colecionismo, a própria empresa autentica os brinquedos através de um código alfanumérico. O objetivo é indicar a procedência, o ano de fabricação e a quantidade para os milhares de ávidos colecionadores. Ovos, chocolates, surpresas e colecionar nunca foram novidades, mas com o Kinder Ovo tudo isso ficou mais gostoso e divertido.

Por CAROLINA CARMINI in Obvious

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

2.7.22

O chocolate vai acabar? O fim do chocolate no Planeta Terra


Parece improvável, mas a verdade é que existe uma data estimada para isso: 2050. 

O fim desta iguaria, consumida no mundo inteiro, está relativamente próximo, para nossa tristeza!

Aviso oficial

Foi a organização Oxfam Intermón que alertou o mundo da iminente possibilidade.


Antes disso

É claro que, antes de sua possível extinção, o cacau poderia tornar-se um alimento de luxo, tão exclusivo quanto o caviar. O fenômeno da subida de preço aconteceria por volta de 2030.

Produção prejudicada

Segundo o relatório da Oxfam Intermón, a mudança climática seria a principal causa do fim do chocolate.

Seca e aumento de temperatura

Os especialistas apontam o aquecimento global e a seca extrema como as principais causas que afetarão com as plantações de cacau, em todo o mundo.

Gana e Costa do Marfim

O Centro Internacional de Agricultura Tropical (CIAT) analisou, em um relatório, as plantações de Gana e da Costa do Marfim. Juntos, estes países são responsáveis por mais de 50% da produção mundial de cacau.

Calor

Segundo o CIAT, nestes dois países, as temperaturas vão aumentar cerca de 2ºC, até 2050, o que tornaria a colheita do fruto quase inviável. O cacau precisa de clima tropical e húmido, além de temperaturas em torno de 20ºC.

Cultivo em florestas tropicais

As sementes do cacaueiro, que crescem com chuvas abundantes ao longo do ano, seriam seriamente afetadas pela falta de chuva e pelo aumento da temperatura.

Processo de maturação do fruto

O cacaueiro precisa de cerca de cinco anos para que seu fruto atinja o ponto ideal de maturação. Por isso, a National Oceanic and Atmospheric Administration afirma que as mudanças climáticas não vão afetar a geração atual de cacaueiros, mas a próxima, sim.

Demanda crescente

Além disso, o longo ciclo de maturação do fruto não supre a alta demanda da sociedade atual.

Há alternativa?

Por enquanto, a Mars, uma das principais fabricantes de chocolate do mundo, fez uma parceria com a Universidade da Califórnia, em Berkeley, para tentar desenvolver um novo método de produção.

Modificação de DNA

O plano é usar o CRISPR, uma tecnologia que permite que o DNA e o genoma das plantas de cacau sejam modificados, para poder sobreviver em ambientes mais secos e quentes.

Recomendações

A National Oceanic and Atmospheric Administration recomenda que os agricultores cultivem plantas de cacau específicas. Sobretudo, que sejam mais resistentes à seca.

Uma medida tradicional e eficaz

Outra alternativa é implementar o método tradicional sustentável, feito no Brasil, conhecido como 'Cabruca'. Neste processo, diferentes tipos de árvores são plantados na selva, para fornecer mais sombra para as plantas de cacau.

Incremento de preço

Certamente, as medidas para ajudar na produção do cacau são válidas, mas está claro que, no futuro, ele será um item muito mais caro do que é hoje.

Chocolate branco?

Por isso, muitas marcas começaram substituir o cacau, diminuindo sua pureza, para tornar o chocolate mais acessível ao público em geral. Basta olhar para as prateleiras dos supermercados. Quem nunca experimentou um chocolate branco?

Informações MSN

18.12.18

Encontramos nosso gato muito debilitado com forte infecção urinária

Brenda e Solange com Chocolate

Saudações Amados.

Amados para quem leu o artigo anterior sobre nosso gato chocolate onde também a um complemente sobre a perca de um Pet e as Crianças, segue a continuidade.

Caso você não tenha lido, sugiro que veja primeiro o artigo anterior para entender melhor.

Leia Aqui: A dor da perca de seu Pet e as Crianças

A principio a suspeita era de envenenamento ou uma forte pancada, como um chute. Porém, não foi nada disso, certamente o estado nervoso dele foi ocasionado pela dor.

Infelizmente o Chocolate ficou muito tempo escondido, a última vez que o vimos foi na madrugada de domingo para segunda e somente na tarde desta terça feira que ele foi encontrado muito debilitado e, quando cheguei do serviço corremos para a Clínica Veterinária Ponte Rasa, a mesma clínica que salvou a U7 nossa cachorra a dois anos.

O Chocolate estava muito fraco e desidratado, recebeu soro e antibioticos já que uma forte infecção foi percebida, veja o vídeo:



Chocolate ficou na Clínica Veterinária Ponte Rasa para observação e novos medicamentos a serem aplicados amanhã se tudo ocorrer bem já que ele chegou praticamente partindo para o céu dos gatinhos.

Com nossa fé em Deus e em nosso Senhor Jesus Cristo na qual entregamos a vida do Chocolate aguardamos ansiosos pela recuperação de nosso gatinho.

Assim como no artigo anterior, aproveito para transcrever abaixo um ótimo texto sobre Infecção urinária em gatos - Sintomas, tratamento e prevenção não deixe de ler.


Infecção urinária em gatos:

Sintomas, tratamento e prevenção


As infecções urinárias, conhecidas também como infecção do trato urinário, são um dos grupos de condições mais comuns e incômodas que um gato pode sofrer. Existem vários tipos de infecções, como a cistite (inflamação da bexiga), nefrite (inflamação dos rins) ou cálculos urinários, mas a maioria delas apresentam o mesmo quadro de sintomas.

Como referimos antes, estas condições afetam a bexiga e a uretra do felino, e podem ocorrer em gatos de qualquer idade mas, sobretudo em animais de idade adulta que sofrem de obesidade, que estão em espaços muito reduzidos ou que emocionalmente sofrem de muitos sobressaltos e poucos momentos de tranquilidade.

Sintomas de infecção urinária em gatos
Todos os donos de gatos devem estar muito bem informados sobre os sintomas destas condições, pois é muito importante a prevenção e o tratamento antecipado, pois se um gato estiver sofrendo de infecção urinário poderá ser não apenas muito doloroso para o animal, como também mortal.

Muitos gatos sofrem de surtos repetidos, o que faz gerar um padrão que vai piorando com o tempo, mas cuidado, porque a maioria dos gatos não apresentam sintomas até que a doença já se encontre muito avançada. Por isso, é importante vigiar o comportamento do seu gato no momento de fazer as suas necessidades e observar também o estado da sua urina.


Os sintomas de infecção urinária no gato são os seguintes:



  • Realiza demasiado esforço ao urinar.
  • Urina em poucas quantidades.
  • Não se consegue conter e urina fora da sua caixa de areia (algo muito estranho neles).
  • Tenta urinar com mais frequência do que o normal, que por vezes, se pode confundir com a ação de defecar.
  • Chora no momento de urinar, este comportamento é completamente fora do normal.
  • Também pode apresentar sangue na urina. Além disso, terá a necessidade constante de lamber as suas partes íntimas para aliviar sensações incômodas, alguns gatos podem ter febre e fraqueza nas etapas iniciais da infecção.



Tratamento da infecção urinária em gatos


Por mais que acredite saber o suficiente, nunca deverá diagnosticar o seu gato, muito menos no caso de infecção urinária. Perante a presença de qualquer um dos sintomas que referimos no ponto anterior, deverá levar o seu gatinho ao veterinário para que este possa realizar todos os exames necessários. Análises de sangue e de urina entram dentro do tipo de exames, tanto para confirmar se tem cristais, células inflamatórias, como para revisar o estado da urina e descartar outras doenças.

O tratamento para a infecção urinária em gatos variará dependendo da condição. Se o gato tem um problema de infecção bacteriana deverá tomar antibióticos (estas não ocorrem com frequência). Para o caso de cistite o tratamento começará por aliviar a dor administrando medicamentos para relaxar e evitar obstruções nas vias urinárias. Depois, reduzir o estresse com exercício e a administração de feromonas para ajudar a reduzir os níveis de ansiedade. Por último, controlar a quantidade de urina, substituindo a comida seca por uma dieta um pouco mais úmida.

Se o gato tiver a uretra bloqueada, o tratamento será cirúrgico e praticamente de urgência, pois a urina não está fluindo com normalidade. É possível que o seu pet fique internado por vários dias, uma vez que o veterinário deverá dar-lhe medicamentos via intravenosa e monitorizar o seu progresso. O mesmo acontece com os cálculos, que podem precisar de operação (dependendo do tipo) ou se não estiverem tão avançados podem ser curados com uma simples mudança de dieta e hábitos de vida.


Como prevenir a infecção urinária em gatos?


O apoio do veterinário não deve acontecer apenas quando o felino fica doente ou tem uma emergência. Tente manter uma boa comunicação com ele sobre o seu gato e pergunte-lhe qual é o tipo de dieta mais adequada para a saúde do seu pet. Lembre-se que somos o que comemos. Neste sentido, recomendamos que consulte este artigo em que lhe explicamos qual a alimentação adequada para gatos.

A água é fundamental para limpar e depurar o organismo. Deverá educar e habituar o seu gato a ingerir sempre água. O mesmo acontece com o hábito de urinar, esta é uma das poucas formas que existe para expulsar as toxinas do corpo, pelo que é importante que o seu gato o faça com frequência e que na hora de o fazer encontre a sua caixa de areia nas melhores condições de higiene e limpeza.

Os gatos são animais de rotinas, será sempre bom para a sua saúde minimizar as mudanças bruscas de rotina que lhe possam causar estresse, que depois possam levar a uma infecção urinária.

Faça todo o esforço possível para dar uma vida tranquila ao seu gato, verá que assim terá um pet saudável e feliz por muitos anos.


Por que o meu gato tem uma infecção?


As infecções, obstruções e inflamações urinárias ocorrem devida à presença ou não de sangue ou outros agentes estranhos no trato urinário. Estas condições podem ser causadas por muitos fatores e/ou por sua vez ser a manifestação de uma doença no organismo do animal. Algumas das causas podem ser as seguintes:

Como referimos no início deste artigo, qualquer fator que coloque o gato em estado de estresse, pode causar o desenvolvimento deste tipo de doenças. Situações deste tipo poderiam ser um mudança repentina de casa, a chegada de um novo membro da família, ausência de um companheiro humano e a presença de pessoas estranhas.

O sedentarismo e a obesidade também podem causar infecção das vias urinárias, pois ao desacelerar todos os processos internos, o corpo não está igualmente capaz de eliminar todos os desperdícios que vai consumindo. A obstrução uretral em machos ocorre com mais frequência em adultos jovens que vivem em espaços muito fechados, onde têm poucas oportunidades de se exercitar.

Um pH ácido e descontrolado na urina do gato pode aumentar o aparecimento de magnésio e elevar os seus níveis até um ponto não adequado, que pode levar a uma posterior formação de cristais de fosfato de magnésio que podem prejudicar a urina e depois causar urolitíase (cálculos urinários). Tudo isto é causado, entre outras coisas, por uma má alimentação, como as dietas de baixa digestibilidade e sem controle de minerais.

Fonte: Perito Animal


Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

24.8.19

Fazenda do Chocolate | Estrada dos Romeiros


Saudações Amados do Seja Hoje Diferente.

Que tal visitar a Fazenda do Chocolate em Itu? 

O local, que serve almoço feito no fogão à lenha, mostra o processo de fabricação do chocolate, desde a retirada do cacau. 

Para as crianças, a fazenda proporciona diversão, lazer e muito chocolate. Por lá, os pequenos podem andar a cavalo por uma trilha de quatro quilômetros e ainda alimentar outros animais.

Endereço: 
Estrada dos Romeiros, Km 90 - Itu

Horário de funcionamento: 
Segunda a domingo das 9h30 às 17h45

Site Fazenda do Chocolate

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

26.12.18

Nosso gato Chocolate se foi :(

Saudações Amados:

Na manhã de sábado, 22 de dezembro de 2018 o nosso gato Chocolate nos deixou (Veja postagens anteriores em PETs).

Seu tempo foi curto na terra, quase 5 anos na qual somos gratos a Deus pois foram anos de muita alegria que ele nos proporcionou. 

Chocolate sempre foi um gato meio na dele, deixou muitas recordações que não serão esquecidas sendo uma delas que, quando nosso gato filhote na época o "Dragão" havia sumido e estávamos todos tristes o chocolate saiu por volta das 18:00hs e retornou com o Dragão por volta das 21:00hs.

Deixo abaixo um antigo vídeo onde falo sobre amor aos animais caso não tenha visto ainda deixo a sugestão.



Agradeço o carinho de todos os amados amigos que direta e indiretamente esteve presente desde o inicio desta infecção que infelizmente acabou levando nosso amado chocolate.

Leia: A dor da perca do seu Pet e as Crianças

Um forte abraço.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

18.12.18

A dor da perca do seu Pet e as Crianças.


Saudações Amados:

Seria este o último vídeo do meu gato o Chocolate. 


Horas depois tudo mudou infelizmente. Assim é a vida, seja com nossos pets ou com quem amamos, pois o segundo futuro a Deus pertence. 




Temos que valorizar pois tudo pode mudar após alguns segundos. 

Horas após a gravação do vídeo neste último domingo (16 de dezembro); O chocolate retornou de seu passeio muito estranho, muito bravo, pela primeira vez na vida ele me atacou com as unhas, não dava para saber se ele estava assustado ou com dor.


A última vez que vimos o chocolate foi por volta da meia noite e, ele saiu e não voltou. Foi como ele tivesse ido a minha cama se despedir de mim e da Solange. 


Deu para sentir que ele estava num estado meio que despedida, esperamos a Deus que não, mas é o que dava para sentir.

Eu sinto que deram veneno para ele, estamos tristes e com esperança que ele apareça a qualquer momento.



Minha filha Brenda e Chocolate

Nós adultos sofremos, mas as crianças sofrem mais, a Brenda Christine tem 15 anos, mas a Mylena ainda é uma criança com 7 anos de idade.

Na qual encontrei um artigo muito legal que transcrevo abaixo:



A dor da perca do seu pet e as crianças.


Crianças enfrentam a perda do animal de estimação de diferentes formas, dependendo da idade, desenvolvimento cognitivo, emocional, social, grau de apego ao animal e experiências anteriores de perdas ou separações. 

Crianças menores de 5 anos percebem a morte do animal como uma ausência temporal, elas não fazem distinção entre ausência temporária (possibilidade de volta) e morte (irreversível), aceitando com mais facilidade uma explicação para sua falta. 


Crianças em idade entre 5 e 9 anos têm maiores necessidades de explicação sobre o evento da morte de seu pet. 


Para elas, a aceitação da ausência do bichinho de estimação é mais dolorosa e difícil, pois, já entendem a morte como irreversível, tendo a tendência de questionar constantemente sobre o acontecimento e que a morte do pet poderia ter sido evitada. 


Para os pré-adolescentes e adolescentes, o sentimento da perda é ainda mais profundo e frequentemente vivenciam tristeza e dor por um período maior de tempo, podendo se estender em média a 10 meses.


Estudos demonstram que as etapas de dor vivenciadas pela perda de um animal de estimação são as mesmas enfrentadas pela morte de uma pessoa e que crianças as experimentam, assim como os adultos. 


Essas etapas respectivamente são: negação, tristeza, raiva e aceitação. 


Para as crianças maiores, a negação pode servir como meio de atrasar o enfrentamento da dor pela perda do animal. 


Os pais devem permitir que a criança tenha o tempo necessário para a superação dessa etapa. 


Nas etapas de tristeza e raiva, as crianças podem vir a apresentar pesadelos, insônias, raiva pelos pais ou veterinário, além de sentimentos de culpa. 


A falta de cuidado com a criança nesses períodos pode gerar outros sintomas mais graves.


Para que a criança possa ter condições de superar com maior rapidez sua dor e tristeza, é preciso que os pais lhe permitam vivenciar o luto que se caracteriza como o período posterior à perda e que tem como objetivo a adaptação emocional. 


Conversar sobre a morte do animal, encorajar a expressão dos sentimentos são fatores importantes porque se constituem em uma ferramenta para o processo de cura e quanto mais forem expressos, menor a possibilidade da ausência do animal de estimação se transformar em doença.


Quando os pais permitem que a criança visite o local onde o pet ficava na maior parte do tempo, que manuseie seus acessórios, recorde fotos, participe de conversas, discussões e temores dessa perda, ajudam-na a não se sentir sozinha com a dor porque estão lhe proporcionando compartilhar o luto e entender gradualmente a morte como parte da vida, o que permite a criança crescer e amadurecer.


As crianças tendem a ver a morte como uma vilã. 


Fazê-las recordar dos bons momentos vividos com o animalzinho, montar um álbum sobre ele, escrever uma história, fazer desenhos ajudam esses sentimentos angustiantes sobre a morte se dissiparem. 

Crianças menores que não conseguem verbalizar o que sentem podem, por meio do mundo lúdico, do brincar, expressar seus conflitos.

Leia: Amor aos Animais, nossos Pets

Quando a criança estiver disposta e preparada (o período varia de criança para criança), os pais poderão adquirir um novo animalzinho de estimação que ajudará a preencher o vazio deixado pelo outro amigo.


Leia: Nosso Chocolate se Foi

Fonte: BayerPet

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!


GeraLinks - Agregador de links