Afinal, como é a vida após o câncer de mama?
Dra. Giovanna Gabriele

Outubro Rosa e a Jornada Pós-Câncer de Mama

No cenário global de conscientização sobre o câncer de mama, outubro é o mês internacionalmente reconhecido como o "Outubro Rosa", um período dedicado à promoção do diagnóstico precoce e à prevenção da doença. O câncer de mama afeta uma em cada quatro mulheres diagnosticadas com câncer em todo o mundo, e uma em cada oito mulheres pode receber esse diagnóstico ao longo de suas vidas, de acordo com o Global Cancer Observatory (Globocan). A importância de focar na prevenção e tratamento da doença é inegável, mas também é fundamental explorar o que acontece na vida das mulheres após a superação do câncer de mama.

A Jornada Continua: O Pós-Tratamento

O tratamento do câncer de mama não se resume à cirurgia ou às sessões de quimioterapia. É um processo contínuo que exige acompanhamento e apoio para garantir uma melhor qualidade de vida para a paciente. Muitas vezes, as dimensões físicas, emocionais e sociais são negligenciadas. A Dra. Giovanna Gabriele, médica Mastologista, destaca a importância de considerar a mulher como um todo. Ela enfatiza que as pacientes têm vidas, famílias, desejos e identidades, e após o tratamento, surgem dúvidas, principalmente sobre sua própria identidade no momento pós-câncer.

É comum que as mulheres enfrentem desafios como sequelas físicas, alterações na imagem corporal, sintomas da menopausa (quando induzida), fadiga, depressão, baixa libido, estresse e ansiedade após a superação do câncer. O apoio adequado é fundamental para que elas possam levar vidas plenas e significativas, adaptando-se às mudanças que surgem após o tratamento. Ter uma mentalidade positiva e receber acompanhamento médico e psicológico são essenciais nessa jornada de reinvenção.

Uma História de Inspiração

Kelly Pinheiro, Diretora Executiva da agência Mclair Comunicação, é um exemplo inspirador de alguém que enfrentou o câncer de mama e emergiu ainda mais forte. Durante seu desafiador período, a Dra. Giovanna Gabriele foi sua médica. Kelly não apenas venceu a doença, mas também transformou essa experiência em uma oportunidade para inspirar outras mulheres a enfrentar o câncer com coragem e determinação. Com o apoio de familiares, amigos e profissionais atenciosos, ela demonstra que é possível não apenas sobreviver ao câncer de mama, mas também construir uma vida plena e significativa após a doença.

Há Vida Após o Câncer de Mama: Uma Nova Jornada

Enfrentar o câncer de mama é uma jornada árdua, repleta de desafios, mas é importante lembrar que a superação não representa o fim, mas o começo de uma nova fase da vida. Há vida após o câncer de mama, uma vida repleta de possibilidades, crescimento e renovação. Além do simbolismo do Outubro Rosa, é fundamental continuar enfatizando a importância do acompanhamento médico constante e do suporte emocional a todas as pacientes que enfrentam ou já enfrentaram essa doença.

Este artigo é uma edição exclusiva para o News SHD: Seja Hoje Diferente. Caso deseje copiá-lo para publicar em seu blog, é necessário incluir o News SHD como fonte e fornecer um link para este artigo. Não esqueça que, se puder contribuir ou retribuir com 50 centavos, nos ajuda e nos incentiva a continuar.

Qual é a sua opinião sobre este artigo?

Caro leitor, sua opinião é essencial para nós! Compartilhe seus pensamentos nos comentários sobre esta publicação. Garantimos manter o Seja Hoje Diferente sempre atualizado e funcional. Se notar algum link quebrado ou problema com áudio e vídeo, por favor, avise-nos nos comentários. Agradecemos sua colaboração, seu apoio é a bússola que nos orienta na entrega de conteúdo relevante. Obrigado por fazer parte desta comunidade engajada!

Postagem Anterior Próxima Postagem

Shopee