Obesidade atingiu mais de 6,7 milhões de pessoas no Brasil no último ano. O cenário engordou a indústria da alimentação saudável e estima crescimento anual de 5,1%, chegando a US$ 1,209 trilhão em 2025

A pandemia da Covid-19 e seus efeitos no aumento da obesidade no Brasil

A pandemia de Covid-19, que afetou o mundo inteiro, teve impactos significativos na saúde da população brasileira. Com as restrições de mobilidade e o aumento do teletrabalho, as pessoas passaram mais tempo em casa e praticaram menos atividades físicas. Isso, somado à facilidade de acesso a alimentos e à diminuição do esforço físico na rotina diária, resultou em um aumento do peso corporal em todas as faixas etárias, desde crianças até idosos.

A obesidade no Brasil: dados alarmantes

Segundo um levantamento inédito do Ministério da Saúde, a obesidade atinge atualmente 6,7 milhões de brasileiros. Um dado ainda mais alarmante é o número de pessoas diagnosticadas com obesidade mórbida ou grau III de índice de massa corporal (IMC), que ultrapassou a marca de 863.086 no ano passado.

Em 2019, 407.589 pessoas eram diagnosticadas com obesidade grau III, o que representava 3,14% da população monitorada. Em 2022, esse número subiu para 863.083, totalizando 4,07% da população. Esse aumento de 29,6% em apenas 4 anos é um alerta para a gravidade da situação.

Além disso, a obesidade grau I atinge 20% da população, enquanto a obesidade grau II afeta 7,7%, o que representa 1,6 milhões de pessoas em 2022. O sobrepeso também é um problema, atingindo 31% da população, o que equivale a 6,72 milhões de brasileiros.

O aumento da obesidade em todas as faixas etárias

A obesidade é uma doença que não faz distinção de faixa etária. No entanto, as duas últimas faixas, adultos e idosos, são as mais afetadas por esse problema de saúde pública.

O crescimento do mercado de bem-estar e alimentação saudável

Enquanto a obesidade cresce, o mercado de bem-estar, alimentação saudável, nutrição e emagrecimento apresenta projeções promissoras para os próximos anos. O último relatório do Global Wellness Summit aponta que, em 2020, esse segmento movimentou US$ 945,5 bilhões, e a previsão é que tenha um crescimento anual de 5,1%, chegando a US$ 1,209 trilhão em 2025.

Com um total de 96 milhões de brasileiros acima dos 18 anos com sobrepeso ou obesidade, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado em outubro de 2020, empresas voltadas para a alimentação saudável, bem-estar e nutrição esportiva estão ganhando destaque no país.

O papel das empresas de alimentação saudável na conscientização

Edmar Mothé, CEO da Bio Mundo, rede de produtos e alimentos saudáveis, destaca a importância da conscientização sobre um estilo de vida mais saudável, especialmente em tempos de pandemia: "A pandemia da Covid-19 teve seus dois lados, o crescimento de doenças vinculadas aos hábitos ruins ao longo da vida, quanto a conscientização de boa parte da população por um melhor estilo de vida e bem-estar. Seja por um lado ou por outro, sentimos o impacto e o aumento da mudança através da alimentação. O público direcionado às nossas lojas através de profissionais da saúde foram consideráveis e isso só vem aumentando. Somos muito felizes em poder cumprir o papel que gostaríamos de entregar desde o início da Bio Mundo: levar saúde, bem-estar e qualidade de vida aos nossos clientes e a todo Brasil."

O crescente mercado de alimentação saudável

O setor de alimentação saudável tem experimentado um crescimento exponencial a cada ano, refletindo o desejo da população por alternativas que melhorem a qualidade de vida, promovam a longevidade e auxiliem na prevenção de doenças contemporâneas. De acordo com dados da Euromonitor Internacional, o Brasil é considerado um dos mercados mais promissores para a venda de produtos naturais, movimentando em média US$ 35 bilhões ao ano nesse segmento. Atualmente, o Brasil é o quarto maior país em vendas de alimentos e bebidas saudáveis, ficando atrás apenas da América do Norte, Europa Ocidental e algumas nações da Ásia e do Pacífico.

Sobre a Bio Mundo

A Bio Mundo, uma rede de estabelecimentos dedicados à comercialização de produtos naturais e suplementos para nutrição esportiva, teve seu início em 2015 na cidade de Brasília. Foi fundada por Edmar Mothé, um empreendedor visionário, que contou com a colaboração e entusiasmo de seus filhos: Rafael, Bruna e Adriana. Especialmente suas filhas, que já eram adeptas de um estilo de vida mais saudável e voltado para o fitness, desempenharam um papel fundamental na inspiração que deu origem a essa empreitada.

Em apenas oito anos de existência, a Bio Mundo alcançou uma presença significativa em todo o Brasil, com mais de 150 lojas distribuídas em 19 estados. Seu catálogo é diversificado, composto por mais de 3.000 produtos disponíveis nas prateleiras, incluindo mais de 300 opções de produtos a granel.

A empresa se destacou no mercado, conquistando prêmios notáveis, como o Prêmio Líderes do Brasil, reconhecendo sua expansão tanto regional quanto nacional. Além disso, a Bio Mundo é agraciada com o Selo de Excelência em Franchising pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), atestando a qualidade e excelência de seus serviços na área de franquias.

Este artigo é uma edição exclusiva para o News SHD: Seja Hoje Diferente. Caso deseje copiá-lo para publicar em seu blog, é necessário incluir o News SHD como fonte e fornecer um link para este artigo. E não esqueça, se puder contribuir ou retribuir com 50 centavos nos ajuda e nos incentiva a continuar.

Qual é a sua opinião sobre este artigo?

Caro leitor, sua opinião é essencial para nós! Compartilhe seus pensamentos nos comentários sobre esta publicação. Garantimos manter o Seja Hoje Diferente sempre atualizado e funcional. Se notar algum link quebrado ou problema com áudio e vídeo, por favor, avise-nos nos comentários. Agradecemos sua colaboração, seu apoio é a bússola que nos orienta na entrega de conteúdo relevante. Obrigado por fazer parte desta comunidade engajada!

Postagem Anterior Próxima Postagem

Shopee