Empresas estão empenhadas em encontrar soluções para o problema

Ciberataques em Ascensão

De acordo com um levantamento da Checkpoint Software, o Brasil registrou um alarmante aumento de 37% no número de ciberataques durante o terceiro trimestre de 2022. Entre os tipos mais comuns de ataques cibernéticos estão o roubo de identidade, dados, fraudes, extorsão, detecção de senha, violação de acesso, infiltração de sistemas, navegadores web e privados, além do roubo de propriedade intelectual ou acesso não autorizado. Os ciberataques, muitas vezes silenciosos, desabilitam computadores, roubam dados e violam sistemas, deixando um rastro de prejuízos. Criminosos virtuais utilizam uma variedade de métodos, incluindo malware, phishing e ransomware, para realizar esses ataques.

Os Bastidores de um Ciberataque

Mas como exatamente ocorre um ciberataque? Eles são desencadeados quando os usuários inadvertidamente acessam anexos maliciosos enviados por cibercriminosos. Isso pode ocorrer por meio de e-mails falsos, links enganosos e mensagens SMS, todos projetados para se passarem por fontes confiáveis e atrair o usuário. Quando esses links são abertos, os malwares são ativados, infectando o sistema e concedendo total acesso aos criminosos.

Custos e Impactos dos Ciberataques

Engana-se quem pensa que os ciberataques trazem apenas o roubo de informações e dados. De acordo com o relatório "Atividade Criminosa Online no Brasil" da Axur em 2021, os prejuízos decorrentes de crimes virtuais em todo o mundo atingiram a impressionante marca de 6 trilhões de dólares. Grandes empresas como Magazine Luiza, Mercado Livre, bem como outros players do mercado que mantêm informações pessoais e bancárias de milhões de brasileiros, são alvos em potencial desses ataques.

A Importância da Prevenção

Com 16 anos de experiência e atuando incansavelmente na busca por novas tecnologias, o Instituto GEOC, que tem empresas associadas em diversos segmentos, incluindo cartões de crédito, consórcios, produtos bancários e muito mais, está desempenhando um papel fundamental na conscientização das marcas para evitar os malefícios dos ciberataques. Edemilson Koji Motoda, presidente do IGEOC, destaca a importância de orientar os colaboradores das empresas sobre segurança, oferecendo treinamentos e ferramentas tecnológicas para controlar ameaças. Segundo o executivo, é fundamental que as entidades intensifiquem as ações de prevenção, em vez de aguardar que os problemas ocorram antes de agir.

A Prevenção como Melhor Caminho

Os ciberataques são uma realidade cada vez mais presente na vida de todos, tornando a prevenção a melhor estratégia para combater esse problema crescente.

Sobre o IGEOC

Com 16 anos de atuação, o Instituto GEOC e suas associadas se destacam no mercado devido às soluções inovadoras, ao atendimento humano qualificado e ao contínuo investimento em tecnologias. Representando e defendendo o segmento em diversas instâncias, as associadas do IGEOC atuam em setores variados, como cartões de crédito, consórcios, educação, produtos bancários para pessoa física e jurídica, veículos, utilities, grandes redes de varejo, cobrança mercantil, com alcance em todo o território nacional.

Este artigo é uma reedição exclusiva para o News SHD: Seja Hoje Diferente. Caso deseje copiá-lo para publicar em seu blog, é necessário incluir o News SHD como fonte e fornecer um link para este artigo. E não esqueça que contribuir com 50 centavos nos ajuda e nos incentiva a continuar trazendo informações relevantes.

Qual é a sua opinião sobre este artigo?

Caro leitor, sua opinião é essencial para nós! Compartilhe seus pensamentos nos comentários sobre esta publicação. Garantimos manter o Seja Hoje Diferente sempre atualizado e funcional. Se notar algum link quebrado ou problema com áudio e vídeo, por favor, avise-nos nos comentários. Agradecemos sua colaboração, seu apoio é a bússola que nos orienta na entrega de conteúdo relevante. Obrigado por fazer parte desta comunidade engajada!

Postagem Anterior Próxima Postagem

Shopee