Por Junior Cadima

Psicomotricidade é a ciência que estuda o ser-humano através do seu corpo em movimento e em relação ao seu mundo interno e externo. E, ao contrário do que muitos pensam, essa área do conhecimento não se resume em apenas compreender o movimento do corpo, ou seja, não se trata apenas da mobilidade, mas sim da integração dela com os aspectos emocionais e cognitivos das pessoas. E, por isso, é tão importante no processo de aprendizagem das crianças.

Os movimentos corporais permitem aos pequenos a possibilidade de explorar e perceber o contexto ambiental, vivendo experiências concretas, o que reforça de maneira significativa o desenvolvimento infantil. 

Dessa forma, esse tema é fundamental para pais e professores, principalmente no início do ano, quando as crianças estão iniciando a vida escolar - ou voltando à rotina da escola - e explorando o entorno e conhecendo um mundo novo. 

A psicomotricidade também influencia significativamente na aquisição da leitura e da escrita, pois ajuda a desenvolver habilidades sensoriais, motoras e cognitivas essenciais para o processo de alfabetização.

Veja cinco motivos pelas quais a psicomotricidade contribui na alfabetização das crianças:

  1. Desenvolvimento da coordenação motora fina: As atividades que envolvem movimentos finos, como desenhar, pintar, recortar e colar, fortalecem os músculos das mãos e dos dedos e melhoram a habilidade de escrever. 
  1. Estímulo à percepção visual: Brincadeiras que estimulam a identificação de objetos e a classificação de formas, cores e tamanhos ajudam a desenvolver a atenção aos detalhes e a habilidade de observação - importantes para a identificação de letras e palavras.
  1. Desenvolvimento da atenção e da memória: Atividades de memorização de sequências, como jogos de tabuleiro e quebra-cabeças ativam a atenção e a memória, que são habilidades fundamentais para a leitura e a escrita.

  2. Estímulo à criatividade e imaginação: Criação e representação de histórias, como dramatizações, brincadeiras de faz de conta e jogos de interpretação, desenvolvem a capacidade de criar narrativas, o que é essencial para a produção de textos criativos.

  3. Promoção da interação socialjogos e brincadeiras que envolvem a leitura e a escrita em grupo ajudam no desenvolvimento de habilidades sociais importantes para o futuro sucesso acadêmico e profissional, já que proporciona experiências entre as crianças, promovendo a cooperação e o trabalho em equipe na aprendizagem da leitura e da escrita.

Portanto, a psicomotricidade deve ser trabalhada de maneira intencional e planejada tanto na Educação Infantil, quanto em casa, pelos pais, enquanto dedicam tempo de qualidade aos pequenos. 

Sobre Junior Cadima* 

Psicopedagogo e especialista em desenvolvimento infantil. Acredita e defende que o brincar é uma das ferramentas mais importantes para a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças. Junior promove a formação de professores, de profissionais da área da saúde, de pais e de pessoas interessadas em aprender e compreender sobre o brincar na infância, compartilhando conteúdos baseados em evidências científicas e atividades práticas. Sua formação envolve cursos de especialização nas áreas da neuropsicologia aplicada à neurologia infantil, neurociência aplicada à educação e psicomotricidade. Como pesquisador da área da infância e da formação continuada de professores, seu trabalho de pesquisa envolve estudar as práticas docentes com movimentos corporais realizadas na Educação Infantil.

Postagem Anterior Próxima Postagem
Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!


Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!

Compartilhe nas redes sociais: Apoie ou retribua.

Todos os nossos artigos são exclusivos. A reprodução total ou parcial é proibida.

Apoie ou retribua.