Agência FAPESP – A FAPESP anuncia sua participação em uma chamada de propostas lançada pela Global Alliance for Chronic Diseases (GACD), associação que reúne agências de fomento de 73 países. Serão selecionadas propostas de pesquisa que tenham como objetivo desenvolver estratégias para a redução dos fatores de risco para doenças não transmissíveis (DNTs) em cidades e em populações desfavorecidas globalmente, bem como minimizar as iniquidades de saúde relacionadas.

No contexto do edital, o termo “cidades” inclui centros urbanos, assentamentos informais, favelas e áreas periurbanas.

O proponente deverá selecionar uma ou mais cidades onde a pesquisa será realizada, adaptando para o contexto das populações contempladas as premissas de intervenções baseadas em evidências; tais intervenções devem ser referência em estudos voltados à redução de riscos de DNTs no meio urbano e incidir em três temas: mudança comportamental, modificação do ambiente construído e melhora do acesso a serviços de prevenção primária e secundária.

Espera-se que os projetos forneçam a líderes municipais recomendações globais de políticas e práticas que promovam a saúde da população de forma equitativa e ambientalmente sustentável, ao mesmo tempo que enfrentem os desafios da rápida urbanização, crescentes desigualdades sociais e mudanças de clima. A chamada está atrelada à consecução de um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas: “reduzir a mortalidade prematura por doenças não transmissíveis em um terço até 2030” (ODS 3.4).

É desejável, mas não obrigatório, que as propostas envolvam equipes internacionais, colaborativas, multidisciplinares e multiculturais, financiadas por duas ou mais agências de fomento participantes da chamada. No momento, dez agências de fomento têm participação confirmada no edital.

Embora apenas pesquisadores qualificados possam se inscrever para esta oportunidade de financiamento, a colaboração com as partes interessadas, como a comunidade e grupos de pacientes, formuladores de políticas locais, profissionais de saúde pública e outros atores cujas organizações ou comunidades possam se beneficiar da pesquisa, é essencial. A GACD disponibiliza uma ferramenta para facilitar novas parcerias.

Projetos Temáticos

Pesquisadores interessados em participar da chamada devem consultar a FAPESP a respeito de sua elegibilidade antes de iniciar a elaboração do projeto. Apenas pesquisadores considerados elegíveis poderão submeter propostas. As regras de elegibilidade correspondem àquelas aplicadas para a modalidade Auxílio à Pesquisa – Projeto Temático. As consultas serão recebidas até 18 de maio.

A oportunidade está aberta a pesquisadores vinculados a instituições de ensino superior ou de pesquisa sediadas no Estado de São Paulo. Caso sejam formadas equipes internacionais, o pesquisador responsável da equipe estrangeira, financiado pela respectiva agência de fomento, deve se cadastrar como colaborador na proposta enviada à FAPESP.

As diretrizes para participação de pesquisadores do Estado de São Paulo encontram se em: https://fapesp.br/15936/.

O anúncio internacional da oportunidade está disponível em: www.gacd.org/funding/current-call-for-applications/ncd-prevention-in-cities.

GACD

Esta é a quinta vez que a FAPESP participa de uma chamada da GACD. Com sede em Londres, a associação reúne agências financiadoras de pesquisas em doenças crônicas não transmissíveis em diversos países. A aliança coordena e apoia atividades de pesquisa voltadas à prevenção e ao tratamento de doenças crônicas não transmissíveis em escala global – enfermidades que respondem por cerca de 60% das mortes em todo o mundo, segundo a organização –, especialmente em países de baixa ou média renda e com populações mais vulneráveis.

Entre os membros da aliança que já confirmaram participação na chamada, além da FAPESP, estão National Health and Medical Research Council (Austrália), Institutes of Health Research (Canadá), Medical Research Council (Reino Unido), Agência para Pesquisa Médica (Japão), Direção Geral de Pesquisa e Inovação da Comissão Europeia e National Institutes of Health (Estados Unidos).

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem
Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!


Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!

Compartilhe nas redes sociais: Apoie ou retribua.

Todos os nossos artigos são exclusivos. A reprodução total ou parcial é proibida.

Apoie ou retribua.