Com migração do sistema de gestão para a nuvem e funcionalidades da plataforma, empresa reduziu o tempo de desenvolvimento de aplicações 

A SLC Agrícola, uma das maiores produtoras de grãos, adotou o serviço de nuvem Microsoft Azure como parte de sua estratégia de transformação digital. O objetivo é dar respostas tecnológicas mais rápidas para acompanhar a estratégia de crescimento da companhia. O projeto SAP, desenvolvido pela empresa, nasceu nesta estratégia de infraestrutura em nuvem, acompanhando a expansão dos negócios, além de reduzir o tempo de desenvolvimento de aplicações.

O grande desafio da empresa, presente em sete Estados brasileiros, era automatizar os processos, trazendo mais agilidade e eficiência no gerenciamento das suas unidades produtivas. “Com a implantação das soluções em nuvem, centralizamos todas as informações em um só lugar, permitindo o acesso dos colaboradores em tempo real, o que facilita a comunicação entre as unidades”, explica João Aranda, gerente de Infraestrutura, Governança e Serviços de TI da SLC Agrícola.

Segundo Aranda, a companhia passou a ser cada vez mais “digital”. “Hoje, temos todo o processamento e as cargas de trabalho das nossas fazendas rodando num ambiente de infraestrutura em nuvem, o que nos permitiu fazer um provisionamento mais rápido de recursos”, complementa.

Além do sistema de gestão, a companhia também investiu em ambientes de desenvolvimento em nuvem para dar agilidade à validação de códigos de programação e automatizar o processo para colocar em uso uma aplicação já desenvolvida.

"Trazer mais eficiência na gestão de produção e de uso de recursos no setor agrícola é um dos benefícios que a adoção de nuvem proporciona ao ser adotada nas operações de companhias, como é o caso da SLC Agrícola. O poder computacional dessa tecnologia traz mais inovação e impulsiona o crescimento do setor”, diz Andrea Cerqueira, vice-presidente de Vendas Corporativas para Clientes e Startups na Microsoft Brasil.

A SLC Agrícola também utilizou o Visual Studio e o Azure DevOps no projeto e conseguiu diminuir o tempo de desenvolvimento de novas aplicações. “Ganhamos muita agilidade. Com o Azure DevOps conseguimos criar a esteira automatizada que nos permite publicar aplicações escaláveis em poucos cliques”, explica Bruno Cruz, Coordenador de Desenvolvimento de Sistemas da companhia.

Com processos automatizados, utilizando o Power Automate e o Power Apps, a empresa ganhou mais agilidade e segurança e conseguiu construir um sistema completo e eficiente de gestão em nuvem, sem depender de servidores físicos. Esse processo foi um elemento estratégico para que a empresa alcançasse novos patamares em performance e resultados, contabilizando um aumento no tamanho do negócio e no número de colaboradores. “Hoje, conseguimos fazer a migração de 100% dos arquivos das fazendas para o Sharepoint, onde os arquivos locais, de apontamentos de ações a serem realizadas pelos nossos colaboradores, estão rodando na nuvem, com uma performance muito boa e que pode ser escalável. Além disso, ao migrar os datacenters físicos para a nuvem, economizamos energia, contribuindo para um negócio mais sustentável”, finaliza João Aranda.

Sobre a Microsoft

A Microsoft (Nasdaq “MSFT” @microsoft) habilita a transformação digital na era da nuvem inteligente e da fronteira inteligente. A missão da Microsoft é empoderar cada pessoa e cada organização no planeta a conquistar mais. A empresa está no Brasil há 34 anos e é uma das subsidiárias da Microsoft Corporation, fundada em 1975, e que está presente em mais de 190 países. De julho de 2021 a junho de 2022, a empresa investiu mais de US$ 15 milhões em doações e descontos para entidades sem fins lucrativos, impactando mais de 2 mil instituições com doação de software, descontos para compra e apoio a projetos de capacitação. Com o lançamento do Microsoft For Startups Founders Hub, 443 novas startups foram aprovadas, totalizando 703 startups apoiadas, que juntas já consumiram USD 11,898,488.00 de créditos em nuvem Azure.

Sobre a SLC Agrícola   

A SLC Agrícola, fundada em 1977 pelo Grupo SLC, é produtora de soja, algodão e milho, além de trabalhar com criação de gado, fazendo a integração lavoura-pecuária. Também é detentora da marca SLC Sementes, que produz e comercializa sementes de soja e algodão. Foi uma das primeiras empresas do setor a ter ações negociadas em Bolsa de Valores, tornando-se uma referência no seu segmento. Com Matriz em Porto Alegre (RS), a Empresa possui 22 Unidades de Produção e mais uma fazenda arrendada, localizadas em sete estados brasileiros. A estimativa para a safra 2021/2022 é de uma área plantada de 672 mil hectares.   

Postagem Anterior Próxima Postagem

Compartilhe nas redes sociais e apoie ou retribua

Todos os nossos artigos são exclusivos é proibida a reprodução total ou parcial dos mesmos sem a indicação da fonte SHD: Sejahojediferente.com