ODATA promove conexões entre infraestruturas

Modelo de interconexões de provedores de rede é recomendado pelo melhor desempenho e maior segurança para clientes de nuvem

O Cloud Connect é um modelo considerado bastante eficiente para promover o melhor desempenho em ambientes de nuvem. Entre as vantagens das interconexões que o modelo apresenta, estão os ganhos de eficiência e performance, bem como a possibilidade de arquitetura de conexões híbridas. Essas conexões podem ser simples ou redundantes – dependendo do modelo de negócios dos clientes e a criticidade dos serviços que utilizarão a estrutura. Desse modo, elas oferecem alta performance e disponibilidade para que as organizações tenham opções versáteis de conectividade.

Essa modalidade – o Cloud Connect – surge em um cenário de necessidade do contato físico direto entre diferentes ambientes de nuvem. Isso porque o uso da rede pública não é suficiente e eficaz para aprimorar o desempenho de nuvem de ponta a ponta, visto que nela há maiores riscos de segurança e menor velocidade. Um exemplo prático de aplicação do Cloud Connect é quando um rack de Colocation é interligado diretamente a um provedor de serviços específicos, como uma operadora de telecomunicações ou um ISP.

“No âmbito corporativo, as estratégias de negócios utilizam diferentes recursos virtuais e, em vista disso, é necessário que essas conexões sejam velozes e protegidas entre os ambientes físicos e de nuvem”, afirma Fernando Ribeiro, Coordenador de Sistemas da ODATA, provedora de serviços de data center para a América Latina. “Nesse cenário, com a implementação do Cloud Connect, é possível obter conexões mais rápidas, seguras e gerenciáveis por meio de data centers de Colocation”.

Ao eliminar a necessidade de contratar individualmente cada provedor de banda de internet, o Cloud Connect proporciona uma ampla redução de custos aos clientes. Nesse modelo, os clientes podem acessar, em um único ambiente, diferentes soluções e serviços dos principais provedores de banda de internet do mercado. “É preciso ter uma expansão da infraestrutura empresarial para além do perímetro físico, dado que cada vez mais é exigida uma capacidade técnica robusta por parte dos data centers para suportar as grandes demandas de dados”, comenta o executivo.

De acordo com uma previsão do Gartner, os gastos com soluções em Cloud somaram US$ 247 bilhões em 2022, provocando uma grande demanda por infraestruturas robustas.

“Em data centers de Colocation, o processo de transferência das cargas de trabalho de TI para uma estrutura de Cloud Connect costuma ser ainda mais fácil e rápido, já que eles atuam como um hub que permite a conexão de diferentes estruturas de dados. Consequentemente, essas cargas executadas e gerenciadas em uma infraestrutura podem ser integradas com maior segurança aos principais recursos de nuvem”, explica Ribeiro.

Sobre a ODATA

Fundada em 2015, a ODATA é uma provedora brasileira de serviços de data center, que fornece infraestrutura de TI escalável, confiável e flexível na América Latina. Focada em Colocation, a ODATA atende à crescente demanda por energia, espaço e confiabilidade de organizações de diversos setores, sendo completamente qualificada para oferecer soluções de enterprise/retail (desde meio rack, racks inteiros e cages) até projetos built to suit (constrói e opera data centers novos, para um único cliente, na região escolhida). A ODATA busca a criação da mais moderna e eficiente rede de data centers da América Latina. Atualmente, a empresa possui três data centers operando no Brasil, um na Colômbia e outro no México, além de já ter iniciado a sua expansão também no Chile.

Postagem Anterior Próxima Postagem
Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!


Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!

Compartilhe nas redes sociais: Apoie ou retribua.

Todos os nossos artigos são exclusivos. A reprodução total ou parcial é proibida.

Apoie ou retribua.