A época de começo de ano pode ser muito complicada, uma vez que desde a digitalização de documentos de matrícula até as muitas contas que aparecem, como a compra do material escolar, podem acabar sendo um grande problema, dando uma grande despesa.

Dessa forma, é muito importante encontrar maneiras que ajudem a economizar o máximo possível nesse setor, diminuindo assim um pouco os gastos de começo de ano.

Além disso, com o aumento da inflação, se tornou ainda mais importante conseguir alocar o seu dinheiro no lugar correto, diminuindo os gastos como pode.

Continue lendo este artigo e compreenda um pouco mais sobre como utilizar estratégias que o ajudem a economizar um pouco mais nas compras de materiais escolares, conseguindo aproveitar promoções e entre muitos outros elementos.

5 estratégias para economizar no material escolar

A economia nos materiais escolares vai muito além do que apenas realizar uma pesquisa no Google, como “rolo de filme stretch preço”, a fim de encontrar os melhores valores.

Na verdade, existem muitas estratégias que podem ser utilizadas com o objetivo de conseguir aproveitar ao máximo o seu dinheiro, onde dentre eles podem-se citar:

  • Tenha a lista em mãos;

  • Veja o que pode ser reaproveitado;

  • Pesquise e compare preços;

  • Separe o que deve ser comprado no começo do ano;

  • Se antecipe.

Essas são algumas das principais dicas que podem ajudar você a economizar muito no começo do ano com as compras para a escola.

1 - Tenha a lista em mãos

O primeiro passo para se economizar nos materiais escolares é evitando de adquirir produtos a mais do que deve, uma vez que essas compras já são muito caras.

Para que isso não aconteça, um fator muito importante é se planejar com antecedência, construindo uma lista com os materiais mais relevantes que devem ser comprados.

Dessa forma, ao possuir uma lista em mãos, você possui a capacidade de avaliar todos os materiais e ver quais precisam realmente ser comprados, como canetas, papéis para plotter, lápis, borracha e outros materiais.

Esse fator pode parecer muito óbvio, mas é fundamental alguma organização no momento de ir às compras com elementos tão caros, evitando assim compras desnecessárias.

Além disso, outro fator muito importante para evitar compras indevidas é deixar as crianças ou adolescentes em casa, uma vez que o emocional pode tomar conta e você pode acabar gastando mais do que deve.

Com isso, o seu filho não estará presente para argumentar que precisa dos serviços de uma locação de impressoras para apresentar melhores resultados na escola ao invés de utilizar a xerox, por exemplo.

2 - Veja o que pode ser reaproveitado

Outro ponto muito importante é identificar quais materiais podem ser reaproveitados, já que muitos dos que foram utilizados no ano anterior podem ainda estar em bom estado, como uma lapiseira, lápis, canetas, réguas e mochilas.

Esses são alguns itens que não precisam ser renovados todos os anos, podem ser utilizados novamente no ano seguinte.

Por esse motivo, é muito importante que, antes de ir às compras, você confira no material escolar que já é existente os objetos que estão em bom estado e que podem ser utilizados por mais um ano.

Assim que isso acontecer, você deve riscar os itens da sua lista de gastos, garantindo que ele não será adquirido em excesso.

Além disso, existem muitos livros usados que podem ser reaproveitados por você, uma vez que o lançamento de novas edições dos livros didáticos pode levar muitos anos para acontecer.

Com isso, é possível economizar muito na compra de livros através da aquisição de livros usados em sebos ou até mesmo de pais na mesma escola, já que as crianças que passaram de ano não irão precisar mais desse material.

Dessa forma, você pode conseguir preços bem mais baratos nesses materiais, reaproveitando tanto os seus próprios materiais quanto os dos outros.

3 - Pesquise e compare preços

As pesquisas e comparações de preços são muito importantes de serem efetuadas, uma vez que alguns estabelecimentos podem apresentar produtos mais caros do que outros.

Assim, deve ser efetuado um comparativo tanto com lojas online quanto com lojas físicas, obtendo assim os melhores resultados.

4 - Separe o que deve ser comprado no começo do ano

Outro ponto muito importante é que nem todos os produtos precisam ser adquiridos já no começo do ano, já que existem materiais que são usados desde o começo e outros que só são utilizados mais para frente, como objetos para a aula de artes, por exemplo.

Dessa forma, é possível conversar com os professores para conseguir obter uma maior ideia de quais produtos podem ser comprados posteriormente, analisando o cronograma de aulas, e assim conseguindo dividir um pouco os gastos no decorrer do ano letivo.

5 - Se antecipe

Um fator a ser levado em consideração é que as compras podem ficar consideravelmente mais caras se forem efetuadas no começo do ano.

Isso acontece porque essa época é muito marcada também pela necessidade de adquirir materiais escolares, e por isso os produtos podem elevar bastante o preço.

Por esse motivo, você deve sempre adquirir os produtos com certa antecedência, procurando comprar os itens escolares fora de época, a fim de obter melhores preços.

Quais são os melhores comércios para promoções?

Um dos melhores comércios para adquirir materiais escolares são os atacados, onde é possível obter excelentes preços.

Isso acontece porque, ao comprar em grandes quantidades, se reunindo até mesmo com outros pais para adquirir os produtos, pode acabar rendendo ótimos reduções nos custos.

Já no caso das lojas online, a melhor alternativa é sempre buscar por promoções, descontos e cupons, já que esses são muito disponibilizados no começo do ano.

Os descontos acumulativos também podem ajudar bastante, onde ao comprar vários itens em um único lugar, é possível ganhar descontos por adquirir muitos produtos.

Outro ponto a ser considerado é o frete, já que, por possuir um grande desconto, muitas empresas acabam tentando compensar o valor através desse elemento e, com isso, é necessário avaliar se o preço final faz sentido.

Caso o momento financeiro da família permita, comprar à vista também pode fornecer bons descontos, uma vez que sempre existe uma margem de negociação, sendo assim, não tenha vergonha de negociar na sua compra e pedir por desconto.

Além disso, o seu filho não precisa de um material com uma gravação a laser em metal para se destacar dos outros alunos ou de marcas famosas estampando os seus materiais escolares.

Um ponto muito importante a tomar cuidado quando se compra novos materiais é o fato de que os itens com personagens e desenhos podem sair muito mais caros do que eles realmente são apenas pela estampa.

Por esse motivo, investir na personalização dos materiais pode ser uma ótima maneira de ter um momento produtivo e especial entre a criança e os responsáveis.

Itens que podem ser produzidos em casa

Existem muitos objetos que podem ser produzidos em casa também e não apenas personalizados, economizando ainda mais nas despesas.

Dessa forma, itens como estojos, mural de lembretes, um bullet journal e entre muitas opções podem ser facilmente efetuadas na sua própria residencial com alguma criatividade.

Objetos que as escolas não podem solicitar

Segundo o Instituto Brasileiro de Direitos do Consumidor, o Idec, nem todos os objetos podem ser solicitados pela escola, onde existem algumas restrições para isso.

Dessa forma, alguns itens que a escola não pode solicitar de maneira alguma são produtos de uso coletivo, como de higiene e limpeza, por exemplo.

Além disso, copos e colheres descartáveis, grandes quantidades de papel, grampo, fita gomada ou qualquer outro material em alta escala e entre muitos outros objetos.

Outro ponto muito importante a ser levado em consideração é que, de acordo com o Procon-SP, também é considerada abusiva a cobrança da taxa de material escolar sem, de fato, a apresentação de uma lista.

Com isso, desde a aquisição de uma luva anticorte até uma folha A4 devem ser devidamente informadas por escrito.

Isso acontece porque a escola possui a obrigatoriedade de informar quais itens devem ser adquiridos, com o intuito dos pais ou responsáveis estarem cientes dos objetos a serem comprados com o seu próprio dinheiro.

Além disso, existem muitos produtos específicos que são proibidos de serem mencionados na lista de requisição de materiais escolares, como álcool, material específico da escola que não seja uma determinada apostila para aula, canetas para lousa e entre muitos outros.

O começo das aulas é muito agitado, onde os alunos estão empolgados com a nova empresa de refeições coletivas que vai entrar na escola, os novos professores, colegas de turma e entre muitos outros aspectos.

Dessa forma, alguns erros devem ser evitados, uma vez que com toda essa empolgação e novidade também vem o desejo de adquirir materiais novos e de alto valor.

Por esse motivo, é muito importante se atentar às dicas aqui citadas, com o objetivo de gastar menos nessa época que é repleta de gastos adicionais.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Compartilhe nas redes sociais e apoie ou retribua

Todos os nossos artigos são exclusivos é proibida a reprodução total ou parcial dos mesmos sem a indicação da fonte SHD: Sejahojediferente.com