Plataforma do Colégio Adventista é ferramenta utilizada para obter maior produtividade, dinamismo, foco e eficiência no aprendizado dos alunos

Por ser um multiverso de inovações, a tecnologia costuma ser uma forte aliada no aprendizado. Na última semana, após tomar posse, o novo ministro da educação, Camilo Santana, listou o trabalho que deverá ser feito para proteger a educação brasileira e destacou a utilização de estratégias que utilizem ferramentas tecnológicas dentro das salas de aula.

Entre as principais ferramentas que conduzem o professor está a criação de um plano de aula bem-feito. Esta etapa – geralmente feita no começo dos bimestres, trimestres e semestres – é tão importante quanto o próprio conteúdo que deve ser estudado em classe. Muito além de manter a organização, o plano de aula define como será feita a troca de conhecimentos entre professor e aluno.

Foi pensando nisso que o Colégio Adventista implantou uma dinâmica 100% online a partir da `Sequência Didática´ para ajudar o corpo docente na hora de planejar as aulas. Este conceito é baseado nos assuntos propostos pela Base Nacional Comum Curricular e ajuda os professores a organizar de forma sequencial a execução das atividades, além de melhorar a interação entre aluno, classe e o educador. “Antes do professor ministrar sua aula, a plataforma ajuda a compor as ações, visando saber em qual etapa os alunos estão, para então partir desses níveis de conhecimento, almejando chegar aos níveis que eles precisam dominar. A sequência didática nos ajuda a montar este processo”, explica Marizane Piergentille, diretora de educação das unidades do ABC e do Litoral.

A aplicação dessa sequência segue assim:

1- Eixo temático: ajuda a escolher um tema para sua sequência;

2- Trabalhar na prática aplicando problemáticas, com objetivo de trazer o conhecimento prévio do aluno auxiliando a abordagem do tema;

3- Aplicação de atividades significativas relacionadas com o tema que o professor deseja construir;

4- Aplicação de atividades lúdicas, ou seja, o aluno, como protagonista no processo de ensino e aprendizagem, tenha abertura para escrever, desenhar e falar sobre o tema;

5- Atividade de fixação de conteúdo que traga todo o conteúdo ensinado para ajudar a fortalecer o que o estudante aprendeu;

6- Por fim, o professor aplica uma atividade final para avaliar o conhecimento da turma em relação ao tema abordado.

Ainda que não seja necessário seguir um padrão, o modelo híbrido adotado por algumas instituições deixou claro a importância de encarar o plano de aula como uma ferramenta fundamental para entregar aulas mais produtivas e dinâmicas.

Como o próprio nome já diz, a sequência didática é definida como um conjunto de atividades relacionadas de passos e etapas ligadas entre si para tornar o processo de aprendizado mais eficiente. “Toda sequência didática planejada auxilia o professor a organizar o trabalho na sala de aula de forma gradual, pois ao organizá-la, é possível planejar etapa por etapa de acordo com as necessidades dos alunos, criando uma sequência de atividades com começo, meio e fim”, finaliza.

*professores | Alunos

Postagem Anterior Próxima Postagem
Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!


Seja Parceiro Anuncie no Seja Hoje Diferente!

Compartilhe nas redes sociais: Apoie ou retribua.

Todos os nossos artigos são exclusivos. A reprodução total ou parcial é proibida.

Apoie ou retribua.