Ambientado no oeste catarinense, romance de Nilva Tânia Facco explora os limites da razão diante das injustiças

As belíssimas cachoeiras e fauna diversa de Abelardo Luz, oeste de Santa Catarina, sempre foram alento para Amara, protagonista de uma vida sofrida relatada no lançamento Quedas da Alma. A ficção, assinada pela autora Nilva Tânia Facco, é um convite aos leitores refletirem sobre os limites do equilíbrio humano em situações injustas da vida.

Banhada pelo Rio Chapecó, a encantadora cidade catarinense esconde histórias de culpa, medo, ódio e sede de vingança. A jovem Amara, nascida e criada na região, teve de lidar com injustiças desde muito cedo; foi humilhada, vítima de preconceito de classe, de tentativa de estupro, testemunha ocular do homicídio do pai e lidou com o descaso das autoridades quando denunciou casos de pedofilia.

Diante de tanta dor e tragédias, se viu obrigada a escolher: fazer justiça com as próprias mãos ou perdoar e esperar que o universo se encarregasse das consequências. As decisões tomadas pela protagonista guiam o enredo em uma sucessão de reviravoltas, que evidenciam um sério debate sobre vingança e lei do retorno.

Era culpada também? E Samir? Queria que ele fosse condenado
e pagasse pela morte de seu pai. A mãe de Amara era uma mulher
experiente, profunda conhecedora da filha, apesar de ter acreditado
em suas palavras, dado amor, carinho e conforto, foi insuficiente para
aplacar o desejo de vingança da jovem.
 (Quedas da alma, pág. 27)

Ao longo da trama, Amara descobre que escolhas erradas podem resultar em mais sangue derramado, segredos e sofrimento. No fim, em meio à sociedade desajustada da qual fazia parte, aprendeu que jamais poderia perder a fé.

Guiada por grandes nomes femininos da literatura, como Clarice Lispector, Collen Hoover e Lucinda Riley, a escritora catarinense Nilva Tânia Facco traz no lançamento um viés de espiritualidade, que se confunde com a ciência, quando afirma que “toda ação tem uma reação”.

Sobre a autora: Nilva Tânia Facco nasceu em Abelardo Luz, oeste de Santa Catarina. Atualmente aposentada, atua como empreendedora e escritora. Por 27 anos, se dedicou ao cargo de técnica no poder judiciário do estado e, após a aposentadoria em 2018, passou focar em outras duas paixões: o empreendedorismo e a escrita. Na literatura assina o conto Nuances – Do Cinza às Cores na Antologia “O Vazio”, publicado em 2020, e também o romance Hidratando Corações, lançado em 2021.

Redes sociais:
Facebook: @nilvatania.facco
Instagram: @nilvatania
Site: www.nilvatania.com

Postagem Anterior Próxima Postagem


Compartilhe nas redes sociais: Apoie ou retribua.

Todos os nossos artigos são exclusivos. A reprodução total ou parcial é proibida.

Apoie ou retribua.