O Grupo 2TM, controlador da corretora Mercado Bitcoin, e a Parallax Ventures, empresa que investe em startups, realizaram um investimento na fintech SL Tools, de Clearing, e um marketplace para negociação digital de ativos financeiros. O anúncio foi feito nesta terça-feira (19). Com o aporte, a maior plataforma de ativos digitais da América Latina se aproxima mais do mercado financeiro regulado e da bolsa de valores brasileira, B3.

O novo acordo também aproxima ainda mais os mercados tradicional e digital, baseado na tecnologia blockchain, explica a nota da 2TM. o Grupo destaca o contrato recente com a B3 que permite a utilização dos serviços de clearing e custódia da bolsa, tornando-se a única empresa no país a conseguir acessar esse serviço.

Em resumo, a SL Tools vai facilitar o aluguel de ações, reduzindo a dependência que os investidores e as corretoras têm do mercado de balcão, pois é a única empresa brasileira com acesso ao serviço de clearing da B3. A fintech tem contrato firmado com a B3 desde julho deste ano.

Mercado Bitcoin quer focar na evolução da inovação

Em nota, Roberto Dagnoni, CEO 2TM, destacou o pioneirismo da companhia na nova economia digital e afirmou que o Grupo vai estar à disposição da SL Tools para ajudar a construir um modelo que permita a evolução da inovação, mas com regras bem definidas e que devem ser seguidas pelos atores do mercado.

“Esse movimento nos aproxima do mercado regulado e corrobora a visão de que o mercado regulado e as novas tecnologias fatalmente convergem em prol dos clientes e para gerar mais eficiência ao sistema”, disse Dagnoni, ressaltando que o acordo é terceiro movimento do Grupo nessa direção e não deve ser o último.

“Em maio anunciamos a compra da Parmais e um investimento no FIDD Group. E desde a chegada do SoftBank, em julho, estamos acelerando muito esta frente de M&A (sigla em inglês para ‘Fusões e Aquisições’). Vamos seguir nessa trilha de buscar a aproximação aos ativos regulados por diversas frentes”, disse o diretor. 

Empresas enaltecem parceira

Para o fundador da SL Tools, André Duvivier, os mercados tradicionais e digitais podem convergir mais rápido do que o esperado. Ele também enalteceu a nova parceria e exaltou a história da empresa:

“Estamos na vanguarda desse movimento”. Duvivier também aproveitou para anunciar que além do aluguel de ações, a fintech está se preparando para lançar em um “curtíssimo prazo” produtos de renda fixa em seu marketplace digital.

Fabio Dutra, gerente da Parallax Ventures, também deixou um comentário sobre a nova empreitada das três empresas.

“Estamos muito entusiasmados em ver as sinergias entre as nossas investidas se materializando sob a forma de parcerias e investimentos, consolidando a geração cruzada de valor entre as plataformas”, disse Dutra, acrescentando que o investimento pavimenta a construção de uma infraestrutura de mercado financeiro moderna e preparada para a nova economia.

O que é ‘clearing’

Segundo o site da B3, “a clearing integrada realiza o registro, aceitação, compensação, liquidação e gerenciamento do risco de contraparte de operações do mercado de derivativos financeiros, de commodities e de renda variável, dos mercados à vista de ouro, de renda variável e de renda fixa privada, realizadas em mercado de bolsa e em mercado de balcão organizado, bem como de operações de empréstimo de ativos”.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Compartilhe nas redes sociais e apoie ou retribua

Todos os nossos artigos são exclusivos é proibida a reprodução total ou parcial dos mesmos sem a indicação da fonte SHD: Sejahojediferente.com