Sem sombra de dúvidas, a independência do Brasil é um marco para a história do nosso país, então, deve ser comemorada sempre. Não é à toa que existe um feriado para o dia em questão, para que todos se lembrem da luta até que esse dia chegasse.


Mas você sabia que existem muitas histórias e curiosidades interessantes sobre esse dia? Pois bem, o texto de hoje abordará 7 dessas curiosidades, algumas um pouco mais informativas e outras simplesmente interessantes por si só.


Nossa pátria amada Brasil, hoje, é uma país independente com um amplo território, uma história fantástica e uma diversidade sem igual. 


Embora a sondagem de solo, por exemplo, tenha se espalhado pelo mundo e a tecnologia continue avançando para evoluir a sociedade em si, nada disso apaga as lutas e a beleza pela qual este país já passou, triunfando em muitas e aprendendo com outras


Pode-se dizer que foi uma longa caminhada de tormento, dificuldades e de sacrifícios até o dia da independência do nosso país, mas graças à ajuda de muitos, junto de outras grandes figuras históricas, nossa independência chegou por meio de uma grande conquista.


Assim como é preciso que um engenheiro civil estude automação predial, é necessário que todos os brasileiros estudem a história do país para entender mais a fundo como chegamos a independência e como essa data é marcante para a história no geral.


Não apenas isso, mas quando se tem o conhecimento sobre algum assunto, fica mais simples entender os motivos que levaram as pessoas da época a tomarem tais decisões e, até mesmo, como elas influenciaram outros momentos marcantes na história.


Portanto, assim como um contador de fluxo precisa ser analisado para se entender o seu desempenho, iremos abordar um pouco mais essa história e apontar algumas curiosidades muito interessantes sobre todo o processo de independência do Brasil.


Para ficar por dentro de todas essas informações e acompanhar de perto, confira os tópicos a seguir, onde o conteúdo será melhor abordado e desenvolvido. Sem mais delongas, vamos a ele.

As curiosidades que englobam o processo

Diferentemente do pensamento de muitos, a independência do Brasil não é apenas um dia, foi um longo processo político que englobou diversas decisões para que chegasse até o momento onde Dom Pedro ergueu sua espada e proclamou a independência às margens do rio Ipiranga.


Assim como a galvanização a quente por imersão, o processo é bastante conhecido por todos e possui algumas curiosidades interessantes, as quais podemos nos apegar e desenvolver um certo interesse de como as coisas nem sempre são como nos contam.


Quando pensamos em independência, primeiramente, nos vem à mente alguns elementos como:


  • Pinturas e imagens heróicas;
  • Processo político;
  • Acontecimentos muito específicos;
  • Idealizações de momentos.

Não tirando a beleza de nossa independência nem a luta e as dificuldades daqueles que viveram na época, mas algumas coisas não são ditas, e é sobre elas que você lerá a seguir. Portanto, se ajeite na poltrona perto da divisória piso teto da sua casa, e confira!

01 - Leopoldina da Áustria assinou a independência

Diferentemente do que muitos pensam, embora Dom Pedro tenha proclamado a independência, foi sua esposa, Leopoldina da Áustria que assinou o decreto. 


Nessa época, em 1822 para ser mais exato, ele havia partido para o que hoje é conhecido como estado de São Paulo para resolver conflitos políticos, nomeando a sua esposa como Chefe de Estado e Princesa Regente interina do Brasil.


Enquanto estava em São Paulo, chegou um ultimato de Portugal para que o Príncipe Regente retornasse para o país. Então, Leopoldina reuniu no Rio de Janeiro todo o Conselho de Estado e assinou o decreto que separava o Brasil de Portugal em 02 de Setembro de 1822.

02 - Problemas intestinais assolavam Dom Pedro

Assim como é possível acontecer imprevistos com uma estação redutora de pressão, não poderia ser diferente com o corpo humano, e foi isso que aconteceu com Dom Pedro.


Em 5 de Setembro, o futuro imperador do Brasil ainda não havia recebido a notícia de que o país se separara de Portugal, e seguia com toda a sua comitiva rumo ao Rio de Janeiro perto do rio Ipiranga.


Porém, Dom Pedro estava sofrendo problemas intestinais e sua comitiva era forçada a realizar diversas pausas não programadas ao longo do trajeto. Quando chegou o dia 7 de Setembro, dia que ele recebeu a notícia, aconteceu o famoso Grito do Ipiranga.

03 - O quadro da independência é idealizado

Mesmo uma empresa que vende sensor de nível pode melhorar um pouco suas qualidades durante o marketing, e não foi diferente com o quadro pintado por Pedro Américo em 1888.


Pois bem, quadro esse que se popularizou, sendo a imagem que a grande maioria dos brasileiros lembram quando se fala de independência.


No quadro, Dom Pedro marcha com a guarda imperial, mesmo que ela ainda não existisse na época. Sem mencionar os cavalos lindos e impecáveis que fortalecem a imagem do Império, sendo que o trajeto foi realizado junto de mulas.


Por fim, a famosa frase não foi dita ao mesmo tempo que o imperador erguia a espada, sendo as suas palavras “Viva a Independência e a separação do Brasil! Brasileiros, a nossa divisa de hoje em diante será Independência ou morte”.

04 - O começo da dívida externa

Embora a independência tenha sido proclamada em 1822, Portugal só a reconheceu em 1825, e cobrou uma indenização enorme de 2 milhões de libras esterlinas. O Brasil com nada, os cofres vazios voltaram para a corte do país.


Sem saída, um empréstimo para a Inglaterra foi requisitado, começando então a famosa dívida externa que acompanhou o país durante longos anos.

05 - O motivo

Assim como quando você precisa de um leito para cabos, a principal causa da necessidade por independência não surgiu do nada, foi um longo processo que se deu a um grande desgaste dos colonos brasileiros com a elite de Portugal.


Isso já acontecia com frequência, mas com a chegada da família real nessas terras, tudo se intensificou, fazendo com que fosse natural a vontade de se criar a independência.

06 - O Prelúdio do Dia do Fico

Dom João VI fez com que o Brasil deixasse de ser um colônia e fizesse parte do Reino Unido de Portugal e Algarves. Porém, com a queda de Napoleão Bonaparte em 1815, houveram muitas revoltas em Portugal e políticos maquinavam acordos com Espanha, Inglaterra ou França.


Dom Pedro, então, foi requisitado a voltar para Portugal mas, com a influência e orientação de diversos intelectuais da época, além de motivos políticos, ele decidiu ficar no Brasil e, sua decisão foi dada em 9 de janeiro de 1822, ficando conhecido como Dia do Fico.

07 - A independência é muito celebrada até hoje

Sendo um motivo de muita alegria e festa, a independência do Brasil é comemorada até os dias de hoje, sendo uma das homenagens mais bonitas e interessantes a do Exército brasileiro junto de seus desfiles e carros fantásticos.


Já em Brasília, os desfiles são marcados com a presença de aviões das Forças Armadas, contendo diversos shows aéreos e até mesmo a participação de membros que lutaram e estiveram na Segunda Guerra Mundial.


Em outros lugares do país, cada Estado comemora de sua maneira e, muitas vezes, o assunto se tornou tema de escolas de samba durante o período de Carnaval.

Considerações finais

O texto de hoje abordou sobre diversas curiosidades e informações importantes sobre a independência do Brasil, mostrando como foi o processo, alguns mitos e outras verdades sobre esse dia que é tão importante para a história do nosso país.


Apesar de tudo, é uma data extremamente importante e que foi o pontapé inicial para que o país deixasse de ser colônia de Portugal e começasse a tomar as suas próprias decisões. Porém, não deve ser descartado esse período histórico.


Portugal faz parte da história de nosso país e muito de nossa cultura vem por influência deles, sem mencionar de outros países e povos mundo afora. Não é à toa que o Brasil é conhecido por ser um país muito miscigenado e diversificado.


Esse tipo de evento constrói a imagem que nossa pátria possui, mostrando ao mundo como apesar de sofrida e difícil, nossa história é repleta de garra, vontade e luta. Em outras palavras, é uma história para se orgulhar.


Agora que já ficou mais claro como é importante entender o passado para projetar o futuro, procure estudar um pouco mais sobre como o Brasil se transformou ao longo dos anos, buscando sempre conhecer ao máximo a nossa história.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.
Postagem Anterior Próxima Postagem


Compartilhe nas redes sociais: Apoie ou retribua.

Todos os nossos artigos são exclusivos. A reprodução total ou parcial é proibida.

Apoie ou retribua.