19.4.21

Agenda 21 Não é Para o Ano de 2021

Vamos abordar de novo este assunto porque parece que existe uma teoria da conspiração para acabar com a população mundial.

Afinal como e porque nasceu a Agenda 21?

Na verdade a história começa bem antes.

No momento da revolução industrial nasceu um movimento ambiental pregando a volta da vida simples, regrada pelos valores da natureza. O escritor americano Henri David Thoreau foi o primeiro pregador desse conceito. A segunda Guerra mundial e uma era nuclear fez surgir um medo pela poluição por radiação e o movimento ambientalista começa a ganhar impulso em 1962 com a publicação de um livro - A Primavera Silenciosa de Rachel Carson que trazia um alerta sobre o uso de venenos na agricultura. Rachel era cientista e escritora e destacou a importancia de respeitar o ecossistema em que vivemos para proteger a saúde humana e o meio ambiente. 

Em 1969 - a primeira foto da Terra vista do espaço (constatando que ela é redonda) tocou o coração da humanidade fazendo ver que vivemos em uma única Terra. Não teremos para onde ir se esta Terra não for protegida. A partir daí começa a nascer uma consciência coletiva do mundo e da importância de cuidar dele.

Em 1972 a ONU convoca a Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente Humano em Estocolmo - Suécia. O evento foi um marco e o Documento final que contém 19 princípios representam um Manifesto Ambiental para nossos tempos. A partir desse documento a cada nova reunião da ONU são checadas as metas atingidas e novas metas mais ambiciosas e para atender as novas realidades com relação ao meio ambiente são traçadas.

Foi assim que em 1992 nasceu a Agenda21- na RIO92 - Conferência da ONU também chamada de Cúpula da Terra, que aconteceu no Rio de Janeiro em 1992. A Agenda 21 não são metas para o ano de 2021 e sim metas para o século 21 que estava chegando naquele final de século. 

A preocupação com o meio ambiente não é assunto exclusivo nessa agenda. Temas como combate a pobreza, preocupação com as questões de gênero e preconceito, assim como reconhecimento da condição feminina e tantos outros temas que afligem as comunidades em todas as partes do mundo foram transformados em metas a serem alcançadas nas Agendas que se seguiram. 


Surgiram então a agenda 2015 - com metas para o ano de 2015 e novo desenho, agora mais atual com a Agenda 2030 e metas para que cada cidadão, comunidade, cidade, país, gestores públicos, empresas, empreendedores possam melhorar não são o clima e a condição da natureza, mas a sobrevivência da humanidade no planeta. 

Quando fui desenhar os objetivos de existência da minha empresa - em 2003 - tomei a Agenda 21 Local - a agenda da cidade de São Paulo - e separei quais as metas dessa agenda eu ia atender com a empresa. Eu queria focar os trabalhos da empresa tendo como base estrutural o atendimento a metas que tinham sido estabelecidas a nível mundial. 

Não temos um outro planeta para viver. Temos só este planeta! E é preciso cuidar dele e das pessoas que nele vivem! 

A agenda 21 e todas as outras que se seguiram não tem como objetivo matar a humanidade, mas fazer com que ela possa sobreviver e com qualidade de vida. 

GeraLinks - Agregador de links