Blog Diferente Para Ser Diferente

Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).

Campanha Novembro Dourado conscientiza e informa sobre diagnóstico e tratamento do câncer entre crianças e adolescentes

O mês de novembro abarca duas importantes campanhas de saúde, o Novembro Azul, em prol da prevenção do câncer de próstata, e o Novembro Dourado, em prol da prevenção do câncer infanto-juvenil.

A campanha Novembro Dourado foi criada em 2014 pela Confederação Nacional de Instituições de Apoio à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc). O mês foi escolhido, pois, no dia 23 é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil.

Novembro Dourado: qual a recorrência do câncer infanto-juvenil?

O câncer infanto-juvenil é caracterizado, pelo Instituto Nacional do Câncer – INCA – como o conjunto de patologias decorrentes da proliferação descontrolada de células anormais e em pacientes com idade entre 1 e 19 anos.

Existem algumas doenças oncológicas mais comuns nessa faixa etária, incluindo: leucemia, câncer do sistema nervoso central e os linfomas, que acometem o sistema linfático.

Entre os tumores mais comuns está o neuroblastoma (acomete as células do sistema nervoso periférico), o tumor de Wilms (renal) e o retinoblastoma (acomete a retina).

Os dados de 2020 do INCA mostram que anualmente são 8.460 novos casos, sendo 4.310 para o sexo masculino e 4.150 para o sexo feminino.

Apesar dos números elevados, aproximadamente 70% das crianças e adolescentes podem ser curados quando o diagnóstico é precoce e o tratamento é realizado em um centro especializado.

Quais os sintomas do câncer infantil?

Um dos desafios do câncer infanto-juvenil é a dificuldade dos pais e responsáveis identificarem os sintomas relacionados à patologia.

A investigação médica deve ser realizada caso a criança ou adolescente apresente sintomas como:

     Dor de cabeça;

     Vômito;

     Ínguas;

     Dor nas pernas;

     Manchas roxas;

     Pintas vermelhas pelo corpo.

Como esses sintomas são comuns a várias doenças frequentes na infância, é importante que os pais ou responsáveis atentem-se à duração dos sinais. Caso eles persistam por mais de 10 dias, é importante buscar um médico para investigações detalhadas por meio de exames laboratoriais ou radiológicos.

Caso haja a confirmação do câncer infanto-juvenil, é essencial buscar auxílio especializado. Isso é importante, inclusive, para uma melhor comunicação da situação para a criança ou adolescente com assistência de profissionais especializados.

Em geral, recomenda-se que a comunicação às crianças seja feita utilizando recursos lúdicos, como desenhos e fantoches. Já no caso dos adolescentes é importante contar com uma equipe multidisciplinar para facilitar o processo.

Como é o tratamento do câncer infanto-juvenil?

Como a campanha Novembro Dourado divulga, é essencial que haja um diagnóstico precoce do câncer para aumentar as chances de cura. Um dos fatores relevantes nas crianças e adolescentes é o crescimento acelerado de tumores, demandando tratamentos mais intensivos.

No entanto, eles também se recuperam em menos tempo. Nesses casos, podem ser usadas diferentes opções de tratamento, como cirurgia, quimioterapia, radioterapia e/ou transplante de medula óssea.

Um aspecto importante é que, diferentemente dos adultos que podem adotar hábitos saudáveis para diminuir as chances de doenças oncológicas, entre as crianças a prevenção não é possível. Isso aumenta a importância da atenção aos sintomas e continuidade deles.

Outro fator importante sobre o tratamento é que as chances de sucesso são maiores quando realizado em centros especializados.

Esses locais contam com um grupo de profissionais especializados que incluem médicos, psicólogos, enfermeiros, nutricionistas e professores. Além disso, a experiência com o público infanto-juvenil contribui em diversas etapas do processo, desde a comunicação até definição do tratamento.

Destaca-se ainda que, além da equipe especializada, os recursos técnicos são melhor direcionados para as particularidade do atendimento infanto-juvenil, contribuindo nesse tipo de tratamento.

Com os elevados índices de cura do câncer infanto-juvenil, torna-se mais necessária à atenção aos cuidados do controle posterior ao tratamento, o que contribui para a sobrevida de longo prazo.

Recomenda-se que seja mantido o acompanhamento na clínica visando a identificação precoce e resposta adequada à complicações tardias que possam ocorrer. Para tal, é essencial uma assistência multidisciplinar às crianças e adolescentes.

O melhor seguro de vida é a atenção aos sintomas e busca do auxílio médico especializado precocemente caso qualquer alteração ou sinal persistente seja identificado.

Apesar de o câncer infanto-juvenil ser sempre um choque à família e pacientes, a conscientização e informações adequadas sobre diagnóstico, tratamento e acompanhamento é essencial para decisões benéficas ao tratamento.

Como todos os tipos de câncer, o diagnóstico precoce está entre os principais aliados para maiores chances de cura e a campanha Novembro Dourado visa justamente essa conscientização.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!

Faça parte do nosso grupo de Amigos no Facebook, junte-se ao Seja Hoje Diferente! Inscreva-se agora mesmo no Veja: Grupo no Facebook clicando aqui!

GeraLinks - Agregador de links