Blog Diferente Para Ser Diferente
Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).


Variação do câmbio e aumento do dólar deixam os gamers confusos na hora de tomar uma decisão entre comprar jogos no Brasil ou nos EUA.

Grande parte das pessoas acredita que vale a pena comprar bens de alto valor agregado, como os videogames e smartphones, fora do país. Mas será mesmo que isso faz sentido em momentos de alta do dólar?

Com a variação do câmbio, essa questão se torna ainda mais pertinente. Vale a pena a conversão? Quais serão as taxas cobradas? O produto chegará corretamente? Essas são algumas perguntas que as pessoas que querem adquirir esses produtos no exterior costumam fazer. 

Impostos de eletrônicos adquiridos no exterior
Como já é de amplo conhecimento, o Brasil é um dos países com maiores taxas de impostos no mundo. Isso reflete diretamente quando um produto é importado do exterior, independente da sua natureza.

Mas, além disso, existe, por exemplo, o imposto de importação que é uma taxa cobrada pela Receita Federal logo quando o produto chega no Brasil. A Receita realiza essa taxação no centro de distribuição que recebeu primeiramente o produto.

Como funciona o imposto de importação
Se a pessoa exportou um produto e mora na Bahia, mas o objeto está parado no Rio Grande do Sul, significa que o objeto está passando por essa fiscalização no sul do país.

Quando a Receita determina que a taxa deve ser aplicada, o comprador recebe uma mensagem via web notificando que só receberá a mercadoria se pagar esse valor extra. Em sua grande maioria, ela só é cobrada quando o valor original do produto excede US$ 50,00.

O maior problema disso tudo é que o consumidor não sabe quando seu produto será taxado, aqui, ele precisa contar com a sorte, literalmente. Pode acontecer de um vídeo game de US$ 15 ser taxado e um smartphone de US$ 300, não.

Principais alíquotas
A alíquota do imposto de importação atua sempre em 60% em cima do valor final do produto, ou seja, somando frete e seguro. De acordo com as normas ditadas pela Portaria MF 156/99 em seu artigo 1º, em nenhum caso a alíquota pode extrapolar essa porcentagem ou ultrapassar US$ 3.000.

Mas é preciso estar atento, já que por mais que o valor do produto tenha sido convertido para real, a Receita fará uma nova conversão para aplicar o percentual, levando em consideração o valor total da importação que considera o valor original do produto, o frete e o seguro.

Vamos supor que um game importado custa nos EUA US$ 40,00. Seu frete foi US$ 30,00 e seguro US$15,00. Esse valores somam US$ 85,00. Quando a RF converte, esse valor fica próximo a R$ 341,00.

Em cima disso, pode ser cobrada uma alíquota de R$ 205,02. Então você precisa estar ciente que, em cima dessa base, o valor total com as taxas ficará em torno de R$ 546,02.

Os únicos produtos livres de qualquer taxa de importação são:

- livros, jornais e revistas;
- amostras de tecidos sem fins lucrativos; e
- medicamentos exigidos por receita médica.

Quais os preços dos games no Brasil e nos EUA?

Para tentar esclarecer se vale a pena ou não importar games, apresentamos um comparativo entre os valores dos jogos comercializados no Brasil e nos Estados Unidos.

Os preços foram retirados do site Amazon (nacional e internacional). Outro ponto importante é que na data que este artigo foi escrito, o dólar estava cotado em R$ 4,08.

Fifa 2019
Preço médio no Brasil: R$ 79,99
Preço médio nos EUA: US$ 21,25

GTA 5
Preço médio no Brasil: R$ 134,00
Preço médio nos EUA: US$ 28,45

God of War
Preço médio no Brasil: R$ 89,99
Preço médio nos EUA: US$ 25,99

Rocket League
Preço médio no Brasil: R$ 128,24
Preço médio nos EUA: US$ 22,80

Mortal Kombat X
Preço médio no Brasil: R$ 59,90
Preço médio nos EUA: US$ 16,69

Battlefield 1
Preço médio no Brasil: R$ 60,45
Preço médio nos EUA: US$ 11,52

Marvel's Spider-Man
Preço médio no Brasil: R$ 83,51
Preço médio nos EUA: US$ 34,99

Red Dead Redemption 2
Preço médio no Brasil: R$ 128,85
Preço médio nos EUA: US$ 36,50

Conclusão
Pelos números vistos acima, no caso dos games, vale mais a pena comprá-los em solo brasileiro. Dois motivos levam a essa conclusão: a variação do câmbio e a taxas cobradas pela Receita Federal.

Por isso, pesquise bastante na hora de adquirir um produto, seja comprando por aqui ou importado. Você, enquanto consumidor, é beneficiado ao gastar menos e obtendo uma boa experiência com o produto.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!