Blog Diferente Para Ser Diferente
Seja Uma Pessoa Melhor, Diferente Você já é ! - Junte-se ao Grupo de Amigos do Seja Hoje Diferente - Bem Vindo (a).

Imagem Reprodução Divulgação

A chegada de um bebê muda absolutamente tudo na vida dos pais. As mulheres em especial enfrentam dilemas com o novo corpo e com a nova rotina de casa. Ter um cuidado especial com as mulheres nesse período é essencial. 

O pós-parto, ou puerpério, é uma fase complicada para toda mulher.  Além das muitas e novas responsabilidades com a chegada do bebê, esse é também um período em que as mães acabam se desgastando mais, porque elas ainda estão se acostumando com as demandas do próprio corpo e do bebê e começam a se habituar com a nova rotina da casa.

Para ter uma boa recuperação e conseguir lidar com a responsabilidade do novo filho, a mulher precisa ter alguns cuidados como, por exemplo, ter algumas horas de sono, se alimentar de maneira adequada e mesmo encontrar roupas confortáveis para a nova rotina com a criança.

Tudo muda quando a mulher engravida e quando o bebê chega à casa é que os pais realmente percebem o quanto as coisas estão diferentes. 

Principais mudanças do corpo feminino no pós-parto

O puerpério é um período em que o corpo da mulher passa por muitas alterações para voltar ao que ele era antes da gravidez. 

São muitas as mudanças fisiológicas, como o fato de o útero estar voltando ao seu tamanho normal, o que pode ocasionar cólicas e até sangramentos. A amamentação é outro fator que, além de uma grande novidade, é um desafio à parte já que depende da adaptabilidade do bebê e da própria mulher. 

Outra mudança fisiológica desse período é quanto ao aumento de suor. Isso pode acontecer porque as glândulas sudoríparas, por conta do excesso de líquido acumulado durante a gravidez, costumam estar bastante ativas nessa fase.

Se a mulher passou por uma cesária, além dos desafios normais do pós parto, ela tem que enfrentar ainda os procedimentos pós-cirúrgicos que pode ser um pouco doloroso e demorado. 

Lado emocional também fica alterado

E além de todas as mudanças físicas, ainda há o emocional da nova mamãe que é o outro grande desafio dessa fase. Muitas mulheres sentem inseguranças, por exemplo, com relação à saúde do bebê, a melhor maneira de cuidar de suas necessidades. 

Algumas não contam com o apoio familiar, especialmente dos maridos ou pais das crianças, e se sentem sozinhas durante esse período.

Muitas vezes elas podem experimentar até a depressão pós-parto, um problema que atinge milhares de mulheres no mundo e que ainda é muito estigmatizado. 

Cuidados necessários nessa fase

A mulher que acabou de passar pelo pós-parto precisa ter muita atenção não apenas com o bebê, mas, principalmente, com a própria saúde. Uma boa recuperação no pós-parto é essencial para enfrentar a maternidade. 

O que comer?

Se alimentar adequadamente, além de essencial para que o corpo passe por todas essas mudanças da melhor forma possível, fica ainda mais importante quando a gente lembra que muitos nutrientes vão para o bebê através da amamentação. 

Além de incluir alimentos naturais e nutritivos na dieta é importante evitar alguns alimentos que podem provocar cólicas no bebê, como leite, repolho, cebola e leguminosas.

Uma dica é planejar as refeições, comprando marmitas congeladas ou contando com alguém da rede de apoio para cozinhar nos primeiros dias.

O que vestir?

As roupas de antes ainda não voltaram a servir e as roupas da gravidez já estão grandes demais. Lógico que cada mãe tem o seu estilo, mas uma dica que vale para todas é que o armário ideal do pós-parto tem que prezar por uma característica: o conforto.

Escolher vestidos soltinhos, que tenham um bom caimento, pode ser uma ótima opção para esse período. Além disso, as calças não podem ser apertadas, pois é preciso deixar a circulação mais livre. É também essencial escolher tecidos confortáveis que permitem mobilidade e uma boa circulação sanguínea.  

Blusas e camisetas que favoreçam a amamentação também são boas pedidas. Por isso, é essencial dar prioridade para as peças de abotoar que são mais fáceis de retirar na hora da amamentação.

Os sutiãs também são assunto importante para as mães que dão o peito, pois é necessário um modelo e um tecido confortáveis que não machuquem a mulher e que permitam a respiração da região.  

Contar com a rede de apoio

Mulheres que estão no pós-parto precisam de muita atenção e não é vergonha nenhuma pedir ajuda. É muito importante que as mamães se lembrem que de que não conseguem dar conta de tudo sozinhas e que precisam de uma rede de apoio forte e preparada. 

Quando perceber que não vai dar conta da demanda, é essencial acionar essa rede que pode ser composta tanto por familiares como por amigos mais chegados. Profissionais especializados também podem ficar à disposição para garantir o bem-estar da mãe e do bebê. 
Postagem Anterior Próxima Postagem

Veja abaixo mais um artigo do Seja Hoje Diferente!