Redes sociais geram ansiedade?
Reprodução Divulgação Ilustração

Olá, queridos leitores do Seja Hoje Diferente! Aqui é o Alessandro Turci, e hoje quero compartilhar um papo esclarecedor que tive com a incrível Dra. Blenda Marcelletti de Oliveira, doutora em psicologia pela PUC-SP. O tema? Nada menos que "As redes sociais causam ansiedade?"

Um Alerta Necessário sobre o Uso Consciente

De acordo com a Dra. Blenda, a resposta é sim, as redes sociais podem causar ansiedade, especialmente quando não são utilizadas com consciência. Durante nossa conversa, ela destacou que tanto adultos quanto crianças e adolescentes podem ser afetados.

Pressão por Felicidade e Sucesso: Um Impacto nos Adultos e Adolescentes

Para os adolescentes e adultos, a exposição constante a vidas aparentemente perfeitas nas redes pode gerar ansiedade. A comparação com imagens de felicidade e sucesso pode distorcer a realidade, impactando a saúde mental.

“Cuidado com isso, tenha mais tempo para o real”, alerta Dra. Blenda, ressaltando a importância de compreender que as redes sociais muitas vezes mostram apenas uma parte fragmentada da vida das pessoas.

Riscos para Crianças: Violência e Conteúdo Inadequado

No caso das crianças, a Dra. Blenda enfatiza que o uso excessivo de jogos e redes sociais pode expô-las a conteúdos prejudiciais, incluindo violência e até mesmo material sexual. Aqui, os pais desempenham um papel crucial em supervisionar e estabelecer limites.

Dicas Valiosas para o Uso Responsável

Além disso, a Dra. Blenda destaca diretrizes importantes, como evitar a exposição de crianças menores de dois anos às telas e limitar o tempo de tela para crianças e adolescentes. Desconectar-se antes de dormir também é crucial para preservar a qualidade do sono.

Conectados Demais? A Busca por Informação Constante

A Dra. Blenda também menciona o fenômeno chamado Fear Of Missing Out (FOMO), que traduzido significa "medo de perder as novidades". A busca constante por estar conectado pode gerar ansiedade, já que é impossível estar informado o tempo todo.

O Desafio Atual e a Solução: Detox Digital

Em seu livro "Fazendo as pazes com a ansiedade", Dra. Blenda sugere o "detox digital" como uma solução. Separar algumas horas do dia para se desconectar do smartphone e focar em atividades que promovem o autocuidado é essencial.

Conversar com a Dra. Blenda foi esclarecedor e relevante, mostrando que é possível equilibrar a vida digital com a saúde mental. Se quiserem saber mais sobre o trabalho dela, confiram suas redes sociais e fiquem atentos às suas valiosas contribuições.

Até a próxima,
Alessandro Turci

Qual é a sua opinião sobre este artigo?

Caro leitor, sua opinião é essencial para nós! Compartilhe seus pensamentos nos comentários sobre esta publicação. Garantimos manter o Seja Hoje Diferente sempre atualizado e funcional. Se notar algum link quebrado ou problema com áudio e vídeo, por favor, avise-nos nos comentários. Agradecemos sua colaboração, seu apoio é a bússola que nos orienta na entrega de conteúdo relevante. Obrigado por fazer parte desta comunidade engajada!

Postagem Anterior Próxima Postagem
Shopee