Projeto que investiga a relação entre dor no ombro e diabetes

Pesquisadores vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) convidam pessoas com diabetes – que sofrem ou não de dor no ombro – para projeto que estuda os sintomas dolorosos e a funcionalidade da articulação, além de sinais e sintomas de neuropatia diabética em indivíduos com a doença.

A investigação faz parte do doutorado de Julia Kortstee Ferreira, que é financiado pela FAPESP e orientado por Paula Rezende Camargo, docente da UFSCar.

A neuropatia diabética é uma complicação comum do diabetes e leva à ocorrência de danos aos nervos periféricos do corpo. Esses nervos carregam informações que chegam e saem do cérebro, além de sinais da medula espinhal.

A expectativa dos pesquisadores é levantar resultados que ajudem a compreender melhor quais os sintomas e as alterações presentes no ombro de quem tem diabetes, como possíveis alterações de movimento e da força do ombro. Busca-se ainda compreender se a neuropatia diabética tende a ocorrer simultaneamente e na mesma proporção nos membros inferiores e superiores.

Podem participar pessoas com idade entre 18 e 65 anos, portadoras de diabetes. Não são elegíveis indivíduos com problemas na tireoide, fibromialgia, fratura ou cirurgia ortopédica recente nos membros superiores ou que tenham feito tratamento fisioterapêutico ou infiltração para o ombro nos últimos seis meses.

Os participantes receberão uma avaliação musculoesquelética gratuita e presencial no Laboratório de Avaliação, com duração de duas horas. Ao final, os voluntários receberão uma cartilha de orientações e exercícios para o cuidado com o diabetes.

Interessados devem preencher formulário eletrônico. 

O contato com a pesquisadora também pode ser feito pelo WhatsApp (16) 99714-1240 ou pelo e-mail projetodiabetes.ombro@gmail.com.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Compartilhe nas redes sociais e apoie ou retribua

Todos os nossos artigos são exclusivos é proibida a reprodução total ou parcial dos mesmos sem a indicação da fonte SHD: Sejahojediferente.com